Mostra da Colecção CAMJAP, 1994 – 1997

Quinta montagem de longa duração da coleção do Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão. Inaugurada em 1994, distinguiu-se por se circunscrever à arte portuguesa do século XX, não contemplando os núcleos de arte internacional da coleção.
Fifth long-term display of the collection of the José de Azeredo Perdigão Modern Art Centre (CAMJAP). Opening in 1994, the show was notable for its twentieth-century Portuguese art theme, which meant the exclusion of artworks from the collection’s international sections. 

A quinta mostra da coleção do Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão (CAMJAP) foi apresentada em 1994 e teve uma duração de cerca de três anos.

Em relação às montagens anteriores, distinguiu-se por circunscrever a seleção à arte portuguesa do século XX, não contemplando os núcleos de arte internacional da coleção (arte britânica, arménia e outras), habitualmente reservados para as galerias do piso superior do CAMJAP.

Os critérios orientadores desta remodelação da coleção afirmavam a missão museológica do CAMJAP, que, a par do programa de exposições temporárias, dava prioridade à intenção de possibilitar aos visitantes o contacto com a arte moderna e contemporânea produzida em Portugal a partir do início da segunda década do século XX, através da mais significativa coleção reunida em Portugal.

Outro dos eixos desta montagem definiu-se no sentido de dar uma maior representatividade à produção artística contemporânea, medida fundamentada e que pretendia ultrapassar algumas das críticas que circularam na opinião pública e na crítica especializada relativamente a montagens anteriores.

Em certa medida, a primeira década da apresentação pública e permanente da coleção acabou por corresponder a um período de ensaio, de auscultação e de estudo da coleção em função das necessidades e aspirações dos públicos visitantes e dos especialistas, nem sempre passíveis de conciliação. De facto, esta montagem, e como se assume no Relatório Anual da FCG do ano de 1994, foi reflexo da política de incorporações definida para a coleção no início da década de 1990:

«Em Abril de 1994, procedeu-se à remodelação da colecção permanente na Galeria do Piso 0, tendo-se reforçado alguns núcleos de autor com obras recentemente adquiridas, e deu-se maior espaço e destaque a autores e obras das décadas de 1980 e 1990, como resultado de uma política sistemática de aquisições de obras deste período, deficientemente representado no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão.» (Relatório Anual. FCG. 1994, 1995, p. 53)

No balanço desta primeira década, já se fazia sentir a oscilação entre duas tendências e opções museológicas de difícil conciliação: por um lado a necessidade didática e formativa dos públicos, que fazia pender para uma maior representatividade da componente histórica do acervo; por outro, a necessidade de uma maior divulgação da arte portuguesa contemporânea, permitindo ao público sentir a arte no presente e refletir sobre ela.

Para a compreensão deste novo posicionamento, importa ainda referir que esta mostra coincide com um período de transição na direção do CAMJAP, que corresponde à aposentação de José Sommer Ribeiro, seu primeiro diretor, cerca de um mês após a inauguração da mostra. A partir daí foi Jorge Molder, anterior diretor-adjunto de Sommer Ribeiro, quem assumiu o cargo.

À semelhança das anteriores mostras da coleção, foi selecionado pela equipa de curadoria do CAMJAP o conjunto de obras que constituiria esta exposição: cerca de 130 trabalhos de 63 artistas portugueses de várias gerações. O percurso iniciava com a pintura de Eduardo Viana e a escultura de Francisco Franco, que conduzia a um núcleo maior, dedicado a Amadeo de Souza-Cardoso, figura principal do início do modernismo português nas artes plásticas, de quem se mostravam agora três obras recentemente adquiridas: Título desconhecido, 1914 (Inv. 92P210); Cavaleiros, c. 1913 (Inv. 92P208); Título desconhecido, c. 1913 (Inv. 92P209).

A arrumação das obras compreendia ainda uma organização cronológica, mas agora mais centrada na originalidade das obras e dos percursos individuais dos artistas e no confronto das suas propostas, possibilitando afinidades e dissonâncias. Assim, havia núcleos que apresentavam, frente a frente, obras de Almada Negreiros e Mário Eloy, ou Júlio dos Reis Pereira e Dominguez Alvarez, embora mantendo algumas periodizações centradas essencialmente nos movimentos artísticos da primeira metade do século XX. Eram disso particularmente evidentes os núcleos dedicados ao surrealismo e ao abstracionismo, o que denota ainda uma preocupação didática e uma correspondência com os pressupostos históricos do período.

