PONTE Programa Pós-doutoral em Biologia Quantitativa Teórica

Um programa para doutorados em física, matemática, engenharia ou uma disciplina relacionada, para realizar investigação em biologia quantitativa teórica de mãos dadas com experimentalistas.

Bolsas que ligam as ciências exatas à biologia

 O Instituto Gulbenkian de Ciência convida doutorados em física, matemática ou disciplinas relacionadas a candidatarem-se ao novo programa de bolsas PONTE. Os bolseiros do programa PONTE terão um papel preponderante no que toca à missão do instituto de estabelecer uma ponte entre a biologia e as ciências exatas.

Com este propósito, os bolseiros são encorajados a trabalhar independentemente, desenvolvendo projetos em colaboração com membros de um ou vários grupos de investigação do IGC. Para ir ao encontro dessa independência, as bolsas PONTE têm uma duração inicial de dois anos, com a possibilidade de se prolongarem por um terceiro ano após uma avaliação positiva. Durante este período, os bolseiros usufruem de excelentes condições de trabalho e irão desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento da biologia quantitativa teorética no IGC.

Candidaturas

 

As bolsas

Os bolseiros PONTE serão designados para um período inicial de dois anos, com a possibilidade de extensão por um terceiro ano. De forma a facilitar a sua estadia no IGC, os bolseiros serão apoiados com:

  • Financiamento de equipamento informático
  • Subsídio de relocalização
  • Cobertura dos sistemas de saúde público e privado
  • Data de inicio flexivel

 

 Além disso, para promover o sucesso da sua investigação, os bolseiros PONTE terão a possibilidade de:

  • Aceder aos serviços computacionais
  • Financiamento anual para viagens
  • Financiamento anual para acolher visitantes
  • Acolher um orador por ano
  • Co-organizar um workshop durante a sua estadia
  • Associar-se ao programa de doutoramento em Biologia Integrativa, envolvendo-se no processo de seleção dos bolseiros

 

Os bolseiros

Após a chegada, espera-se que os bolseiros PONTE interajam com diferentes grupos de investigação, frequentem reuniões de grupo, participando no debate com membros do grupo, etc. Depois deste período inicial exploratório ( e com a assistência dos coordenadores do programa quando necessário), os bolseiros devem delinear um programa de investigação. Espera-se que a investigação dos bolseiros seja colaborativa, envolvendo grupos locais. Projetos colaborativos que envolvam dois ou mais grupos de investigação são particularmente bem-vindos.

Para além de desenvolverem a sua investigação, espera-se que os bolseiros PONTE sejam membros ativos da comunidade do IGC. Para este fim, irão assistir e participar nos seminários, bem como convidar oradores e aumentar a exposição à biologia teorética no IGC.

 

O ambiente

O Instituto Gulbenkian de Ciência acolhe grupos de investigação de diversas áreas da biologia, desde comportamento animal até à evolução microbiana e à biofísica teorética. O instituto conta com serviços científicos de excelência, incluindo microscopia eletrónica, imagiologia avançada, citometria de fluxo, entre outros.

Os serviços computacionais incluem:

  • biodata cluster: 16 nodes, each with 20cores and 128GB RAM, plus 2 nodes with 20cores and 1.5TB RAM. All this attached to over 100TB of SSD storage.
  • slurm cluster: 4 nodes, each with 64 cores and 512 GB RAM plus 12TB of SSD scratch space. 

Para além disso, o instituto tem um excelente historial de financiamento de organizações internacionais como ERC, EMBO, HFSP e outras.

Além do seu amplo espectro científico, o instituto é palco de um ambiente cultural altamente diversificado, com mais de 44 nacionalidades, e um rácio 56% de mulheres. O Instituto Gulbenkian de Ciência tem uma localização priveligiada na cidade costeira de Oeiras, a 15 minutos de Lisboa através de transportes públicos.

 

Direção
Pablo Sartori
Isabel Gordo

 

Unidade de Formação
Ana Aranda da Silva
Patrícia Gomes

 

Mais informações
[email protected]
Tel: +351 214 464 549