CEDOC, IGC e ITQB publicam estudo sobre imunidade à Covid-19 no leite materno

Um novo estudo sobre a transferência de imunidade à Covid-19 do leite materno para os recém-nascidos acaba de ser publicado. 

Um dos principais resultados do estudo, no qual o laboratório do IGC liderado por Maria João Amorim participou, foi que a vacinação contra a Covid-19 induziu tanto a produção de anticorpos pela mucosa mamária como uma maior frequência de células B de memória nas mulheres a amamentar. O acúmulo de anticorpos neutralizantes no leite materno também pode neutralizar a proteína spike do SARS-CoV-2 e prevenir infecções futuras.

O estudo original, liderado pelo laboratório de Helena Soares (CEDOC), foi publicado na Cell Reports Medicine.

Atualização em 06 dezembro 2021

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.