A partir do décimo núcleo individualizam-se os percursos, exceção feita ao núcleo dedicado aos artistas pertencentes ao grupo KWY, em direção às novas gerações de artistas surgidos no final dos anos de 1970 e nos anos de 1980. Nestas últimas secções evidenciava-se o reforço aquisitivo do acervo, com destaque para a escultura S/ Título (1993), de José Pedro Croft; as esculturas Tiroliro (1988) e S/ Título (B.B.4) (1991), de Rui Sanches; as três esculturas da série A Manhã (1992), de Rui Chafes; e a escultura S/ Título (1984), de Xana. No âmbito da pintura, os visitantes podiam apreciar as mais recentes aquisições: Pintura Cega (Três Instrumentos de Prazer e Um de Morte) (1990), de Julião Sarmento; S/ Título (1988), de Fernando Calhau; S/ Título (1993), de Pedro Casqueiro.

Neste âmbito da apresentação de obras recém-adquiridas pela FCG, além dos artistas mais jovens também houve uma preocupação com a atualização da representatividade no acervo de artistas já consagrados. À exceção de Amadeo, como vimos, o acervo também foi reforçado com uma pintura de Paula Rego (O Tempo – Passado e Presente, Inv. 92P213), outra pintura de Júlio Pomar (Briança – Festa do Espírito Santo (com retrato de Dacosta), Inv. 93P311), dois desenhos em acrílico de António Palolo (Inv. 92DP1609 e Inv. 92DP1607) e ainda uma pintura de Jorge Martins (Instalação, Inv. 94P339), todas realizadas já na década de 1990.

Esta mostra permanente da coleção evidenciou igualmente o reforço da disciplina da escultura, consolidando a representação de escultores fundamentais para o entendimento da escultura portuguesa do século XX. São disso exemplo a escultura Sem Título (1968), de Ângelo de Sousa; as esculturas Ionia III (1986-1988) e Uma Floresta para os Teus Sonhos (1970), de Alberto Carneiro; a escultura Rei D. Sebastião (1985), de José de Guimarães; as esculturas Menina do Colar (1965) e Maquete de Estátua Equestre (1978), de João Cutileiro; além dos já referidos artistas emergentes na década de 1980, como Rui Chafes, Rui Sanches, José Pedro Croft ou Xana.

Em 1996, foi lançado um Pequeno Roteiro da coleção, com uma breve nota sobre o acervo, a biografia de alguns artistas e a descrição de algumas obras presentes nesta mostra.

Ainda sobre o impacto e a receção crítica desta e de outras mostras da coleção do Centro de Arte Moderna, consulte-se o e-book O Tempo no Espaço. Mostras Permanentes da Coleção Moderna do Museu Calouste Gulbenkian, da autoria de Leonor Nazaré, curadora da coleção.

Filipa Coimbra, 2018


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

Ionia  III

Alberto Carneiro (1937-2017)

Ionia III, 1986/88 / Inv. 88E610

Uma floresta para os teus sonhos

Alberto Carneiro (1937-2017)

Uma floresta para os teus sonhos, 1970 / Inv. 96E379

"Cosinha da Casa de Manhufe"

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

"Cosinha da Casa de Manhufe", 1913 / Inv. 86P36

(Cavaleiros)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

(Cavaleiros), c. 1913 / Inv. 92P208

(Étude B / Estudo B)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

(Étude B / Estudo B), 1913 / Inv. 77P6

Canção popular            a Russa e o Figaro

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Canção popular a Russa e o Figaro, c. 1916 / Inv. 77P18

Lévriers / Os Galgos

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Lévriers / Os Galgos, c. 1911 / Inv. 77P1

Procession Corpus Christi / Procissão Corpus  Christi

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Procession Corpus Christi / Procissão Corpus Christi, 1913 / Inv. 86P34

Título desconhecido

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido, c. 1913 / Inv. 68P7

Título desconhecido

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido, c. 1914 / Inv. 77P12

Título desconhecido

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido, c. 1913 / Inv. 92P209

Título desconhecido

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido, 1914 / Inv. 92P210

Título desconhecido  (Coty)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido (Coty), c. 1917 / Inv. 68P11

