Linhas do Tempo

As Coleções Gulbenkian. Caminhos Contemporâneos

 

Curadoria: Penelope Curtis, João Carvalho Dias, Patrícia Rosas Prior

Exposição organizada a partir de uma data âncora – 1956 – ano da criação da Fundação Calouste Gulbenkian. Ao proporcionar um olhar retrospetivo de 60 anos, que nos conduz até 1896, e um trajeto que nos transporta ao presente, esta exposição irá proporcionar um espaço de relações e diálogos entre duas coleções: a coleção adquirida por Calouste S. Gulbenkian até 1955 e a Coleção Moderna constituída por obras do século XX até aos nossos dias. Numa relação lúdica, e por vezes pouco convencional, esta celebração dos 60 anos da Fundação promove uma aproximação inesperada entre as duas coleções, bem como as coincidências improváveis que daí resultam. Ao estabelecer pontos de convergência ou divergência, esta exposição pretende incentivar relações imprevistas a vários níveis.

Saber mais sobre o evento

 

Auguste Rodin e Francisco Franco

artistas iraquianos

Artistas iraquianos

Saadi Al-Kabi, Dia Al-Azzawi e Lorna Selim

Construção orgânica

René Lalique e Alexandre Conefrey

Paris, Londres, Bagdade

Ornamento e decoração: a década de 1920 em França e o Irão do século XIX

Daciano da Costa e Alvar Aalto

A autorrepresentação: Almada Negreiros e Pedro Cabrita Reis

Vieira da Silva e Arpad Szenes

Edgar Brandt e Canto da Maya: encontros (im)prováveis

A Tapeçaria: João Abel Manta e Maria Helena Vieira da Silva