• Paris, 1773
  • Carvalho e madeiras exóticas, bronzes cinzelados e dourados, veludo
  • Inv. 2082

Secretária de cilindro

Jean-Henri Riesener

Esta peça, de linhas ainda Luís XV, mas apresentando já elementos decorativos ao gosto de Luís XVI, constitui uma obra ímpar, tanto pela elegância da forma como pelo magnífico trabalho de marchetaria em que a combinação dos diversos tipos de madeira aliada à mestria da execução, dá a ilusão de uma verdadeira obra de pintura.

O tampo, constituído por estreitas tabuinhas articuladas, enrola-se na parte posterior do móvel, mostrando um interior composto por um estirador, forrado a veludo preto, tendo ao fundo duas prateleiras ladeadas por gavetas. É ainda digna de nota a rica decoração em bronze, finamente cinzelado e dourado, rematando, de cada lado do cilindro, por dois candelabros no mais puro estilo rocaille.

Obra do mestre ebanista que viria a receber o título de «Ebanista Ordinário do Mobiliário da Coroa», esta peça foi executada para os aposentos da condessa de Provença, cunhada de Luís XVI e mulher do futuro Luís XVIII, no palácio de Versalhes.

Palácio de Versalhes; Palácio de Marly; Palácio de Tulherias; Coleção Lord Palmer; Coleção Barão Rodolfo de Goldschmidt-Rothschild. Adquirida por Calouste Gulbenkian por intermédio de Mme Petrocochino, Frankfurt, setembro 1931.

A. 127 cm; L. 125 cm; Prof. 64 cm

Verlet 1969

Pierre Verlet, Objets d’art français de la Collection Calouste Gulbenkian, Lisbonne, 1969, s.p., n.º 5.

Verlet 1990

Pierre Verlet, Le mobilier royal français du XVIIIe siècle. IV – Meubles de la Couronne conservés en Europe et aux États-unis. Paris: Picard, 1990, p. 75-76. 

Goffen 1995

Rona Goffen (ed.), Museums Discovered. The Calouste Gulbenkian Museum. Fort Lauderdale, Florida: Woodbine Books, 1995, p. 86-87.

Castellucio 1996

Stéphane Castellucio, Le Château de Marly sous le règne de Louis XVI. Paris: Réunion des musées nationaux, 1996, pp. 36-37.

Lisboa 1999

A Arte do Retrato. Quotidiano e Circunstância, catálogo de exposição. Lisboa: Museu Calouste Gulbenkian, 1999, pp. 142-143, n.º 51.

Coutinho 1999

Maria Isabel Pereira Coutinho, Mobiliário Francês do Século XVIII. Lisboa: Museu Calouste Gulbenkian, 1999, pp. 215-220, n.º 22.

Versalhes 2000

Chefs-d’oeuvre du musée Gulbenkian de Lisbonne. Meubles et objets royaux du XVIIIe siècle français, catálogo de exposição. Versalhes: Châteaux de Versailles et Trianon), 2000, pp. 64-69, n.º 18.

Versailles 2000

Chefs-d’oeuvre du musée Gulbenkian de Lisbonne. Meubles et objets royaux du XVIIIe siècle français, catálogo de exposição, (Château de Versailles), Paris, Réunion des musées nationaux / Lisbonne, Fundação Calouste Gulbenkian (eds.), 2000, p. 64-69, n.º 18, ils.

Lisboa 2001

Museu Calouste Gulbenkian. Lisboa: Museu Calouste Gulbenkian, 2001, pp. 138-139, cat. 115.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.