Um Rosto para Fernando Pessoa. Obras de 35 Artistas Portugueses Contemporâneos

III Congresso Pessoano

Exposição integrada nas comemorações do 30.º aniversário da morte de Calouste Sarkis Gulbenkian, coincidentes com o segundo aniversário do Centro de Arte Moderna e com o 50.º aniversário da morte de Fernando Pessoa. Foram convidados a participar artistas portugueses com obra inspirada na poesia ou na iconografia do poeta português, tendo sido reunidas cerca de 60 obras de 35 artistas.
Exhibition included in the commemorations of the 30th anniversary of the death of Calouste Sarkis Gulbenkian, coinciding with the 2nd anniversary of the Modern Art Centre and the 50th anniversary of the death of Fernando Pessoa. Portuguese artists with works inspired by the poetry or iconography of the Portuguese poet were invited to participate in the exhibition, which featured around 60 works by 35 artists.

A exposição «Um Rosto para Fernando Pessoa. Obras de 35 Artistas Portugueses Contemporâneos» inseriu-se nas comemorações do 30.º aniversário da morte de Calouste Sarkis Gulbenkian (1869-1955), coincidentes com o segundo aniversário do Centro de Arte Moderna (CAM) e com o cinquentenário da morte de Fernando Pessoa (1888-1935).

A desmontagem da «Exposição-Diálogo» e a montagem da exposição «Um Rosto para Fernando Pessoa» (CAM, piso 1), assim como a nova montagem da coleção do CAM (nave central e piso -1), que procurava ser mais didática, implicaram o encerramento temporário do Centro de Arte Moderna, o que levou a que este evento fosse associado à «reabertura» do CAM. A inauguração realizou-se no dia 22 de julho de 1985, com a presença do presidente da República António Ramalho Eanes.

A mostra foi concebida como homenagem a Fernando Pessoa, e nela foram convidados a participar artistas portugueses com obra inspirada nos textos ou na iconografia do poeta. No total, foram apresentados 35 artistas e cerca de 60 obras, abrangendo categorias tão diversas quanto a pintura, a escultura, o desenho, a medalhística, o vídeo ou a instalação. A exposição abrangeu obras de um arco cronológico de setenta anos, sendo, contudo, a década de 1970 aquela que reuniu o maior número de trabalhos.

Inicialmente, a exposição ter-se-á intitulado «Fernando Pessoa e os Artistas Plásticos Portugueses», mas, por razões que não foi possível apurar, este título seria preterido. Também numa fase inicial, na lista de artistas convidados (33 numa primeira fase) figuravam Vitoriano Braga, Fernando Calhau, Maria Helena Vieira da Silva e Nikias Skapinakis, que acabariam por não entrar na lista final, que por sua vez incluiria Abílio, Martins Correia, Eurico Gonçalves, Bernardo Marques e Lídia Martinez.

Na imprensa especializada, José-Augusto França, num artigo publicado no Diário de Lisboa, começa por notar que «esta procura de um "rosto para Fernando Pessoa", que sempre o mascarou em hetero-personagens, é uma empresa em certa medida fascinante, e, sem dúvida, tema interessantíssimo», mas conclui dizendo que «a exposição é praticamente inútil, como era fatal e óbvio» (França, Diário de Lisboa, 16 ago. 1985). Esta insatisfação seria partilhada pelo crítico de arte António Rodrigues, que, no jornal Expresso, afirma categoricamente: «Título nada feliz para uma exposição infeliz.» (Rodrigues, Expresso, 10 ago. 1985)

Num outro artigo publicado no Expresso, reverbera um tom idêntico: «Num inventário extenso dos que ao poeta se referiram são escassas as obras que permitam reflectir sobre a permanência do retrato na pintura actual. Predomina a ilustração e o exercício esquemático sobre algumas imagens emblemáticas.» («Um rosto para Fernando Pessoa», Expresso, 14 set. 1985)

No dia da inauguração, o ACARTE realizou um recital do poema dramático de Fernando Pessoa Primeiro Fausto, interpretado por Luis Miguel Cintra, Ruy Furtado e Márcia Breia, com música de Paulo Brandão.

Jean-Clarence Lambert proporia ainda ao Comité Nacional (por intermédio de Madalena Perdigão) um projeto de âmbito mais vasto para a celebração do poeta, a que se chamaria «Festival Pessoa». No entanto, o Comité, representado por David Mourão-Ferreira, não reconheceu pertinência à proposta (Carta de Jean-Clarence Lambert para o Comité Nacional, 14 jul. 1984, Arquivos Gulbenkian, ACARTE 00807). Na mesma altura, registou-se ainda uma exposição biobibliográfica dedicada ao poeta português no Centre Georges Pompidou, em Paris, sem relação direta com a exposição em causa.

