CAM em Movimento: Gabriel Abrantes

A brief history of Princess X, 2016

No Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian apresenta-se, num contentor marítimo, um ciclo de vídeos da Coleção do CAM.

Slider de Eventos

Este filme de Gabriel Abrantes narra, com humor, a história de como foi criada a famosa escultura Princess X, de Constantin Brancusi, um dos grandes artistas do século XX. Concebida em 1916, a obra suscitou uma grande polémica pela sua forma fálica em bronze polido, embora o escultor tenha afirmado tratar-se da estilização de uma figura feminina, nomeadamente Maria Bonaparte, sobrinha bisneta do imperador Napoleão Bonaparte.

Gabriel Abrantes integra ainda no filme acontecimentos que se cruzam com a história da arte internacional e portuguesa, como o urinol de Duchamp, ou a amizade que Brancusi desenvolveu com Amadeo de Souza-Cardoso durante a sua passagem por Paris. O filme teve o apoio do Arts Council do Reino Unido e obteve o Prémio especial do júri para melhor curta-metragem narrativa no Festival Internacional de São Francisco.


VÍDEOS

Benjamin Weil fala sobre a criação do programa «CAM em Movimento» e a instalação do contentor marítimo no Jardim Gulbenkian


CICLO COMPLETO

11 jan – 03 fev 2022

Vasco Araújo, Mulheres d’Apolo, 2010

05 fev – 03 mar 2022

Ana Vidigal, Domingo à Tarde, 2000

05 mar – 03 abr 2022

Maria Lusitano, Modern Woman, 2015

05 abr 2021 – 03 mai 2022

Gabriel Abrantes, A brief history of Princess X, 2016

 

Este segundo ciclo de vídeos da Coleção do CAM surge em torno da condição feminina, do feminismo, da angústia e solidão, do prazer ou mesmo das questões de género.

Curadoria: Patrícia Rosas


CAM EM MOVIMENTO

CAM em Movimento é uma programação «fora de portas», que reúne um conjunto de intervenções site-specific de artistas e exposições com obras da Coleção em diferentes espaços da cidade de Lisboa e da área metropolitana.

Saber mais

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.