Título desconhecido  (Entrada)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido (Entrada), c. 1917 / Inv. 77P9

Título desconhecido (Barcos)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido (Barcos), c. 1913 / Inv. 86P33

Título desconhecido (Máquina registadora)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido (Máquina registadora), c. 1917 / Inv. 68P10

Trou de la serrure    PARTO DA VIOLA    Bon ménage   Fraise avant garde

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Trou de la serrure PARTO DA VIOLA Bon ménage Fraise avant garde, c. 1916 / Inv. 68P17

Firmeza I, nº 5 - da série Firmeza

Ana Jotta (1946-)

Firmeza I, nº 5 - da série Firmeza, 1989 / Inv. 91E240

Pintura

Ângelo de Sousa (1938-2011)

Pintura, 1973/74 / Inv. 80P574

Retrato de uma Senhora

António Areal (1934-1978)

Retrato de uma Senhora, 1964 / Inv. 79E1134

s/ título (Objecto)

António Areal (1934-1978)

s/ título (Objecto), 1964 / Inv. 79E1137

s/ título (Objecto)

António Areal (1934-1978)

s/ título (Objecto), 1964 / Inv. 79E1136

See the Conquering Hero Comes

António Areal (1934-1978)

See the Conquering Hero Comes, 1965 / Inv. 79P630

Cena aberta

António Dacosta (1914-1990)

Cena aberta, c.1939 / Inv. 80P123

S/ Título

António Palolo (1946-2000)

S/ Título, 1992 / Inv. 92DP1607

S/ Título

António Palolo (1946-2000)

S/ Título, 1992 / Inv. 92DP1609

BL - HY

António Sena (1941- )

BL - HY, 1979 / Inv. 81P1108

sem título

António Sena (1941- )

sem título, 1983/84 / Inv. P1247

Retrato de uma Bailarina (Natacha)

António Soares (1894-1978)

Retrato de uma Bailarina (Natacha), 1928 / Inv. 81P69

Comédie ("Femme au Masque")

Canto da Maya (1890-1981)

Comédie ("Femme au Masque"), 1926 / Inv. 81E438

Tragédie

Canto da Maya (1890-1981)

Tragédie, 1926 / Inv. 81E437

Évora

Dordio Gomes (1890-1976)

Évora, 1938 / Inv. 71P381

Néctar

Eduardo Batarda (1943- )

Néctar, 1984/85 / Inv. 86P698

K4 Quadrado Azul

Eduardo Viana (1881-1967)

K4 Quadrado Azul, 1916-1917 / Inv. 83P37

Natureza morta (Inacabada)

Eduardo Viana (1881-1967)

Natureza morta (Inacabada), Inv. 83P382

Nu (Pintura para o Bristol Club)

Eduardo Viana (1881-1967)

Nu (Pintura para o Bristol Club), 1925 / Inv. 83P41

sem título

Fernando Calhau (1948-2002)

sem título, 1988 / Inv. 90P183

Torso

Francisco Franco (1885-1955)

Torso, 1922 / Inv. 82E877

A arte da fuga - I - La chambre verte

Gaëtan (1944-2019)

A arte da fuga - I - La chambre verte, 13-12-1992 / Inv. DP1617

A arte da fuga - I - La chambre verte

Gaëtan (1944-2019)

A arte da fuga - I - La chambre verte, 11/07/1992 / Inv. DP1623

A arte da fuga - I - La chambre verte

Gaëtan (1944-2019)

A arte da fuga - I - La chambre verte, 10/01/1993 / Inv. DP1620

A arte da fuga - I - La chambre verte

Gaëtan (1944-2019)

A arte da fuga - I - La chambre verte, 17/01/1993 / Inv. DP1624

Mapas e o Espírito da Oliveira

Graça Morais (1948- )

Mapas e o Espírito da Oliveira, 1984 / Inv. 85P1193

Maesagem Rosa (Grande figura reclinada)

João Cutileiro (1937-2021)

Maesagem Rosa (Grande figura reclinada), 1974 / Inv. 79E485

Maquete de Estátua Equestre

João Cutileiro (1937-2021)

