Autoportraits. Œuvres sur Papier de la Collection du Centre d'Art Moderne José de Azeredo Perdigão de la Fondation Calouste Gulbenkian

Exposição de obras sobre papel – pintura, desenho e fotografia – pertencentes a artistas portugueses do Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão (CAMJAP), subordinadas à temática do autorretrato. Esta seleção, realizada por Jorge Molder e Alice Costa Guerra, visava reunir trabalhos das maiores figuras do CAMJAP sob um critério de unidade temática.
Exhibition of self-portraits on paper – paintings, drawings and photography – by Portuguese artists in the Modern Art Centre José de Azeredo Perdigão’s collection. The selection, made by Jorge Molder and Alice Costa Guerra, sought to exhibit self-portraits by prominent figures included in the CAMJAP collection.

«Autoportraits. Œuvres sur Papier de la Collection du Centre d'Art Moderne de la Fondation Calouste Gulbenkian» foi o nome da exposição organizada pelo Centre Culturel Calouste Gulbenkian (CCCG), em Paris, de 15 de maio a 29 de junho de 2001, em parceria com o Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão (CAMJAP). O projeto da exposição foi da autoria de Jorge Molder, diretor do CAMJAP, que, juntamente com Alice Costa Guerra, selecionou um conjunto de 32 trabalhos sobre papel – pintura, desenho e fotografia – da atual Coleção Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG).

Foram expostos os trabalhos de Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918), Guilherme de Santa-Rita (1889-1918), José de Almada Negreiros (1893-1970), Bernardo Marques (1898-1962), Mário Eloy (1900-1951), Ofélia Marques (1906-1952), Fernando Lemos (1926-2019), Ana Hatherly (1929-2015), António Areal (1934-1978), Helena Almeida (1934-2018), Jorge Guerra (1936), Gaëtan (1944-2019), Vítor Pomar (1949), Mário Botas (1952-1983), Pedro Cabrita Reis (1956) e Daniel Blaufuks (1963).

No âmbito da exposição, foi publicado um catálogo redigido em francês, que, a par da reprodução de todas as obras expostas, contém textos de Francisco Bethencourt, diretor do CCCG, e de Jorge Molder. Ao passo que Bethencourt faz uma análise histórica do autorretrato, Molder descreve as condições em que foi criada e desenvolvida a coleção do Centro de Arte Moderna da FCG.

A exposição teve origem num ciclo de mesas-redondas realizadas no CCCG em 1999, dedicadas ao tema da biografia. A realização deste ciclo surgiu da necessidade de evocar um tipo de expressão pouco divulgada da tradição literária e da história portuguesa e que revelava a resistência da sociedade ao seu lado individualista. No seguimento deste ciclo, surgiu a ideia de alargar o debate ao domínio artístico, organizando uma exposição em torno do tema do retrato.

Anteriormente, haviam tido lugar duas grandes exposições sobre este tema, que permitiam perceber a grande quantidade de obras dedicadas ao autorretrato durante a segunda metade do século XX: a primeira ocorrera em 1994, no Centro Cultural de Belém, e a segunda em 1999, no CAMJAP, intitulada «Auto-retratos da Colecção». Segundo Jorge Molder, terá sido esta segunda exposição, que reuniu 68 obras (pinturas, desenhos e fotografias) da coleção do CAMJAP, que esteve na origem da presente exposição no Centre Culturel Calouste Gulbenkian.

Inserindo-se no âmbito alargado do retrato, o autorretrato tem, no entanto, características específicas, nomeadamente a autocelebração ou a afirmação do artista enquanto membro de um grupo social. Parafraseando Francisco Bethencourt, a tensão entre a integridade do artista e os cânones de época tem um papel importante na compreensão de questões relacionadas com a autoidentificação, sendo mais eficiente e explicativa do que a simples perceção de traços de personalidade ou atitudes como o narcisismo, a crueldade, a mutilação ou a negação da própria imagem (Autoportraits. Oeuvres sur Papier de la Collection du Centre d’Art Moderne de la Fondation Calouste Gulbenkian, 2001, p. 7).

Apesar da dificuldade de encontrar pontos em comum no autorretrato contemporâneo português, procurou-se reunir no mesmo espaço um conjunto de modos de expressão artística de um grupo representativo do panorama das artes portuguesas da segunda metade do século XX, constatando-se em todos os representantes uma absorção de códigos, ambientes e tipos de olhar trazidos da arte internacional, desenvolvidos de forma concreta e particular por cada artista. Em todos estes retratos, a presença de um público imaginário une-se a uma introspeção e a uma tradução de pressupostos artísticos internacionais (Ibid.).

Em lugar de uma mera apresentação panorâmica da história do autorretrato em Portugal, foi objetivo do comissário da exposição fazer um pequeno balanço temático de algumas das figuras mais representativas da Coleção Moderna da FCG – embora, por razões de espaço, a seleção estivesse limitada a trabalhos em papel. Esta foi também a razão pela qual se optou por um conjunto de obras que acarretassem uma menor dispersão formal e, consequentemente, uma maior unidade expositiva.

Do mesmo modo, e nas palavras de Jorge Molder, não foi pretendida uma apresentação do percurso evolutivo da arte portuguesa, mas antes uma apresentação de um conjunto de obras onde se inscreviam alguns trabalhos menos conhecidos do público: «Nous ne prétendons pas ici rendre compte de façon détaillée d'un développement, mais tout simplement éveiller la curiosité – aiguiser l'appétit – à l'égard d'une production artistique certainement moins connue.» (Autoportraits. Œuvres sur Papier de la Collection du Centre d'Art Moderne de la Fondation Calouste Gulbenkian, 2001, p. 12)

No dia da inauguração, foi realizada uma mesa-redonda no Centre Culturel Calouste Gulbenkian, conduzida por Jorge Molder e Jean-Michel Ribettes, psicanalista e crítico de arte francês, subordinada ao tema do autorretrato.

