Mostra da Colecção CAM, 1991 – 1994

Quarta montagem de longa duração da coleção do Centro de Arte Moderna. Inaugurada em 1991, apresentou um percurso mais livre e fluido que as anteriores. Contou também com empréstimos da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, de modo a enriquecer a mostra de arte portuguesa contemporânea.
Fourth long-term display of the Modern Art Centre’s collection. Opening in 1991, the show presented a broader, less restricted selection of works than its predecessors, featuring loans from the Luso-American Development Foundation intended to enrich the display of Portuguese contemporary art.

A quarta montagem da exposição da coleção do Centro de Arte Moderna (CAM) da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) sucedeu à exposição temporária «Pinturas para o Céu. Papagaios», que ocupou as galerias dos três pisos do CAM, obrigando à desmontagem da mostra permanente.

Terminada a exposição temporária, a apresentação da coleção teve de ser repensada, seguindo algumas das orientações da última montagem, que já havia reduzido o número de obras e de artistas representados. Desta forma, pretendia-se criar um percurso mais livre e fluido, sem todavia deixar de obedecer a um encadeamento cronológico que orientasse os visitantes nos movimentos mais representativos da arte portuguesa do século XX, mostrando-lhes algumas das obras mais significativas do período.

Esta quarta mostra introduziu uma alteração pouco habitual no contexto dos programas museológicos definidos para as apresentações permanentes: para enriquecer a seleção, passou a incluir obras temporariamente cedidas pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. Estes empréstimos incidiam sobretudo em artistas contemporâneos até então menos representados no acervo do CAM (Xana, Julião Sarmento, Pedro Cabrita Reis, Eduardo Luiz).

O projeto museográfico, da responsabilidade da equipa de curadoria do CAM, contemplou ainda algumas alterações que iam ao encontro de uma leitura do espaço mais aberta e menos delimitada, mas que permitia o confronto entre núcleos, assim como a leitura geral da genealogia da coleção. A relevância desta mudança seria assinalada pelo Relatório Anual de 1991: «As alterações e adaptações de carácter museográfico que se introduziram na actual montagem, nomeadamente o modelo de painel e a definição de um eixo central bastante pronunciado, contribuíram muito para a clarificação do percurso.» (Relatório Anual. FCG. 1991, 1992, p. 48)

O conjunto apresentado nos pisos 0 e 1 do CAM contou com cerca de 60 obras de 45 artistas. Uma vez que para esta montagem não foi publicado nenhum roteiro da coleção, a identificação das obras e dos participantes representados foi feita a partir do material fotográfico colhido aquando da exposição.

Dedicado ao núcleo de arte britânica da coleção, centrado maioritariamente na produção artística inglesa dos anos de 1960 e ainda num núcleo de aquisições recentes, o piso 0 contava com obras de Richard Smith, Frank Auerbach, Robyn Denny, Terry Frost, John Hoyland, Paul Huxley, Patrick Caulfield, David Hockney, Allen Jones, Peter Phillips, Peter Blake, Howard Hodgkin, Joe Tilson, Derek Boshier, Adrian Heath, Anthony Hill e Brian Wall, com predominância de trabalhos abstrato-geométricos e de outros ligados à figuração pop. Desta forma, além da retrospetiva da arte portuguesa, assumia-se também a vocação internacional da FCG, que reuniu em Portugal uma relevante coleção de arte britânica. Ainda nas galerias deste piso, foi mostrado um pequeno conjunto de obras de Arshile Gorky, o artista arménio mais representativo do núcleo de arte arménia da coleção.

O piso 0 organizava a mostra de arte portuguesa e abria, no Hall do CAM, com uma sala dedicada a Maria Helena Vieira da Silva e Arpad Szenes, dois artistas naturalizados franceses, assinalando dessa forma a influência que estes tiveram na arte portuguesa e na formação de uma geração de artistas portugueses, na sua maioria bolseiros da FCG, que o casal acolheu em Paris, sobretudo a partir do final dos anos de 1950.

Já na grande nave central, o percurso iniciava com os pioneiros do modernismo português, com núcleos de obras de Amadeo de Souza-Cardoso e de José de Almada Negreiros. O percurso progredia com exemplares das primeiras gerações modernistas, nomeadamente com obras de Lino António, Paulo Ferreira e Canto da Maya. O surrealismo mereceu também uma secção de destaque, incluindo obras de António Pedro, António Dacosta, Marcelino Vespeira e os coletivos cadavres exquis do final dos anos de 1940.

