• França, c. 1899-1901
  • Ouro, opala e esmalte 
  • Inv. 1151

Placa de gargantilha «Águias entre pinheiros»

René Lalique

Uma vez mais, o artista escolheu temas da natureza, do reino animal e vegetal, para a composição desta placa de gargantilha onde o elemento mais espetacular contudo reside na enorme opala cabochon de formato quadrangular, ao centro da joia.

Executada em ouro vazado e cinzelado, esmaltado uma vez mais em tons de verde, uma das cores favoritas do artista, de modo a figurar um emaranhado de troncos de pinheiros com as agulhas em ouro esmaltado a verde e as pinhas em ouro cinzelado, esta placa retangular como que esconde as figuras terríveis de duas águias afrontadas, de bicos encurvados, esmaltados a azul-escuro, o que lhes confere um caráter misterioso e ao mesmo tempo sinistro, como é próprio das aves de rapina. Estas aves, associáveis à escuridão da noite, são também da preferência do artista que as utiliza como modelo nos mais variados suportes.

A rematar lateralmente a placa encaixes em ouro que se destinavam a suportar as fieiras de pérolas que poderiam completar a peça. Notável é, uma vez mais, o cuidado do artista no acabamento dado ao reverso da peça onde se vê os elementos vegetalistas cuidadosamente executados em ouro vazado e cinzelado de recorte perfeito.

Adquirida por Calouste Gulbenkian a René Lalique, julho de 1901.

A. 5,3 cm; L. 10,6 cm 

Barten 1977

Sigrid Barten, René Lalique. Schmuck und Objets d’art, 1890-1910. Munique: Prestel-Verlag, 1977, pp. 230-231, n.º 282.

Ferreira 1997

Maria Teresa Gomes Ferreira, Lalique. Jóias. Lisboa: Museu Calouste Gulbenkian, 1997, pp. 126-127, cat. 18.

Nova Iorque 1999

Katharine Baetjer e James David Draper (eds.), «Only the Best». Masterpieces of the Calouste Gulbenkian Museum, Lisbon, catálogo de exposição. Nova Iorque: The Metropolitan Museum of Art, 1999, pp. 154-155, cat. 75.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.