Arte Portuguesa Contemporânea. Brasília. São Paulo. Rio de Janeiro

Exposição promovida no quadro do intercâmbio cultural luso-brasileiro, na qual participaram cerca de 76 artistas portugueses da primeira metade do século XX. Contribuindo para a abertura da arte nacional ao circuito artístico internacional, a mostra contou com um total de 117 peças de pintura e desenho, cedidas por vários emprestadores públicos e privados.
Exhibition promoted within the scope of the Luso-Brazilian cultural interchange, in which some 76 Portuguese artists from the first half of the 20th century participated. Promoting national art on the international artistic circuit, the exhibition included a total of 117 paintings and drawings, donated by various public and private collectors.

Exposição promovida no quadro do intercâmbio cultural luso-brasileiro, sob o alto patrocínio dos governos dos dois países, com primeira inauguração em Brasília (15 de dezembro de 1976), contando com as presenças do primeiro-ministro português, Mário Soares, em visita oficial àquele país, e do secretário de Estado da Cultura, David Mourão-Ferreira, à qual se seguiram as inaugurações em São Paulo (24 de fevereiro de 1977) e no Rio de Janeiro.

A organização da exposição, composta por duas comissões organizadoras (brasileira e portuguesa), foi planificada pelo comissário nacional e então diretor do Serviço de Exposições e Museografia da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), José Sommer Ribeiro, em parceria com os representantes da Secretaria de Estado da Cultura, Sociedade Nacional de Belas-Artes e Secção Portuguesa da Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA).

Na mostra participaram cerca de 76 artistas portugueses nascidos na primeira metade do século XX, num total de 117 obras, dedicadas sobretudo à pintura, mas também ao desenho, refletindo as principais tendências artísticas desenvolvidas pelas quatro gerações de artistas contempladas.

Só foi possível reunir um número tão significativo de obras com a intervenção de vários intermediários no processo e de vários emprestadores públicos e privados. Na documentação de arquivo encontram-se diversas informações referentes a uma possível itinerância da exposição com destino à URSS, cuja realização, até à data, não foi possível confirmar.

Em pleno período revolucionário, estas exposições representavam verdadeiramente a abertura da arte portuguesa contemporânea ao circuito artístico internacional e às novas perspetivas que se desenhavam para a arte e para os artistas portugueses. Esta exposição integra-se numa série de iniciativas governamentais de âmbito internacional, organizadas pela FCG em articulação com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e com a Secretaria de Estado da Cultura.

Filipa Coimbra, 2016

Exhibition organised within the framework of Luso-Brazilian cultural exchange, under the high patronage of the two countries' governments. The first exhibition was opened in Brasília (15 December 1976) by the Secretary of State for Culture, David Mourão-Ferreira (1927-1996), with the presence of the Portuguese Prime Minister, Mário Soares (1924-2017), on an official visit to the country. The exhibition later opened in São Paulo (24 February 1977) and Rio de Janeiro.
The exhibition was organised by two (Brazilian and Portuguese) organising committees, having been planned by the national curator and then head of the Exhibitions and Museography Department, José Sommer Ribeiro (1924-2006), in partnership with representatives of the Secretariat of State for Culture, the Sociedade de Belas Artes and the Portuguese Section of the International Association of Art Critics (AICA).
Roughly 76 Portuguese artists from the first half of the 20th century took part in the exhibition, which included a total of 117 pieces, mostly paintings but with some drawings, reflecting the main artistic trends and developments of the four generations of artists considered.
It was only possible to bring together such a large number of pieces thanks to the intervention of several intermediaries in the process and several public and private lenders.
There is some information in archive documents referring to the exhibition possibly travelling to the USSR, but it has not been possible to confirm whether or not this actually took place.
In the midst of the revolutionary period, these exhibitions truly represent the opening of contemporary Portuguese art to the international art circuit and the new perspectives that were being drawn up for Portuguese art and artists. This exhibition was part of a series of international government initiatives organised by the FCG in cooperation with the Ministry for Foreign Affairs and the Secretariat of State for Culture.

Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

Praça de Camões

Abel Manta (1888-1982)

Praça de Camões, 1954 / Inv. 62P75

Voici nos Acteurs

Álvaro Lapa (1939-2006)

Voici nos Acteurs, 1972 / Inv. 73P415

Título desconhecido  (Entrada)

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido (Entrada), c. 1917 / Inv. 77P9

Pintura

Ângelo de Sousa (1938-2011)

Pintura, 1973/74 / Inv. 80P574

Dona Leonor Teles "Flor da Altura"

António Costa Pinheiro (1932- 2015)

Dona Leonor Teles "Flor da Altura", 1966 / Inv. 67P293

s/título

Artur Cruzeiro Seixas (1920-2020)

s/título, Inv. DP517

Colares

Bernardo Marques (1898-1962)