Em relação às montagens anteriores, dava-se agora uma maior atenção à originalidade dos percursos individuais, com uma menor rigidez periodística, o que se tornou particularmente evidente na distribuição dos núcleos relativos à segunda metade do século XX. As obras eram agora apresentadas com maior amplitude espacial, possibilitando a integração de esculturas e instalações de maiores dimensões, ausentes das mostras permanentes anteriores (Manuel Rosa, Alberto Carneiro, Ana Vieira, Noronha da Costa, João Cutileiro). Também a produção artística contemporânea assumia uma maior preponderância face às mostras anteriores, com obras da década de 1980 e até ao ano de 1990, das novas gerações de artistas, como Pedro Portugal, Xana, Graça Pereira Coutinho, Julião Sarmento, Pedro Cabrita Reis ou Filipe Rocha da Silva.

Ainda sobre o impacto e a receção crítica desta e de outras mostras da coleção do Centro de Arte Moderna, consulte-se o e-book O Tempo no Espaço. Mostras Permanentes da Coleção Moderna do Museu Calouste Gulbenkian, da autoria de Leonor Nazaré, curadora da coleção.

Filipa Coimbra, 2018


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

Painting Black and White with Yellow

Adrian Heath (1920-1992)

Painting Black and White with Yellow, 1959 / Inv. PE212

Os sete rituais estéticos sobre um feixe de vime na paisagem

Alberto Carneiro (1937-2017)

Os sete rituais estéticos sobre um feixe de vime na paisagem, 1975 / Inv. 90E861

Parachutist No. 2

Allen Jones (1937-)

Parachutist No. 2, 1963 / Inv. PE201

Lévriers / Os Galgos

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Lévriers / Os Galgos, c. 1911 / Inv. 77P1

Título desconhecido

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido, c.1913 / Inv. 86P29

Título desconhecido

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido, c.1913 / Inv. 86P28

Título desconhecido

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido, c. 1912-1913 / Inv. 77P3

Título desconhecido (Bellevue)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido (Bellevue), c. 1911-1912 / Inv. 86P156

Ambiente - Sala de Jantar

Ana Vieira (1940-2016)

Ambiente - Sala de Jantar, 1971 / Inv. 78E608

Relief Construction

Anthony Hill (1930-)

Relief Construction, 1960-61 / Inv. RE15

Relief Construction C7(2)

Anthony Hill (1930-)

Relief Construction C7(2), 1963 / Inv. RE12

Dona Leonor Teles "Flor da Altura"

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

Dona Leonor Teles "Flor da Altura", 1966 / Inv. 67P293

Antítese da calma

António Dacosta (1914-1990)

Antítese da calma, c.1940 / Inv. 80P121

Não há sim sem não - O Eremita

António Dacosta (1914-1990)

Não há sim sem não - O Eremita, 1985 / Inv. 86P128

Serenata Açoreana

António Dacosta (1914-1990)

Serenata Açoreana, c.1940 / Inv. 83P122

Rapto na paisagem povoada

António Pedro (1909-1966)

Rapto na paisagem povoada, 1947 / Inv. 80P113

Three to go

Brian Wall (1931-)

Three to go, 1962 / Inv. EE13

Comédie ("Femme au Masque")

Canto da Maya (1890-1981)

Comédie ("Femme au Masque"), 1926 / Inv. 81E438

La Femme au Miroir ("Métisse se Regardant dans un Miroir"; "Femme à la "Toilette"

Canto da Maya (1890-1981)

La Femme au Miroir ("Métisse se Regardant dans un Miroir"; "Femme à la "Toilette", Inv. 81E436

Canto da Maya (1890-1981)

Tragédie, 1926 / Inv. 81E437

Renaissance Head

David Hockney (1937-)

Renaissance Head, 1963 / Inv. PE216

So Ad Men Became Depth Men

Derek Boshier (1937-)

So Ad Men Became Depth Men, 1962 / Inv. PE261

CADAVRE EXQUIS

Fernando de Azevedo (1923-2002)

CADAVRE EXQUIS, 1949 / Inv. 83P118

CADAVRE EXQUIS (1ª Experiência colectiva pelo processo Cadavre Exquis)

Fernando de Azevedo (1923-2002)

CADAVRE EXQUIS (1ª Experiência colectiva pelo processo Cadavre Exquis), Abril de 1948 / Inv. 83P119

Muralha da China

Filipe Rocha da Silva (1954 -)

Muralha da China, 1986 / Inv. 86P435

Head of E.O.W.

