Portugal em Flagrante. Operação 3

Terceiro momento da exposição de longa duração «Portugal em Flagrante», que, partindo da coleção do Centro de Arte Moderna, propunha um olhar sobre os desenvolvimentos da escultura ao longo do século XX, até à atualidade. Integrou também uma seleção de filmes. Seguindo uma linha cronológica, esta mostra desdobrava-se em seis núcleos.
Third instalment of the semi-permanent exhibition “Portugal em Flagrante”. Featuring works from the Modern Collection, including a selection of films, the show presented advancements in sculpture throughout the 20th century to the present day. The display consisted of six sections arranged chronologically.

Terceira e última parte da exposição semipermanente da coleção do Centro de Arte Moderna, comissariada pela diretora do Museu Gulbenkian, Penelope Curtis, e pela equipa de curadores da Coleção Moderna.

Centrada nos desenvolvimentos da escultura ao longo do século XX até à atualidade, esta parte da mostra ocupou a grande Nave, juntando-se às secções de pintura e trabalhos sobre papel, em exposição nos pisos 01 e 1. Deste terceiro momento fazia igualmente parte uma seleção de filmes da coleção apresentada nas salas adjacentes ao Hall de entrada.

Prosseguindo o objetivo de dar «a conhecer mais sobre Portugal e a sua história em relação com a Coleção» (Portugal em Flagrante. Operação 1, 2 e 3, 2017) esta parte da mostra reunia uma seleção representativa de obras de artistas nacionais, mas também internacionais, pertencentes à Coleção, às quais se juntavam outras, provenientes de coleções de instituições públicas consideradas essenciais «na construção de uma narrativa mais completa sobre os caminhos da escultura portuguesa no século XX» (Carta de Penelope Curtis para Maria Teresa Sabido, 23 jan. 2017, Arquivos Gulbenkian, ID: 267646).

Seguindo uma linha cronológica, a mostra desdobrou-se em seis núcleos: «Herança Oitocentista, Influência Francesa e Ensaios Modernistas (1900-1928)», «O Estado Novo», «A Década de 1950», «A Ruturas dos Anos de 1960 e 70», «Os Anos de 1980 e 1990», «O Século XXI». Cada núcleo foi acompanhado por um texto explicativo, que, juntamente com algumas reproduções fotográficas, compunha os painéis que compartimentavam o espaço da grande Nave.

Para traçar uma história da escultura em Portugal no século XX, relacionando-a com os desenvolvimentos sociais e políticos que marcaram esse período, seria inevitável abordar a estatuária pública. Para tal, foi feita uma recolha fotográfica de obras-chave, reunidos modelos e esboços, bem como obras de menores dimensões dos escultores que trabalharam em encomendas oficiais, que mostram abordagens plásticas mais livres.

A exposição começava (e assim se manteve até hoje) com dois registos fotográficos, um da estátua de Calouste Gulbenkian (1965) da autoria de Leopoldo de Almeida (1898-1975) e outro do Monumento a José de Azeredo Perdigão (1997), projetado por Pedro Cabrita Reis (1956), obras implantadas nos Jardins Gulbenkian. Desta forma, a partir de duas obras fortemente ligadas à história da instituição, enunciavam-se algumas transformações que marcaram a produção escultórica contemporânea, notando-se uma tendência para a abstração e a espacialidade, e ficando para trás a representação idealizada e naturalista.

Os dois primeiros núcleos partilharam a mesma área de exposição. Um espaço marcado por um conjunto de plintos, de cor cinzenta, onde foram dispostos conjuntos de obras de diferentes escultores. Os critérios que estiveram na base da composição destes grupos foi a categoria escultórica (busto, torso, representações de corpo inteiro, grupo escultórico) e a escala, juntando-se na mesma área obras em materiais distintos.

