• Veneza, c. 1775
  • Óleo sobre tela
  • Inv. 391

Regata no Grande Canal

Francesco Guardi

A obra é inspirada numa pintura de Canaletto intitulada A Regatta on the Grand Canal [Regata no Grande Canal] (Castelo de Windsor), realizada no início da década de 1730, cuja gravura, executada por Antonio Visentini em 1742, conheceu larga difusão. Em Guardi a perspetiva é porém mais profunda, o ponto de vista mais recuado e a linha de horizonte mais baixa, aspetos que se refletem na quase duplicação da superfície do céu, de magnífico efeito atmosférico. O tratamento mais vivo do tema é ainda extensivo à execução das pequenas figuras agitadas que povoam a cena e nela participam ativamente.

A pintura representa o Grande Canal visto de Ca’Foscari no momento de realização de uma regata. O artista constrói o espaço em profundidade desde a tribuna próxima do Palácio Balbi, até à Ponte de Rialto, no limite do horizonte. À esquerda é possível distinguir a macchina, pavilhão flutuante onde eram distribuídos os prémios aos vencedores. A rica decoração dos tecidos nas varandas e das embarcações enfeitadas de ramos, estandartes e divindades marinhas, denunciam uma alegria e uma sugestão de movimento ao gosto rococó.

Robert Dundas Haldane-Duncan, 1.º conde de Camperdown; Adam Haldane-Duncan, 2.º conde de Camperdown, 1859-1867; Lady Julia Duncan, baronesa Abercromby, 1867-1915; Georgina Wilhelmina Mercer-Henderson, condessa de Buckinghamshire. Adquirida por Calouste Gulbenkian na Christie's, Londres, 8 de março de 1919.

A. 61 cm; L. 91 cm

Pallucchini 1965

Rodolfo Palluchini, Colecção Calouste Gulbenkian. Francesco Guardi. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1965, n.º 4, il

Morassi 1973

Antonio Morassi, Guardi. L’Opera completa di Antonio e Francesco Guardi. Venezia: Alfieri, 1973, vol. I, pp. 199, 202, 366-367, n.º 299; vol. II, n.º 326.

Muraro 1993

Michelangelo Muraro, Os Guardi da Colecção C. Gulbenkian / The Guardi Paintings of the C. Gulbenkian Collection. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1993, pp. 36-39, n.º 9.

Sampaio 2009

Luísa Sampaio, Pintura no Museu Calouste Gulbenkian. Lisboa/Milão: Museu Calouste Gulbenkian/Skira, 2009, pp. 138-139, cat. 59.

Lisboa 2011

Museu Calouste Gulbenkian. Lisboa: Museu Calouste Gulbenkian, 2011, p. 157, cat. 133.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.