Colares, Inv. 06DP3197

Paisagem de Colares

Bernardo Marques (1898-1962)

Paisagem de Colares, Anos 50 / Inv. 06DP2638

Natureza Morta com Interventor

Carlos Calvet (1928-2014)

Natureza Morta com Interventor, 1976 / Inv. 76P428

No chão que nem uma seta

Eduardo Batarda (1943- )

No chão que nem uma seta, 1975 / Inv. DP1340

Estrutura Ambígua IV

Eduardo Nery (1938-2013)

Estrutura Ambígua IV, 1969 / Inv. 69P531

Labirinto

Eduardo Nery (1938-2013)

Labirinto, 1973 / Inv. P1376

"La petite"

Eduardo Viana (1881-1967)

"La petite", (1917) / Inv. 69P38

Decomposição VI, o Regresso

Emília Nadal (1938-)

Decomposição VI, o Regresso, 1974 / Inv. P1449

0.42 - 69

Fernando Lanhas (1923-2012)

0.42 - 69, 1969 / Inv. 69P635

Bandeira Nacional

Grupo Puzzle (1976-)

Bandeira Nacional, 1976 / Inv. 76P1410

S/ Título

Henrique Manuel (1945-)

S/ Título, 1974 / Inv. DP1394

Sociedade de Consumo

Joaquim Lima Carvalho (1940-)

Sociedade de Consumo, 1971-72 / Inv. P1404

Lisboa - Algeciras

Joaquim Rodrigo (1912-1997)

Lisboa - Algeciras, 1969 / Inv. 69P145

Trás-os-Montes

Joaquim Rodrigo (1912-1997)

Trás-os-Montes, 1964 / Inv. 67P146

S/Título

Jorge Martins (1940-)

S/Título, 1970 / Inv. 73P430

Retrato de Fernando Pessoa

José de Almada Negreiros (1893-1970)

Retrato de Fernando Pessoa, 1964 / Inv. 64P66

S/ Título

José Escada (1934-1980)

S/ Título, 1965 / Inv. 65P276

Velas

José Júlio Andrade dos Santos (1916-1963)

Velas, 1961 / Inv. 61P251

s/título

Júlio dos Reis Pereira (1902-1983)

s/título, 1939 / Inv. DP583

Figuras à mesa

Júlio Resende (1917-2011)

Figuras à mesa, 1956 / Inv. 71P919

Odalisque d' Après Ingres

Lourdes Castro (1930-2022)

Odalisque d' Après Ingres, 1964 / Inv. 67P291

Pintura II

Luis Dourdil (1914-1989)

Pintura II, 1974 / Inv. 75P1005

Pintura

Luís Noronha da Costa (1942-2020)

Pintura, Inv. P1568

Relevo-colagem

Manuel Baptista (1936-)

Relevo-colagem, 1973 / Inv. P414

L'aire du vent

Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992)

L'aire du vent, 1966 / Inv. PE102

Landgrave

Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992)

Landgrave, 1966 / Inv. PE103

Espacilimitado

Nadir Afonso (1920-2013)

Espacilimitado, 1958 / Inv. 70P149

Perspectiva II

Nadir Afonso (1920-2013)

Perspectiva II, 1965 / Inv. 70P496

Bairro Proibido

Nuno de Siqueira (1929-2007)

Bairro Proibido, 1957 / Inv. 58P243

Branca Flor – Pombas a tomar banho - Série Os Contos Populares Portugueses

Paula Rego (1935-2022)

Branca Flor – Pombas a tomar banho - Série Os Contos Populares Portugueses, (C. 1975) / Inv. DP242

Branca Flor – Rapaz a brincar com o Diabo - Série Os Contos Populares Portugueses

Paula Rego (1935-2022)

Branca Flor – Rapaz a brincar com o Diabo - Série Os Contos Populares Portugueses, 1974 / Inv. DP241

Manifesto (For a Lost Cause)

Paula Rego (1935-2022)

Manifesto (For a Lost Cause), 1965 / Inv. 66P280

Bride of Stillness

Ricardo da Cruz-Filipe (1934-)

Bride of Stillness, 1972 / Inv. 73P658

Estudo para o projecto de colagem (do gesto e do acto)-2- Série colagens de (NA) circunstância

Vitor Fortes (1943)

Estudo para o projecto de colagem (do gesto e do acto)-2- Série colagens de (NA) circunstância, 1975 / Inv. GP884


Publicações


Material Gráfico


Imprensa


Fontes Arquivísticas

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Belas-Artes), Lisboa / SBA 13390

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém correspondência interna e externa, lista de obras e orçamentos de seguros. 1977 – 1977

Arquivos Gulbenkian (Serviço de Exposições e Museografia), Lisboa / SEM 00137

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém correspondência interna e externa, lista de obras, elementos para catálogo, orçamentos, seguros e recortes de imprensa. 1975 – 1980


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.