Encomendas oficiais de esculturas para praças e jardins, produzidas ao longo da primeira metade do século XX, e grupos escultóricos e relevos incorporados em obras públicas foram representados através de registos fotográficos, mas também de modelos, como é o caso de parte da maqueta para o Monumento a Afonso de Albuquerque (1893), de António Augusto da Costa Motta (1862-1930), pertencente à coleção da FBAUL e que se encontra em exposição.

Paralelamente, foi reunida uma série de bustos, como Busto do Dr. Figueira (c. 1915-1920), de Francisco Franco (1885-1955), ou Meditando – Retrato do Jornalista Mário Salgueiro (s.d.), de Júlio Vaz Júnior (1877-1963), ambos em bronze, que são colocados em confronto com outros de datas posteriores como Retrato de M. Z. (1934), de Hein Semke (1899-1995), e Cabeça/Busto (1945), de Jorge Barradas (1894-1971), que denotam a exploração de outras linguagens e são exemplo do predomínio da produção de bustos para o mercado privado. Neste núcleo, foi ainda apresentado um conjunto de esculturas, de pequena e média dimensão, com temas de natureza simbólica, da autoria de Diogo de Macedo (1889-1959), Francisco Franco (1885-1955) e Canto da Maya (1890-1981), que revelam afinidades com as propostas estéticas de Auguste Rodin (1840-1917), Antoine Bourdelle (1861-1929) e Aristide Maillol (1861-1944).

Os núcleos dedicados às décadas de 1950, 1960 e 1970 partilhavam o mesmo espaço. Das correntes artísticas de reação à política do espírito dirigida por António Ferro, à arte apresentada nos Salões do SPN/SNI, destacou-se, no campo escultórico, uma diversidade de propostas surrealistas e alguns casos de natureza abstrata.

As largas temporadas que muitos destes artistas passaram no estrangeiro, particularmente em Paris, serviram para fazer uma ponte com as vagas de saída que marcaram o final da década de 1950 e 1960, nas quais a Fundação Calouste Gulbenkian teve um papel determinante, através da concessão de bolsas de estudo. Com Londres como um destino de eleição, as novas práticas artísticas britânicas marcaram e inspiraram alguns artistas portugueses, cujos trabalhos foram postos em confronto com algumas obras da coleção de arte britânica da Fundação Calouste Gulbenkian, que começou a ser constituída em 1959. Trabalhos de Victor Pasmore (1908-1998) e de alguns dos chamados «construcionistas britânicos» foram apresentados juntamente com obras de Artur Rosa (1926), António Areal (1934-1978), Ângelo de Sousa (1938-2011), José Escada (1934-1980). O questionamento dos limites da escultura e a diversificação de materiais estendeu-se a outras linguagens, influenciadas pelo Nouveau Réalisme e pela Pop Artrepresentados por trabalhos de Lourdes Castro (1930), René Bertholo (1935-2005) e Sérgio Pombo (1947).

De forma a traçar, no seguimento dos núcleos anteriores, as transformações da escultura pública, foi incluído no respetivo painel um registo fotográfico, proveniente do Estúdio Mário Novais, da estátua D. Sebastião (1973) criada por João Cutileiro (1937-2021) para a cidade de Lagos, como exemplo de rompimento «com a ortodoxia estética e ideológica da estatuária oficial do Estado Novo» (Texto de painel expositivo, 2017). A esta ação foi contraposta uma outra, registada por Wolf Vostell. Trata-se de Arte = Vida / Grabado en la Piedra (1979), da autoria de Alberto Carneiro (1937-2017), uma obra realizada em Cáceres, nas imediações do Museo Vostell, Malpartida, que cruza o espírito fluxus com a land art. Através dela é feita a ligação para a década seguinte, na qual se assiste a novas experiências conceptuais – como 240.180.180. dissemetria mater (1980), de Túlia Saldanha (1930-1988) –, a par de uma cada vez maior diversidade de materiais – Objecto (1983), de Isabel Laginhas (1942-2018); Os Saltimbancos (da série: O Circo) (1983), de José de Guimarães (1939) –, abordagens e pesquisas – Tiroliro (1988), de Rui Sanches (1954), Cisne IV (última carta: morre comigo), (1993-1994), de Rui Chafes (1966).

