Rui Sanches. Retrospectiva

A 19 de abril de 2001 inaugurou no Centro de Arte Moderna a exposição «Rui Sanches. Retrospectiva». Enquanto o CAM está fechado, convidamos a revisitar mensalmente uma exposição passada.
Vista da exposição «Rui Sanches. Retrospectiva». CAM, 2001.

Dez anos depois de o Centro de Arte Moderna expor os trabalhos de Rui Sanches sobre papel, inaugurou, em abril de 2001, uma exposição individual retrospetiva que mostrava a relação da escultura com o desenho na obra deste artista. Leonor Nazaré foi a curadora desta exposição.

 

Rui Sanches, Sem título, 2000. Inv. 00E1036
Rui Sanches, «A Marat», 1990. Inv. 91DP1538
Rui Sanches, «Natureza Morta II», 1984. Inv. 86E450

 

A exposição ocupava três espaços do Centro de Arte Moderna, começando pelo hall de entrada, que apresentava um conjunto de trabalhos recentes. Prolongava-se então por toda a extensão do piso 1, organizando-se de forma cronológica, com o primeiro núcleo dedicado à produção da década de 1980.

Também foi exposta uma seleção de desenhos, na galeria do piso 0, numa zona da exposição permanente dedicada aos trabalhos sobre papel. A Coleção do CAM encontrava-se representada pelas obras A Marat e Natureza Morta II, no piso 1, e pela escultura Sem título, instalada no hall.

 

 

Inicialmente com data de fecho para 19 de julho de 2001, foi prolongada até 2 de setembro por ter sido um grande êxito, com várias referências na imprensa. A exposição foi acompanhada por um catálogo bilingue (PT/EN) com apresentação de Jorge Molder e textos de Leonor Nazaré, Aurora Garcia e Nuno Faria. O catálogo contava também com a reprodução de todas as obras expostas e uma antologia de entrevistas a Rui Sanches.


História das Exposições

No catálogo digital, pode explorar as 1343 exposições de arte organizadas pela Fundação entre 1957 e 2016.

Saber mais
Atualização em 26 abril 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.