Memória Descritiva

Memória descritiva apresentada pelos arquitetos paisagistas Gonçalo Ribeiro Telles e António Facco Viana Barreto, 1ª geração de arquitectos paisagistas portugueses, discípulos de Francisco Caldeira Cabral.

O programa do Parque apresentado por estes jovens arquitectos paisagistas é um documento revelador da revolução, que esta nova geração de profissionais estava a implementar ao nível do desenho da paisagem em Portugal.

É inovador, não só no contexto nacional mas também no contexto europeu, porque enuncia um quadro conceptual assim como uma prática novos.

Nos dozes pontos referenciados no Esboço de Programa do Projecto salientam-se as seguintes frases: (…) O passeio elemento essencial da vida no parque e o arranjo de pátios e espaços interiores. O aspecto dinâmico dos mesmos, respectivamente incluídas nos pontos 5 e 9 do referido programa. Nos  conceitos bases apresentados nas Ideias Gerais da Concepção atente-se  as seguintes frases: A concepção naturalista do partido arquitectónico do edifício (…) o Interesse do fundador pela Natureza e … O movimento: elemento fundamental da concepção do Parque. Crescimento, Estações, Vida (…).

 Todas estas frases falam de movimentos:

– O movimento dos que se passeiam no parque;

– O movimento das estações do ano;

– O movimento determinado pela vida inerente à matéria que constrói este espaço.

Alguns destes princípios são axiomas do Movimento Moderno, e por isso eles aproximam estes projectistas do quadro ideológico da equipa dos arquitectos e que levaram Gonçalo Ribeiro Telles e António Barreto a afirmarem que é determinante do projecto do parque a concepção naturalista do partido arquitectónico do edifício. Naturalista porque assenta toda a sua imagem nas necessidades dos interiores, no funcionamento próprio, natural, daquele equipamento. [i]

Também o Jardim a desenhar expressaria uma lógica própria de funcionamento: a do processo natural e a ditada pela finalidade de ser jardim.

Conteúdo do Anteprojecto 

Memórias descritivas dos anteprojectos definitivos

Anteprojecto – Plano Geral

Anteprojecto – Modelação de Terreno

Anteprojecto – Plano de Implantação

Anteprojecto – Circulações

Anteprojecto – Zonamento

Anteprojecto – Principais Pontos de Vista

Anteprojecto – Rega

Anteprojecto – Drenagem

Anteprojecto – Localização dos Perfis

Anteprojecto – Perfis

Anteprojecto – Elementos de Pormenor

Anteprojecto – Elementos de Trabalho

Anteprojecto – Plano de Execução

Lago

 

[i] 4 de janeiro de 1961 Ata 188 da reunião da Comissão Delegada –  “O Sr. Eng.º Lobato pôs  a comissão delegada ao corrente do desenvolvimento das actividades da equipa de arquitectos encarregados de elaborar o projecto Sede  e Museu, informando que se procedeu à completa revisão do anteprojecto, de harmonia com as recomendações dos Arquitectos Consultores…… Por outro lado, explicou que o que se encontra menos adiantado é o estudo da fachada, pois têm-se seguido os novos processos de Trabalho em Arquitectura, segundo os quais a fachada resultará das necessidades dos interiores, precisamente ao contrário do que antigamente se fazia. A única coisa que podia fazer, quanto à fachada, é que todos os técnicos estão de acordo em que ela deverá ser sóbria, digna e representativa da instituição……embora devendo ser, sob o ponto de vista arquitectónico, da nossa época, não será uma obra “d’avant garde”. (…). Informou ainda que já se tinham realizado medições acústicas no Parque de Santa Gertrudes, as primeiras feitas em Portugal, em ordem a determinar a medidas de protecção indispensáveis nas nossas futuras instalações contra os ruídos exteriores. (…) quanto ao andamento dos trabalhos, o Eng.ª Lobato prevê que o ante-projecto seja entregue em Março próximo, à Câmara Municipal de Lisboa e que a construção do parque de estacionamento subterrâneo comece no próximo Verão.. (…)Finalmente, o Eng. Lobato confirmou a previsão, oportunamente feita, de que o conjunto das instalações deverá estar pronta no fim de 1964”. Pasta 112 Proc. 95 vol. 1B.

  • Data de produção: 31/12/1961
  • Projetistas (autores principais): TELLES, Gonçalo Pereira Ribeiro, BARRETO, António Facco Viana
  • Fase do projeto: Do concurso ao anteprojeto
  • Identificador: PT FCG FCG:SPO-S002-D00025
  • Cobertura temporal: 1961
  • Tipo de dados: Documento
  • Formatos de extensão: 5 p.
  • Formato de media: pdf
  • Palavras-chave: memória descritiva

Para consultar a versão original deste documento deverá contactar os Arquivos Gulbenkian através do endereço eletrónico arquivos@gulbenkian.pt e referenciar o identificador