A área seguinte foi reservada a diferentes propostas no campo da instalação, reunindo-se obras de José Pedro Croft (1957), Pedro Cabrita Reis (1956), Lúcia Nogueira (1950-1998), Rachel Whiteread (1963) e Fernando Calhau (1948-2002). Apesar de muito distintas, estas são constituídas por volumes ou formas geométricas regulares (cubo, paralelepípedo, esfera, retângulo, semicircunferência), algumas delas com forte caráter minimal.

A exposição terminava com um olhar sobre as tendências que marcaram as primeiras décadas do século XXI, com especial enfoque na produção de uma geração de jovens artistas que «posiciona já claramente as suas práticas e as suas obras em contextos e circuitos expositivos internacionais» (Texto de painel expositivo, 2017). Os trabalhos expostos mostram revisitações de processos artísticos – Estensão (2005), de Teresa Henriques (1978) –, apropriações variadas – Eye Cast (2004), de Noé Sendas (1972); (Not) Reading Landscape #2 (2010), de Fernanda Fragateiro (1962) – e explorações de novos materiais e tecnologias – entre outros, Fibra (2013), da dupla Musa paradisiaca; Hello Goodbye (2007), de Bruno Pacheco (1974); S/Título (série Dupla Sombra) (2003), de Pedro Tudela (1962).

Fazendo parte da exposição semipermanente da Coleção, esta seleção, à semelhança das de «Operação 1» e «Operação 2», vai sofrendo alterações. Ao longo do tempo, algumas peças vão dando lugar a outras, mantendo a mesma estrutura e discurso expositivo. Esta opção tem como objetivo conferir maior dinamismo à mostra e desencadear novas leituras e experiências. As novas entradas têm uma periodicidade regular.

No entanto, o facto de não se tratar de uma exposição permanente torna difícil a produção de uma publicação que a acompanhe de forma atualizada. Em alternativa, adicionalmente ao caderno de exposição de «Operação 1», o website da instituição disponibiliza informação sobre a primeira seleção de trabalhos de cada uma das «operações», bem como de todas as obras expostas ao longo do tempo.

As reações na imprensa foram pouco expressivas, destacando-se o artigo de Celso Martins, no qual o crítico começa por tecer algumas considerações sobre a estrutura da mostra: «A ideia de estruturar esta exibição tripartida em operações que levam sobretudo em conta o medium […] acaba por estabelecer um filtro prévio demasiado apertado que impede uma montagem mais fluida e mais rica de sentidos e associações e essa separação por disciplinas artísticas só é sustentável por algum conservadorismo aquisitivo nas últimas décadas, nomeadamente em termos de artistas portugueses mais jovens.» (Martins, Expresso. Revista, 18 mar. 2017, p. 88) Além destas limitações, Martins constata que a «montagem inclui ainda alguns achados que, em certo sentido, agilizam uma lógica demasiado assente na sucessão temporal, como o diálogo estabelecido por obras de João Cutileiro e Sérgio Pombo; de Júlio Pomar e Maria Beatriz; ou de Fernanda Fragateiro e Noé Sendas.» (Ibid.)

Mariana Roquette Teixeira, 2019


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

Ionia  III

Alberto Carneiro (1937-2017)

Ionia III, 1986/88 / Inv. 88E610

Natureza da arte na arte do corpo/Corpo da arte na arte da natureza

Alberto Carneiro (1937-2017)

Natureza da arte na arte do corpo/Corpo da arte na arte da natureza, 1979 / Inv. DP1626

TV’s Back

Alexandre Estrela (1971-)

TV’s Back, 1995 / Inv. IM16

Vitória

Alfred Gilbert (1854-1934)

