Retrospetiva de Victor Palla

Em setembro de 1992, inaugurou no CAM uma exposição retrospetiva dedicada à fotografia de Victor Palla. Enquanto o CAM está fechado, convidamos a revisitar mensalmente uma exposição passada.
Victor Palla, Sem título, 1956. Inv. FP327

Artista multifacetado, Victor Palla (1922-2006) foi arquiteto, artista gráfico, fotógrafo, pintor, ceramista, editor, escritor, tradutor e galerista. Em setembro de 1992, a Fundação Calouste Gulbenkian inaugurou uma exposição dedicada à sua obra fotográfica, apresentando, sobretudo, fotografias realizadas nos anos de 1950 e na década de 1980. A convite do então diretor do CAM, José Sommer Ribeiro, a curadoria ficou a cargo do teórico de fotografia Pedro Miguel Frade, que faleceu inesperadamente antes de ver a exposição inaugurada.

 

Victor Palla, Sem título, 1956. Inv. FP324
Victor Palla, Sem título, 1956. Inv. FP324

A preparação da exposição implicou a reimpressão da quase totalidade das fotografias de Victor Palla pelo conhecido impressor Yvon-le-Marlec, com ateliê em Paris – alguns dos negativos foram submetidos a intervenções ao nível do restauro. Foram apresentadas cerca de 50 fotografias, realizadas entre 1948 e 1991, a maior parte delas pertencente à Coleção do CAM.

 

Vista da exposição retrospetiva «Victor Palla». Foto: Mário de Oliveira. Arquivos Gulbenkian, PT FCG FCG:CAM-S005/01/01-P0132-D02645

 

A exposição foi acompanhada de um catálogo com a reprodução das obras e textos de Sommer Ribeiro, Pedro Miguel Frade e Teresa Siza, à época diretora do Centro Português de Fotografia. Depois de terminar, em outubro de 1992, a mostra viajou até Évora, onde foi apresentada ao público em dezembro do mesmo ano na sede do Grupo Évora.


História das Coleções

No catálogo digital, pode explorar as 1343 exposições de arte organizadas pela Fundação entre 1957 e 2016.

Saber mais
Atualização em 15 dezembro 2021

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.