Biologia Integrativa do Comportamento

Rui Oliveira

O principal interesse de investigação do grupo é o estudo integrado do comportamento social, que combina o estudo de causas próximas (modelos genéticos, circuitos neurais, processos cognitivos) e efeitos finais (consequências evolutivas). Em particular, o grupo de investigação pretende entender como o cérebro e o comportamento podem ser moldados pelo ambiente social e como os mecanismos cognitivos, neurais e genéticos subjacentes à plasticidade na expressão do comportamento social evoluíram.

 

Questões de investigação atuais

  • Evolução da cognição social e de seus mecanismos neuromoleculares – o objetivo é entender se a cognição social é uma característica de desempenho organizacional que afeta a aptidão darwiniana e pode estar sujeita a seleção;
  • Mecanismos genômicos e epigenômicos do comportamento social – procuram entender como o mesmo genoma pode produzir diferentes fenótipos sociais em resposta às principais dicas sociais do ambiente;
  • Neuroendocrinologia do comportamento social – os investigadores pretendem entender o papel dos hormônios e neuropeptídeos (ocitocina / vasotocina) como neuromoduladores envolvidos na plasticidade do comportamento social;
  • Cognição e bem-estar dos peixes – como os organismos-modelo deste grupo de investigação são peixes, utilizam o conhecimento deste campo para aperfeiçoar a criação e o tratamento de peixes, com vista a melhorar a investigação e bem-estar animal.

Publicações


Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.