Vitória, Início séc. XX / Inv. 871

O Sr. e eu éramos grandes amigos

Alfredo Queiroz Ribeiro (1939-1974)

O Sr. e eu éramos grandes amigos, 1971 / Inv. 74E849

Menina dos Olhos Tristes

Álvaro de Brée (1903-1962)

Menina dos Olhos Tristes, 1941 / Inv. 58E790

Heráldica

Ana Jotta (1946-)

Heráldica, 2000 / Inv. 01E1216

Roger

Ana Jotta (1946-)

Roger, 1995 / Inv. 01E1217

Objecto - Porta

Ana Vieira (1940-2016)

Objecto - Porta, 1975 / Inv. 89E609

Double Sided

Ângela Ferreira (1958-)

Double Sided, 1996-2009 / Inv. 09E1596

Escultura

Ângelo de Sousa (1938-2011)

Escultura, 1966 / Inv. 97E526

S/ Título

Ângelo de Sousa (1938-2011)

S/ Título, 1968 / Inv. 91E239

Sem Título

Ângelo de Sousa (1938-2011)

Sem Título, 1965 / Inv. 07E1415

Low Relief

Anthony Hill (1930-)

Low Relief, 1963 / Inv. RE13

A.H.A.Q.O.V.F.P.P.S.A.F.T.

António Areal (1934-1978)

A.H.A.Q.O.V.F.P.P.S.A.F.T., 1964 / Inv. 65E268

Retrato de uma Senhora

António Areal (1934-1978)

Retrato de uma Senhora, 1964 / Inv. 79E1134

Retrato de uma Senhora

António Areal (1934-1978)

Retrato de uma Senhora, 1964 / Inv. 79E1134

s/ título (Objecto)

António Areal (1934-1978)

s/ título (Objecto), 1964 / Inv. 79E1137

s/ título (Objecto)

António Areal (1934-1978)

s/ título (Objecto), 1964 / Inv. 79E1128

s/ título (Objecto)

António Areal (1934-1978)

s/ título (Objecto), 1964 / Inv. 79E1126

s/ título (Objecto)

António Areal (1934-1978)

s/ título (Objecto), 1964 / Inv. 79E1127

O Dragão

António Charrua (1925-2008)

O Dragão, 1968 / Inv. 15E1786

Escultura

António Pedro (1909-1966)

Escultura, 1952 / Inv. 79E758

Mão

Artur Cruzeiro Seixas (1920-2020)

Mão, 1960 / Inv. 80E695

Escultura para Espaço Urbano I

Artur Rosa (1926-2020)

Escultura para Espaço Urbano I, 1971 / Inv. 82E792

Evolução do Quadrado numa Malha Logarítmica

Artur Rosa (1926-2020)

Evolução do Quadrado numa Malha Logarítmica, 1967 / Inv. 67E297

Escultura II

Aureliano Lima (1916-1984)

Escultura II, 1974 / Inv. 88E913

s/ título

Aureliano Lima (1916-1984)

s/ título, Inv. 82E903

s/ título

Aureliano Lima (1916-1984)

s/ título, Inv. 82E904

War-Head

Bill Woodrow (1948-)

War-Head, 1987 / Inv. 97EE50

Hello Goodbye

Bruno Pacheco (1974- )

Hello Goodbye, 2007 / Inv. 07E1489

Benit soit le fruit de tes entrailles

Canto da Maya (1890-1981)

Benit soit le fruit de tes entrailles, 1922 / Inv. 86E636

La Femme au Serpent

Canto da Maya (1890-1981)

La Femme au Serpent, c. 1923 / Inv. 81E883

Virgem com Menino

Canto da Maya (1890-1981)

Virgem com Menino, 1920 / Inv. 86E841

desenhos e cortantes para construção com chão branco a partir de dentro

Carlos Nogueira (1947-)

desenhos e cortantes para construção com chão branco a partir de dentro, 1997-1998 / Inv. 02E1411 1-6

Bacanal (Cathal and the Woodfolk)

