Portugal com novo EMBO YIP

Elias Barriga © IGC, 2022

Elias H. Barriga, investigador principal do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) foi eleito membro do “Young Investigator Programme” da EMBO. O investigador, que lidera o grupo de Mecanismos da Morfogénese no IGC, é o único em Portugal entre os 24 novos membros selecionados, que se vai juntar a uma rede constituída por mais de cinco centenas de membros, entre atuais e antigos investigadores. Elias Barriga receberá apoio financeiro e técnico durante quatro anos já a partir de janeiro.

O programa apoia líderes de grupo de excelência que tenham estabelecido a sua independência há menos de quatro anos e com um historial de conquistas científicas notável. “Uma das caraterísticas mais admiráveis desta comunidade fantástica é a diversidade de especialidades dos seus membros. Este programa apoia líderes de grupo jovens em fases críticas das suas carreiras, oferecendo oportunidades para desenvolverem os seus laboratórios, de aprenderem uns com os outros e de criarem contactos duradouros dentro de uma rede de apoio”, afirma a diretora da EMBO Fiona Watt.

Elias Barriga, biólogo com um Ph.D. em Biociências Moleculares, criou o seu próprio grupo de investigação no IGC em 2019. Com a sua investigação, Elias procura compreender como as células sincronizam o seu comportamento migratório coletivo para conferir robustez à formação de tecidos, durante o desenvolvimento do embrião, e à regeneração. Com este objetivo, o grupo estuda o controlo mecânico e elétrico da migração coletiva de células in vivo. A investigação de Elias já recebeu o apoio das bolsas “ERC Starting Grants” e “EMBO Installation”, assim como da Fundação “la Caixa”. Com esta nova seleção para integrar a rede EMBO-YIP, o investigador vai receber apoio para uma nova aventura: perceber como as células de tecidos em desenvolvimento ou em regeneração se comportam de forma robusta num ambiente em que existem várias pistas. Para além disso, esta rede vai permitir a Elias consolidar o seu grupo ao explorar as suas descobertas e como estas podem ajudar a compreender como as células cancerígenas integram vários sinais nas suas respostas celulares.

“A EMBO tem apoiado a minha carreira desde o início, primeiro com uma bolsa de longa duração no meu pós-doutoramento e, mais recentemente, com uma bolsa “EMBO Installation”, sendo que esta última teve já um grande impacto na consolidação do meu laboratório em Portugal. Como tal, não tenho dúvidas de que o YIP vai beneficiar profundamente a minha carreira ao prolongar a minha ligação à EMBO, uma rede de excelência para a qual eu espero começar a contribuir”, explica Elias H. Barriga.

Investigadores que fazem parte do programa “EMBO Young Investigators” recebem 15 000 euros no segundo ano enquanto membros e podem concorrer a bolsas adicionais até 10 000 euros por ano. Os investigadores beneficiam ainda de apoio técnico, incluindo oportunidades de networking para os vários membros do grupo, mentoria por parte dos membros da EMBO, formação em áreas como a liderança e a responsabilidade na investigação, e acesso a instalações do European Molecular Biology Laboratory (EMBL).

Os jovens investigadores selecionados este ano pertencem a dez estados-membros do EMBC e de Singapura. Dez dos novos membros “EMBO Young Investigators” são mulheres (42%) e 14 são homens (58%). O programa recebeu 117 candidaturas elegíveis, com uma taxa de sucesso de 14%.

Atualização em 22 novembro 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.