Entre 4 de outubro e 2 de novembro de 1985, realizou-se em Londres uma outra exposição dedicada ao poeta, independente da de Lisboa, mas incluindo algumas das obras expostas no CAM. A mostra, intitulada «Fernando Pessoa. A Galaxy of Poets 1888-1935», foi organizada na St. Pancras Library/Shaw Theatre e apresentada pelo London Borough of Camden, em associação com os Ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Cultura. Com o patrocínio do Ministério da Cultura, Filipe Ferrer realizou um filme sobre o poeta, no qual incluiu imagens captadas na exposição do CAM. Este filme pôde ser visto na exposição de Londres.

Posteriormente, em 1988, foi proposto à Fundação Calouste Gulbenkian que se repetisse esta mesma exposição em São Paulo, no Espaço Cultural Citybank, por ocasião do quarto congresso Internacional de Estudos Pessoanos. A exposição «Um Rosto para Fernando Pessoa» realizar-se-ia, mas com algumas alterações, justificadas por Sommer Ribeiro no prefácio do catálogo: «[…] pensámos, desde logo, que tal exposição ganharia outro impacto se seleccionássemos trabalhos de artistas que mais profundamente estudaram a obra e a figura do poeta» (Um Rosto para Fernando Pessoa, 1988). Assim, só quatro artistas seriam representados: Almada Negreiros, Mário Botas, Júlio Pomar e Costa Pinheiro. Para esta exposição, o CAM produziu um catálogo, que recuperaria o prefácio de José Saramago publicado no catálogo da exposição de 1985. A exposição ocorreu em São Paulo, durante os meses de abril e maio de 1988.

A Presidência da República solicitaria igualmente ao CAM a montagem da exposição no Palácio de Belém, em Lisboa, onde se intitulou «Exposição Comemorativa do Centenário do Nascimento do Poeta Fernando Pessoa». Foi inaugurada a 13 de junho de 1988 e encerrou a 17 de julho do mesmo ano. Devido às limitações de espaço para a montagem, José Sommer Ribeiro, na qualidade de comissário, optou por só expor artistas que trabalharam «profundamente» sobre o universo pessoano, como foi o caso de Almada Negreiros, Júlio Pomar, Mário Botas, Costa Pinheiro e Vieira da Silva. Contudo, por à data da exposição não haver disponíveis para empréstimo obras sobre o poeta da autoria de Vieira da Silva, optou-se por incluir composições centradas nas festas do 13 de junho em Lisboa (dia do nascimento do poeta e da pintora). Os textos introdutórios do catálogo são da autoria de Mário Soares e de José Sommer Ribeiro.

Refira-se ainda a exposição «Fernando Pessoa: O Impossível-Possível Retrato», que reuniu algumas obras apresentadas na exposição «Um Rosto para Fernando Pessoa» e que se viria a inserir num programa de intercâmbio e colaboração entre centros culturais. A mostra «Fernando Pessoa: O Impossível-Possível Retrato» foi inicialmente programada para a Casa de Serralves, mas, devido à coincidência de uma outra exposição no espaço, acabaria por ser apresentada no Museu Nacional de Soares dos Reis, entre 21 de outubro e 20 de novembro de 1988. A organização da mostra foi da responsabilidade da Casa de Serralves, em colaboração com o CAM, e nela foram apresentados dez artistas: Almada Negreiros, Júlio Pomar, Costa Pinheiro, Mário Botas, Artur Bual, Pedro Chorão, José João Brito, Rico Sequeira, Miguel Yeco e Laura Cesana. Em dezembro do mesmo ano, esta exposição seria apresentada em Lisboa, na Galeria Almada Negreiros.

Ana Lúcia Luz, 2017


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

Espace - Poétique de Fernando Pessoa (avec son chapeau, son stylographe et ses lunettes - "maritimes")

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

Espace - Poétique de Fernando Pessoa (avec son chapeau, son stylographe et ses lunettes - "maritimes"), 1979 / Inv. GP1391

Fernando Pessoa - Heterónimo

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

Fernando Pessoa - Heterónimo, 1978 / Inv. 83P463

Fernando Pessoa Não - Ele - Mesmo

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

Fernando Pessoa Não - Ele - Mesmo, 1974 / Inv. GP1390

O Pintor Ele - Mesmo no Seu Espaço-Poético

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

O Pintor Ele - Mesmo no Seu Espaço-Poético, 1979/80 / Inv. 83P464

Os Óculos do Poeta Álvaro de Campos - Heterónimo de Fernando Pessoa

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

Os Óculos do Poeta Álvaro de Campos - Heterónimo de Fernando Pessoa, 1980 / Inv. 83P429

Os Óculos do Poeta Álvaro de Campos - Heterónimo de Fernando Pessoa

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

Os Óculos do Poeta Álvaro de Campos - Heterónimo de Fernando Pessoa, 1980 / Inv. 83P429

Pormenor - cabeça de Ricardo Reis (F. Pessoa - heterónimo)

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

Pormenor - cabeça de Ricardo Reis (F. Pessoa - heterónimo), 1981 / Inv. DP1093

Sonho de Fernando Pessoa Debaixo de uma Latada numa Tarde de Verão

António Dacosta (1914-1990)

Sonho de Fernando Pessoa Debaixo de uma Latada numa Tarde de Verão, 1982/83 / Inv. 84P129