Charles Sargeant Jagger (1881-1934)

Bacanal (Cathal and the Woodfolk), 1914 / Inv. 576

Box

David Hall (1937-)

Box, 1965 / Inv. EE15

Busto de Mme. Sousa Lopes

Diogo de Macedo (1889-1959)

Busto de Mme. Sousa Lopes, 1925 / Inv. 82E908

L' Adieu (O Adeus)

Diogo de Macedo (1889-1959)

L' Adieu (O Adeus), 1920 / Inv. 82E439

Edgar Brandt (1880-1960)

Inv. 2917A/B

Estrutura nº 10

Eduardo Nery (1938-2013)

Estrutura nº 10, 1968 / Inv. 98P595

(Not) Reading Landscape #2

Fernanda Fragateiro (1962)

(Not) Reading Landscape #2, 2010 / Inv. 10E1621

S/Título #336

Fernando Calhau (1948-2002)

S/Título #336, 2002 / Inv. 04E1341

Manequim do Vespeira

Fernando Lemos (1926-2019)

Manequim do Vespeira, 1949-52 / Inv. FP207/1

Visita Estranha II

Fernando Lemos (1926-2019)

Visita Estranha II, 1949-52 / Inv. FP204

A Polaca

Francisco Franco (1885-1955)

A Polaca, 1921 / Inv. 81E875

Busto do Dr. Figueira

Francisco Franco (1885-1955)

Busto do Dr. Figueira, c. 1915-1920 / Inv. 90E878

Cabeça de Rapaz

Francisco Franco (1885-1955)

Cabeça de Rapaz, Inv. 81E876

Cabeça de Velho

Francisco Franco (1885-1955)

Cabeça de Velho, 1909 / Inv. E1606

Torso

Francisco Franco (1885-1955)

Torso, 1922 / Inv. 82E877

Irmão e Irmã (Frère et Soeur)

François Auguste René Rodin (1840-1917)

Irmão e Irmã (Frère et Soeur), 1890 (?) / Inv. 569

White

Garth Evans (1934-)

White, 1965 / Inv. RE16

La Grande Sauterelle

Germaine Richier (1904-1959)

La Grande Sauterelle, 1946 / Inv. EE27

Relief Construction

Gillian Wise (1936-)

Relief Construction, 1964 / Inv. RE20

Eyes Flames herbs Chang heart hands feet

Hamish Fulton (1946-)

Eyes Flames herbs Chang heart hands feet, 1985 / Inv. 86FE3

As vendedeiras

Hein Semke (1899-1995)

As vendedeiras, 1938 / Inv. 13E1679

Retrato de M.Z.I. II

Hein Semke (1899-1995)

Retrato de M.Z.I. II, 1934 / Inv. 13E1674

Torso vermelho

Hein Semke (1899-1995)

Torso vermelho, 1971 / Inv. 13E1693

Tela Habitada

Helena Almeida (1934-2018)

Tela Habitada, 1976 / Inv. 80FP381

Horizon opus 103

Hubert Dalwood (1924-1976)

Horizon opus 103, 1967 / Inv. EE20

Objecto

Isabel Laginhas (1942-2018)

Objecto, 1983 / Inv. 83E1177

Arcanjo

João Cutileiro (1937-2021)

Arcanjo, 1962 / Inv. 67E290

sem título

João Fragoso (1913-2000)

sem título, Inv. E1574

Guerreiros

João Paulo (1929-)

Guerreiros, 1960 / Inv. 63E869

Cabeça da Actriz Maria Lalande

Joaquim Correia (1920-2013)

Cabeça da Actriz Maria Lalande, 1940 / Inv. 64E865

Wooden Relief n. 10

Joe Tilson (1928-)

Wooden Relief n. 10, 1960 / Inv. RE3

Cabeça / Busto

Jorge Barradas (1894-1971)

Cabeça / Busto, 1945 / Inv. CP3

Face lavée d'oubli...