Carolina Gouveia Matias, 2019


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

RETRATO   PAYSAGEM

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

RETRATO PAYSAGEM, (c. 1913) / Inv. 87DP342

Título desconhecido

Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)

Título desconhecido, Paris, Janrº 910 / Inv. 86DP372

Auto - Retrato

Ana Hatherly (1929-2015)

Auto - Retrato, 1971 / Inv. DP1716

Auto - Retrato

Ana Hatherly (1929-2015)

Auto - Retrato, 1972 / Inv. DP1717

Auto - Retrato à la Matisse

Ana Hatherly (1929-2015)

Auto - Retrato à la Matisse, 1971 / Inv. DP1718

Auto-retrato

Ana Hatherly (1929-2015)

Auto-retrato, c. 1971 / Inv. DP1462

Auto-retrato (à la Füssli)

Ana Hatherly (1929-2015)

Auto-retrato (à la Füssli), 1973 / Inv. DP1516

Auto-retrato á la Füssli

Ana Hatherly (1929-2015)

Auto-retrato á la Füssli, 1973 / Inv. DP1512

Estudo sobre um tema de Füssli (the nightmare)

Ana Hatherly (1929-2015)

Estudo sobre um tema de Füssli (the nightmare), 24 de Dezembro 1973 / Inv. DP1511

Menez, Cruzeiro Seixas, Areal, Ana Hatherly e Mário Cesariny

Ana Hatherly (1929-2015)

Menez, Cruzeiro Seixas, Areal, Ana Hatherly e Mário Cesariny, 1970 / Inv. DP1505

Auto - Retrato

António Areal (1934-1978)

Auto - Retrato, Inv. DP1495

Auto - Retrato

António Areal (1934-1978)

Auto - Retrato, Inv. DP1496

s/título

Bernardo Marques (1898-1962)

s/título, Inv. DP1664

Ein Tag im Mostar (série)

Daniel Blaufuks (1963-)

Ein Tag im Mostar (série), 1996 / Inv. 98FP336

Eu (Auto-retrato)

Fernando Lemos (1926-2019)

Eu (Auto-retrato), 1949-52 / Inv. FP294

Luz do Olhar

Fernando Lemos (1926-2019)

Luz do Olhar, 1949-52 / Inv. FP229

Troppa lucce

Gaëtan (1944-2019)

Troppa lucce, 1998 / Inv. DP1721 1-5

Corte Secreto

Helena Almeida (1934-2018)

Corte Secreto, 1981 / Inv. 85FP380

Narcisse V

Jorge Guerra (1936-)

Narcisse V, Inv. FP9

[Autorretrato]

José de Almada Negreiros (1893-1970)

[Autorretrato], 1948 / Inv. DP220

Auto-Retrato

Mário Botas (1952-1983)

Auto-Retrato, 1982 / Inv. GP589

Auro-retrato

Mário Eloy (1900-1951)

Auro-retrato, c. 1930 / Inv. DP828

Le peintre

Mário Eloy (1900-1951)

Le peintre, 1926 / Inv. DP771

Título desconhecido

Mário Eloy (1900-1951)

Título desconhecido, c.1927-1929 / Inv. DP739

Título desconhecido

Mário Eloy (1900-1951)

Título desconhecido, c. 1930 - 1935 / Inv. DP800

Sem título

Ofélia Marques (1902-1952)

Sem título, 1936 / Inv. DP648

Sem título

Ofélia Marques (1902-1952)

Sem título, 1938 / Inv. DP655

Sem título

Ofélia Marques (1902-1952)

Sem título, Inv. DP644

Os cegos de Praga XII

Pedro Cabrita Reis (1956-)

Os cegos de Praga XII, 1998 / Inv. 98DP1715

Sem título

Santa-Rita Pintor (1889-1918)

Sem título, (1911) / Inv. DP1391

Sem título

Santa-Rita Pintor (1889-1918)

Sem título, 1911 / Inv. DP1392

Auto-Retrato

Vítor Pomar (1949-)

Auto-Retrato, 1973 / Inv. 99FP334


Eventos Paralelos

Mesa-redonda / Debate

L'Autoportrait

15 mai 2001
Fundação Calouste Gulbenkian / Delegação em França – Centre Culturel Calouste Gulbenkian
Paris, França

Publicações


Material Gráfico


Fotografias

Fotografias em álbum da inauguração da exposição e da mesa-redonda «L'Autoportrait» com a participação de Jorge Molder e Jean-Michel Ribettes

Fontes Arquivísticas

Arquivos Gulbenkian (Centre Culturel Portugais de Paris), Lisboa / PRS 05378

Pasta com documentação referente à divulgação de várias exposições organizadas no Centre Culturel Calouste Gulbenkian. 1979 – 2003

Arquivos Gulbenkian (Centre Culturel Portugais de Paris), Lisboa / PRS 05377

Pasta com documentação referente à divulgação de várias exposições organizadas no Centre Culturel Calouste Gulbenkian. 1979 – 2003

Arquivos Gulbenkian (Centre Culturel Portugais de Paris), Lisboa / PRS 04926

Álbum com coleção fotográfica, cor: inauguração e mesa-redonda (CCCG, Paris) 2001


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.