O poeta Alberto Caeiro

Bartolomeu Cid dos Santos (1931- 2008)

O poeta Alberto Caeiro, 1984 / Inv. GP293

O poeta Fernando Pessoa

Bartolomeu Cid dos Santos (1931- 2008)

O poeta Fernando Pessoa, 1984 / Inv. GP284

Retrato de Fernando Pessoa

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Retrato de Fernando Pessoa, 1964 / Inv. 64P66

S/Título

José de Almada Negreiros (1893-1970)

S/Título, 1963 / Inv. GP1005

Fernando Pessoa

Júlio Pomar (1926-2018)

Fernando Pessoa, 1983 / Inv. DP1417

Fernando Pessoa

Júlio Pomar (1926-2018)

Fernando Pessoa, 1983 / Inv. DP1418

Fernando Pessoa e Almada Negreiros

Júlio Pomar (1926-2018)

Fernando Pessoa e Almada Negreiros, 1983 / Inv. DP1420

I Know not What Tomorrow Will Bring

Victor Belém (1938- )

I Know not What Tomorrow Will Bring, 1983/1984 / Inv. 87P1186

Ode Dentro da Mãe

Victor Belém (1938- )

Ode Dentro da Mãe, 1984 / Inv. P1521

Homenagem a Luis Buñuel

Fernando de Azevedo (1923-2002)

Homenagem a Luis Buñuel, 1983 / Inv. DP1528

Homenagem a Picasso

Fernando de Azevedo (1923-2002)

Homenagem a Picasso, 1981 / Inv. DP1527

Homenagem ao poeta António Maria Lisboa

Fernando de Azevedo (1923-2002)

Homenagem ao poeta António Maria Lisboa, 1978 / Inv. DP1529

S/Título

Fernando de Azevedo (1923-2002)

S/Título, 1949 / Inv. DP443

S/Título

Fernando de Azevedo (1923-2002)

S/Título, c. 1950-51 / Inv. DP441

S/Título

Fernando de Azevedo (1923-2002)

S/Título, c.1950-51 / Inv. DP442

S/ Título

Jorge Martins (1940-)

S/ Título, 1982 / Inv. 84DP1230

S/Título

Jorge Martins (1940-)

S/Título, 1984 / Inv. 85DP1226

Natureza Morta

José Aurélio (1938-)

Natureza Morta, 1985 / Inv. 85E949

I Know not What Tomorrow Will Bring

Victor Belém (1938- )

I Know not What Tomorrow Will Bring, 1983/1984 / Inv. 87P1186


Eventos Paralelos

Recital de poesia

O Primeiro Fausto

22 jul 1985
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna – Sala Polivalente
Lisboa, Portugal

Publicações


Material Gráfico


Fotografias

José de Azeredo Perdigão, António Ramalho Eanes, José Sommer Ribeiro e António de Arruda Ferrer-Correia
José de Azeredo Perdigão, António Ramalho Eanes e José Sommer Ribeiro
Azeredo Perdigão, General Ramalho Eanes e José Sommer Ribeiro
António Ferrer-Correia, José de Azeredo Perdigão, António Ramalho Eanes, José Sommer Ribeiro
Roberto Gulbenkian, Madalena Perdigão e Manuela Eanes

Documentação


Imprensa


Fontes Arquivísticas

Biblioteca de Arte Gulbenkian, Lisboa / Dossiê BA/FCG

Coleção de dossiês com recortes de imprensa de eventos realizados nas décadas de 80 e 90 do século XX, organizados de forma temática e cronológica. 1984 – 1997

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00098

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém atas e apontamentos, correspondência com os artistas e entidades proprietárias das obras representadas na exposição, correspondência interna e externa, lista de obras cedidas para a exposição, lista de convites e recortes de imprensa. 1985 – 1986

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00099

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém convite e apresentação do poema dramático de Fernando Pessoa; processos sobre os artistas e as obras apresentadas; textos para o catálogo e textos para o convite da exposição; documentação sobre transporte de obras. 1985 – 1985

Arquivos Gulbenkian (ACARTE), Lisboa / ACARTE 00807

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém documentação sobre «Fernando Pessoa. Comemoração do 50.º Aniversário da sua Morte», nomeadamente sobre o «Primeiro Fausto». 1984 – 1985

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00152

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém catálogo, guias de transporte, correspondência interna e externa, documentação sobre a itinerância em São Paulo (inclui lista de obras e planta do espaço), no Porto e em Lisboa (Palácio de Belém, 13 de junho de 1988). 1988 – 1989

Arquivos Gulbenkian (ACARTE), Lisboa / ACARTE 01077

Pasta com documentação referente à produção da exposição. 1985

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Comunicação), Lisboa / COM-S001/004-D00478

Coleção fotográfica, p.b., cor: inauguração (FCG, Lisboa) 1985


Exposições Relacionadas

Pomar

Pomar

1986 – 1987 / Itinerância Brasil, Portugal

Botelho

Botelho

1989 / Sede Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Almada

Almada

1984 / Centro de Arte Moderna, Lisboa

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.