Jorge Molder (1947-)

Face lavée d'oubli..., 1984 / Inv. 84FP404

Face lavée d'oubli...

Jorge Molder (1947-)

Face lavée d'oubli..., 1984 / Inv. 84FP405

Cabeça de Rapariga

Jorge Vieira (1922-1998)

Cabeça de Rapariga, 1956 / Inv. 82E761

S/ Título (Escultura n.º 3)

Jorge Vieira (1922-1998)

S/ Título (Escultura n.º 3), 1966 / Inv. 66E283

Os Saltimbancos - da série: O Circo

José de Guimarães (1939-)

Os Saltimbancos - da série: O Circo, 1983 / Inv. 83E845

Busto do Escritor Fernando Namora

José Dias Coelho (1923-1961)

Busto do Escritor Fernando Namora, 1951 / Inv. 94E341

S/Título (Relevo Espacial)

José Escada (1934-1980)

S/Título (Relevo Espacial), 1974 / Inv. 95P347

S/ Título

José Pedro Croft (1957-)

S/ Título, 1993 / Inv. 94E340

S/ Título

José Rodrigues (1936-2016)

S/ Título, c. 1968 / Inv. 83E1026

Sem título

José Simões de Almeida (Sobrinho) (1880-1950)

Sem título, 1930 / Inv. CP20

Mulher com uma Bilha (Jeune Fille à la Cruche)

Joseph Bernard (1866-1931)

Mulher com uma Bilha (Jeune Fille à la Cruche), 1910 / Inv. 320

A Peaceful Day in the Country

Julião Sarmento (1948-2021)

A Peaceful Day in the Country, 1972 / Inv. GP1939

A Rainy Day in the Country

Julião Sarmento (1948-2021)

A Rainy Day in the Country, 1973 / Inv. GP1938

L' Enseigne aux Grelots

Júlio Pomar (1926-2018)

L' Enseigne aux Grelots, 1977 / Inv. 89E1164

Meditando - Retrato do jornalista Mário Salgueiro

Júlio Vaz (1877-1963)

Meditando - Retrato do jornalista Mário Salgueiro, Inv. 68E882

Figura de Franca Cristino da Silva

Leopoldo de Almeida (1898-1974)

Figura de Franca Cristino da Silva, c. 1925 / Inv. 82E495

Pensador

Leopoldo de Almeida (1898-1974)

Pensador, Inv. 82E822

s/ título (figura feminina)

Leopoldo de Almeida (1898-1974)

s/ título (figura feminina), anos 30 / Inv. 80E821

Caixa madeira

Lourdes Castro (1930-2022)

Caixa madeira, 1963 / Inv. 99E809

In the Café

Lourdes Castro (1930-2022)

In the Café, 1964 / Inv. 92P300

Step

Lucia Nogueira (1950-1998)

Step, 1995 / Inv. 16EE83

Hotel Ambassador

Manuel Valente Alves (1953-)

Hotel Ambassador, 1991 / Inv. 93FP278

Hotel Continental

Manuel Valente Alves (1953-)

Hotel Continental, 1991 / Inv. 93FP279

Hotel Plaza

Manuel Valente Alves (1953-)

Hotel Plaza, 1991 / Inv. 93FP276

Hotel President

Manuel Valente Alves (1953-)

Hotel President, 1991 / Inv. 93FP275

Hotel Royal

Manuel Valente Alves (1953-)

Hotel Royal, 1991 / Inv. 93FP280

Hotel Victoria

Manuel Valente Alves (1953-)

Hotel Victoria, 1991 / Inv. 93FP277

O Menino Imperativo

Marcelino Vespeira (1925-2002)

O Menino Imperativo, 1952 / Inv. 82E839

Homenagem a Almada

Maria Beatriz (1940-2020)

Homenagem a Almada, 1983 / Inv. 84E580

Escultura

Marina Mesquita (1940-2006)