Frank Auerbach (1931-)

Head of E.O.W., 1956-57 / Inv. DE1

Pintura (série Porta Etrusca)

Graça Pereira Coutinho (1949-)

Pintura (série Porta Etrusca), 1989 / Inv. 90P185

Corte Secreto

Helena Almeida (1934-2018)

Corte Secreto, 1981 / Inv. 85FP380

Tela Habitada

Helena Almeida (1934-2018)

Tela Habitada, 1976 / Inv. 80FP381

Mr. and Mrs. Patrick Caulfield

Howard Hodgkin (1932-2017)

Mr. and Mrs. Patrick Caulfield, 1969/70 / Inv. PE223

Maesagem Rosa (Grande figura reclinada)

João Cutileiro (1937-2021)

Maesagem Rosa (Grande figura reclinada), 1974 / Inv. 79E485

Maquete de Estátua Equestre

João Cutileiro (1937-2021)

Maquete de Estátua Equestre, 1978 / Inv. 90E490

Xanadu

Joe Tilson (1928-)

Xanadu, 1962 / Inv. PE137

6.62

John Hoyland (1934-)

6.62, 1962 / Inv. PE209

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Homenagem a Luca Signorelli, 1942 / Inv. 83P61

Maternidade

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Maternidade, 1935 / Inv. 83P60

Retrato de Fernando Pessoa

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Retrato de Fernando Pessoa, 1964 / Inv. 64P66

Natureza-morta  -  Bristol Club

Lino António (1898-1974)

Natureza-morta - Bristol Club, 1926 / Inv. 83P70

s/título (Bristol Club)

Lino António (1898-1974)

s/título (Bristol Club), 1926 / Inv. 83P71

O Azul Eterno do Mediterrâneo

Luís Noronha da Costa (1942-2020)

O Azul Eterno do Mediterrâneo, c. 1967/68 / Inv. 83E1153

S/ Título (Barco Partido)

Manuel Rosa (1953-)

S/ Título (Barco Partido), 1987 / Inv. 89E468

O Menino Imperativo

Marcelino Vespeira (1925-2002)

O Menino Imperativo, 1952 / Inv. 82E839

Óleo 54

Marcelino Vespeira (1925-2002)

Óleo 54, 1950 / Inv. 81P103

Simumis

Marcelino Vespeira (1925-2002)

Simumis, 1949 / Inv. 82P478

A fuga

Mário Eloy (1900-1951)

A fuga, c.1938/39 / Inv. 04P1268

Nu

Mário Eloy (1900-1951)

Nu, c.1931-32 / Inv. 84P80

View of the Bay

Patrick Caulfield (1936-2005)

View of the Bay, 1964 / Inv. PE250

Untitled No.36

Paul Huxley (1938-)

Untitled No.36, Julho-Novembro de 1964 / Inv. PE222

O encontro

Paulo Ferreira (Paolo) (1911-1999)

O encontro, (1935) / Inv. 80P91

S/Título

Pedro Portugal (1963 - )

S/Título, 1989 / Inv. 90P181

Love Wall

Peter Blake (1932-)

Love Wall, 1961 / Inv. PE128

For Men Only - Starring MM and BB

Peter Phillips (1939-)

For Men Only - Starring MM and BB, 1961 / Inv. PE168

INsuperSET

Peter Phillips (1939-)

INsuperSET, 1963 / Inv. PE167

The Lonely Surfer

Richard Smith (1931-2016)

The Lonely Surfer, 1963 / Inv. PE147

Jones' Law

Robyn Denny (1930-)

Jones' Law, 1964 / Inv. PE238

Yellow Suspense

Terry Frost (1915-2003)

Yellow Suspense, 1969 / Inv. PE229


Publicações


Fotografias

Obras de Auerbach, Richard Smith, Robyn Denny, Paul Huxley e John Hoyland
Obras de Joe Tilson e Allen Jones
Obras de Patrick Caulfield, Peter Philips e Peter Blake
Obras da coleção inglesa: Brian Wall e Antony Hill
Obras de Amadeo de Souza-Cardoso e Lino António (ao fundo)
Obras de Canto da Maya (ao centro)
Obras de Almada Negreiros
Obras de António Dacosta, Vespeira e «Cadavre Exquis» de António Domingues, Fernando de Azevedo, António Pedro, Marcelino Vespeira e Moniz Pereira
Obra de Alberto Carneiro
Obra de Alberto Carneiro
Obras de Graça Pereira Coutinho, Manuel Rosa, Pedro Portugal e António Pedro
Obras de Xana, Ruy Leitão, Julião Sarmento e Pedro Cabrita Reis
Obras de João Cutileiro, Costa Pinheiro e Eduardo Luiz
Obras de Ana Vieira, Noronha da Costa e Helena Almeida

Imprensa


Fontes Arquivísticas

Biblioteca de Arte Gulbenkian, Lisboa / Dossiê BA/FCG

Coleção de dossiês com recortes de imprensa de eventos realizados nas décadas de 80 e 90 do século XX, organizados de forma temática e cronológica. 1984 – 1997


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.