• França, c. 1899-1900
  • Chifre e ouro esmaltado 
  • Inv. 1192

Pente «Paisagem»

René Lalique

Uma paisagem com arvoredo à beira dum lago, em vidro esmaltado e ouro, decora o coroamento deste pente de nove dentes, executado em chifre. Esta peça única é bem representativa da revolução trazida pelo artista ao conceber joias utilizando materiais menos nobres como o chifre, o vidro e o esmalte. A natureza, sempre presente na obra de Lalique, surge aqui uma vez mais magnificamente representada por uma paisagem de belo arvoredo junto a um lago à luz do crepúsculo. 

Homem ligado à natureza desde a mais tenra idade, habituado a observar minuciosamente o mundo que o rodeia, Lalique foi também grande apreciador da literatura sua contemporânea. Por outro lado, o seu gosto pela fotografia muito contribuiu também para a realização de joias com paisagens onde é bem evidente a relação entre o artista fotógrafo e a obra do joalheiro.

Lalique foi igualmente um grande desenhador executando ele próprio os desenhos para as suas joias. O que realizou para este pente pertence igualmente à Coleção Gulbenkian.

Adquirida por Calouste Gulbenkian a René Lalique, 1903.

A. 13 cm; L. 10 cm 

Barten 1977

Sigrid Barten, René Lalique. Schmuck und Objets d’art, 1890-1910. Munique: Prestel-Verlag, 1977, p. 190, n.º 85.

Becker 1985

Vivienne Becker, Art Nouveau Jewellery. London: Thames & Hudson, 1985, est. 65.

Ferreira 1997

Maria Teresa Gomes Ferreira, Lalique. Jóias. Lisboa: Museu Calouste Gulbenkian, 1997, p. 188-189, n.º 46.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.