Maquete de Estátua Equestre, 1978 / Inv. 90E490

Menina do Colar

João Cutileiro (1937-2021)

Menina do Colar, 1965 / Inv. 90E488

Lisboa - Algeciras

Joaquim Rodrigo (1912-1997)

Lisboa - Algeciras, 1969 / Inv. 69P145

Simón Caraballo

Joaquim Rodrigo (1912-1997)

Simón Caraballo, 1961 / Inv. 83P144

Instalação

Jorge Martins (1940-)

Instalação, 1993 / Inv. 94P339

S/Título

Jorge Martins (1940-)

S/Título, 1983 / Inv. 84P518

Homenagem a Luca Signorelli

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Homenagem a Luca Signorelli, 1942 / Inv. 83P61

Maternidade

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Maternidade, 1935 / Inv. 83P60

O Ponto de Bauhütte

José de Almada Negreiros (1893-1970)

O Ponto de Bauhütte, 1957 / Inv. 83P64

Porta da harmonia

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Porta da harmonia, 1957 / Inv. 83P65

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Quadrante I, 1957 / Inv. 83P63

Relação 9/10

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Relação 9/10, 1957 / Inv. 83P62

Retrato de Fernando Pessoa

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Retrato de Fernando Pessoa, 1964 / Inv. 64P66

Passeio de Rubens e Helène Fourment

José de Guimarães (1939-)

Passeio de Rubens e Helène Fourment, 1978 / Inv. 80P590

Rei D. Sebastião

José de Guimarães (1939-)

Rei D. Sebastião, Inv. 95E348

Auto-retrato

José Dominguez Alvarez (1906-1942)

Auto-retrato, Inv. 83P625

Casa das Violas

José Dominguez Alvarez (1906-1942)

Casa das Violas, Inv. 68P298

Casario e Figuras de um Sonho

José Dominguez Alvarez (1906-1942)

Casario e Figuras de um Sonho, c. 1932-34 / Inv. 68P299

Louco

José Dominguez Alvarez (1906-1942)

Louco, 1934 / Inv. 83P82

S/ Título

José Pedro Croft (1957-)

S/ Título, 1985 / Inv. 85E995

S/ Título

José Pedro Croft (1957-)

S/ Título, 1993 / Inv. 94E340

S/ Título

José Pedro Croft (1957-)

S/ Título, 1986 / Inv. 86E846

Pintura Cega (Três Instrumentos de Prazer e um de Morte)

Julião Sarmento (1948-2021)

Pintura Cega (Três Instrumentos de Prazer e um de Morte), 1990 / Inv. 93P305

Espera

Júlio dos Reis Pereira (1902-1983)

Espera, 1930 / Inv. 80P86

Nocturno

Júlio dos Reis Pereira (1902-1983)

Nocturno, 1929 / Inv. 83P371

O burguês e a menina

Júlio dos Reis Pereira (1902-1983)

O burguês e a menina, 1931 / Inv. 83P85

Briança - Festa do Espírito Santo (com retrato de Dacosta)

Júlio Pomar (1926-2018)

Briança - Festa do Espírito Santo (com retrato de Dacosta), 1991-92 / Inv. 93P311

Pintura

Manuel Baptista (1936-)

Pintura, Outubro 1970 / Inv. 83P1001

O Menino Imperativo

Marcelino Vespeira (1925-2002)

O Menino Imperativo, 1952 / Inv. 82E839

Óleo 46

Marcelino Vespeira (1925-2002)

Óleo 46, 1950 / Inv. 80P102

Pescadores da Berlenga

Marcelino Vespeira (1925-2002)

Pescadores da Berlenga, Berlengas 1949 / Inv. 81P104

Simumis

Marcelino Vespeira (1925-2002)

Simumis, 1949 / Inv. 82P478

A fuga

Mário Eloy (1900-1951)

A fuga, c.1938/39 / Inv. 04P1268

Lissabon

Mário Eloy (1900-1951)

Lissabon, c.1930 - 1931 / Inv. 83P79

Nu

Mário Eloy (1900-1951)

Nu, c. 1931-1932 / Inv. 84P80

Objecto não Identificado - XLII

Nikias Skapinakis (1931-2020)

Objecto não Identificado - XLII, 1968 / Inv. 83P932

Manifesto (For a Lost Cause)

Paula Rego (1935-2022)

