Projeto Árvore de Carbono

Projeto promove a consciência ambiental e de justiça social e a vivência com o processo científico no dia-a-dia.

 

 

O Projeto Árvore de Carbono tem como objetivo capacitar os jovens (e outros cidadãos) a pensar criticamente sobre um problema que afeta diretamente as suas vidas e as da sua comunidade  – a poluição atmosférica. Durante o projeto os participantes constroem estações de monitorização da qualidade do ar (de baixo custo) que são usadas por eles para investigarem questões ambientais e de saúde pública do seu interesse. As estações são equipadas com vários sensores  para diferentes poluentes atmosféricos relevantes (monóxido de carbono, dióxido de nitrogénio e PMs) e também com um sensor para dióxido de carbono (CO2) – um gás de estufa – para os participantes poderem estudar e refletir sobre questões relacionadas com produção antropogénica de CO2 e as suas consequências climáticas. Através deste processo os participantes identificam problemas nas suas comunidades relacionados com a qualidade do ar e propõe soluções a nível comportamental, societal e de políticas públicas.

Este projeto promove a consciência ambiental e de justiça social e a vivência com o processo científico no dia-a-dia.  Esta experiência espera contribuir para cidadãos mais informados e ativos na resolução de outros problemas da vida real na sua comunidade.

Este projeto foi desenvolvido com a colaboração da Professora Cristina Pinho da Escola Secundária Sebastião e Silva e da empresa INOVLABS. O programa Ciência + Cidadã e uma parceria entre o IGC, o ITQB NOVA e a Câmara Municipal de Oeiras.

O Projeto Árvore de Carbono participou no Teachers Climate Change Forum 2020 promovido pela University of Helsinki, com um workshop nos dias 3 e 4 de agosto de 2020. O projeto foi também apresentado na Noite dos Investigadores (ERN) 2020. 

 

    

 


Projeto com a colaboração

         

 

Parceiros

Câmara Municipal de Oeiras        ITQB