• Paris, c. 1325–1350
  • Marfim
  • Inv. 422
  • Escultura

Tríptico com Cenas da Vida e Morte da Virgem

Este tríptico de marfim, destinado à devoção privada, é um dos muitos produzidos nas oficinas de Paris, no século XIV. É paradigma de um tipo de objetos de fácil transporte e que servia à Igreja como meio de evangelização, numa época em que ao livro e à leitura só uma minoria tinha acesso. 

As cenas do Evangelho eram contadas aos fiéis através de uma linguagem pictórica, facilmente memorizável e por isso muito pedagógica. Neste exemplar revela-se a recente devoção à Virgem Maria, no relato dos vários episódios da sua vida terrena, enquanto mãe de Jesus, e sua passagem e acesso a um plano espiritual. A leitura efetua-se por níveis, de baixo para cima, sendo as cenas dos painéis laterais de maior intimidade, introduzindo ou prolongando as cenas principais, com caracter público, que se desenrolam nos registos centrais: Adoração dos Magos / Apresentação no Templo; Dormição da Virgem e finalmente, a sua Coroação no Reino dos Céus.

O marfim apresenta ainda vestígios da decoração policroma original, fruto de uma estreita colaboração entre o escultor e o pintor.

Adquirido por Calouste Gulbenkian ao Dr. Jacob Hirsch, a 26 de junho de 1925.

22 x 26 cm

Koechlin 1924
Raymond Koechlin, Ivoires gothiques français, 3 vols., Picard, Paris, 1924, vol. II. 219 bis

Lisboa 1989
Museu Calouste Gulbenkian: Catalogo, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1989, nº 635, p. 108, il. p. 298

Atualização em 05 Julho 2018