Escultura, 1971 / Inv. 71E1027

White Relief with Black

Mary Martin (1907-1969)

White Relief with Black, 1954-62 / Inv. RE6

Upa! União dos Povos de Angola

Miguel Palma (1964-)

Upa! União dos Povos de Angola, 2006 / Inv. 16E1820

Abacaxi

Musa paradisiaca

Abacaxi, 2014 / Inv. 14E1762

Aloés

Musa paradisiaca

Aloés, 2013 / Inv. 14E1760

Fibra

Musa paradisiaca

Fibra, 2014 / Inv. 14E1761

Eye Cast

Noé Sendas (1972-)

Eye Cast, 2004 / Inv. 05E1364

D(OOR), D(AM)

Pedro Cabrita Reis (1956-)

D(OOR), D(AM), 1990 / Inv. 94E343

S/Título (série Dupla Sombra)

Pedro Tudela

S/Título (série Dupla Sombra), 2003 / Inv. 15E1796

Yellow Leaf

Rachel Whiteread (1963-)

Yellow Leaf, 1989 / Inv. 91EE43

Nuvem com Superfície Variável - III

René Bertholo (1935-2005)

Nuvem com Superfície Variável - III, 1967 / Inv. 01E1215

Cluny

René Lalique (1860-1945)

Cluny, c. 1925 / Inv. 1268

Rui Chafes (1966-)

Cisne IV (última carta: morre comigo), 1993/94 / Inv. 95E354

Tiroliro

Rui Sanches (1954-)

Tiroliro, 1988 / Inv. 89E451

Homem Vermelho

Sérgio Pombo (1947-2022 )

Homem Vermelho, 1973-2013 / Inv. 13E1744

Estensão

Teresa Henriques (1978-)

Estensão, 2005 / Inv. 05E1365

240.180.180. dissemetria mater

Túlia Saldanha (1930-1988)

240.180.180. dissemetria mater, 1980 / Inv. 15E1781

Abstract in White, Black and Maroon

Victor Pasmore (1908-1998)

Abstract in White, Black and Maroon, 1956-57 / Inv. 88RE10


Eventos Paralelos

Visita(s) guiada(s)

Entre a Ditadura e a Democracia. A Arte na Segunda Metade do Século XX Português

mai 2017
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna
Lisboa, Portugal
Percurso expositivo

Artistas em Viagem na Coleção Moderna

30 jan 2020 – 30 mar 2020
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna
Lisboa, Portugal
Percurso expositivo

Artistas Mulheres na Coleção Moderna

31 mai 2019 – 31 dez 2019
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna
Lisboa, Portugal

Publicações


Material Gráfico


Fotografias

Percurso expositivo «Artistas em Viagem na Coleção Moderna»
Percurso expositivo «Artistas em Viagem na Coleção Moderna»
Percurso expositivo «Artistas em Viagem na Coleção Moderna»
Percurso expositivo «Artistas em Viagem na Coleção Moderna»
Penelope Curtis (à esq.) e Arlete de Brito (à dir.)
Carlos Nogueira e Rita Fabiana
Isabel Mota, Luísa Sampaio e Mariano Piçarra (da esq. para a dir.)
Manuel Botelho
Artur Santos Silva (à esq.)
Penelope Curtis (à esq.)
Rita Fabiana (à dir.)
Isabel Mota (à esq.)
Manuel Botelho
Artur Santos Silva (à esq.)
Francisco Laranjo, Pedro Calapez e Zulmiro de Carvalho (da esq. para a dir.)

Multimédia


Documentação


Imprensa


Páginas Web


Fontes Arquivísticas

Arquivo Digital Gulbenkian, Lisboa / ID: 3187

Coleção fotográfica, cor: inauguração (FCG-Coleção Moderna, Lisboa) 2017

Arquivo Digital Gulbenkian, Lisboa / ID: 3186

Coleção fotográfica, cor: aspetos (FCG-Coleção Moderna, Lisboa) 2017


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.