Manifesto (For a Lost Cause), 1965 / Inv. 66P280

O Tempo - Passado e Presente

Paula Rego (1935-2022)

O Tempo - Passado e Presente, 1990 / Inv. 92P213

Proles Wall

Paula Rego (1935-2022)

Proles Wall, 1984 / Inv. 84P1165

S. Vomiting the Pátria

Paula Rego (1935-2022)

S. Vomiting the Pátria, (1960) / Inv. 83P417

S/ Título

Pedro Calapez (1953-)

S/ Título, 1988 / Inv. DP1415

S/Título

Pedro Casqueiro (1959 - )

S/Título, 1993 / Inv. 94P337

Pintura

Pires Vieira (1950-)

Pintura, 1983/84 / Inv. 84P231

L'Étude Académique II

Rolando Sá Nogueira (1921-2002)

L'Étude Académique II, 1966 / Inv. 83P523

A Manhã I

Rui Chafes (1966-)

A Manhã I, 1992/1993 / Inv. 93E302

A Manhã VI

Rui Chafes (1966-)

A Manhã VI, 1992 / Inv. 93E303

A Manhã VII

Rui Chafes (1966-)

A Manhã VII, 1992 / Inv. 93E304

Natureza Morta II

Rui Sanches (1954-)

Natureza Morta II, 1984 / Inv. 86E450

S/ Título (B.B.4)

Rui Sanches (1954-)

S/ Título (B.B.4), 1991 / Inv. 92E214

Tiroliro

Rui Sanches (1954-)

Tiroliro, 1988 / Inv. 89E451

Estudo para retrato de Sofia

Sérgio Pombo (1947-2022 )

Estudo para retrato de Sofia, 1982 / Inv. 83P1469

S/Título

Sérgio Pombo (1947-2022 )

S/Título, 1985 / Inv. 85P600

Amor

Teresa Magalhães (1944-)

Amor, 1982 / Inv. 82P818

Douro (Série: Gestos da Cor - Sinais da Terra)

Teresa Magalhães (1944-)

Douro (Série: Gestos da Cor - Sinais da Terra), 1979 / Inv. 81P433

S/ Título

Xana (1959-)

S/ Título, 1984 / Inv. 93E307


Publicações


Fotografias

Obras de Amadeo de Souza-Cardoso, Canto da Maya e Mário Eloy
Obras de Amadeo de Souza-Cardoso
Obras de António Dacosta e Vespeira
Obras de Júlio dos Reis Pereira, Alvarez e Mário Eloy
Obras de Almada Negreiros, Amadeo de Souza-Cardoso e Mário Eloy
Obras de Ângelo de Sousa e António Areal
Obras de Francisco Franco, Eduardo Viana e Amadeo de Souza-Cardoso
Obras de Manuel Baptista e Alberto Carneiro
Obras de Julião Sarmento e Teresa Magalhães
Obras de Álvaro Lapa e Graça Morais
Obras de José de Guimarães e Carlos Calvet
Obras de António Sena e Nikias Skapinakis
Obras de Paula Rego e Alberto Carneiro
Obras de Paula Rego
Obras de José Pedro Croft
Obras de Rui Sanches e Fernando Calhau
Obras de Xana e Rui Chafes
Obras de Rui Chafes, Gaëtan e Pedro Calapez
Obras de Pedro Proença, Pedro Casqueiro, Rui Sanches e Fernando Calhau
Obras de Almada Negreiros e Amadeo de Souza-Cardoso (ao fundo)
Obras de Canto da Maya e António Soares
Obras de Júlio Pomar, Sá Nogueira, João Cutileiro, Ângelo de Sousa, Joaquim Rodrigo e Alberto Carneiro
Obras de Joaquim Rodrigo, João Cutileiro e Sá Nogueira
Obras de Eduardo Batarda, Pedro Cabrita Reis, António Palolo e Teresa Magalhães
Obras de Joaquim Rodrigo, Pedro Cabrita Reis, António Palolo e Teresa Magalhães
Obras de Rui Sanches, José Pedro Croft, Pedro Proença, Xana e Rui Chafes
Obras de José Pedro Croft, Pedro Proença, Xana e Rui Chafes (ao fundo)
Obras de Rui Chafes e Gaëtan

Imprensa


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.