• Paris, século XIV
  • Marfim 
  • Inv. 125
  • Escultura

Díptico com cenas da Paixão de Cristo

Este díptico em relevo, destinado à devoção privada, é um dos muitos produzidos nas oficinas de Paris, a partir do século XIV, fruto da colaboração do escultor com o pintor e o ourives.

Conservando ainda restos da policromia original, os diversos registos são separados entre si por molduras ornamentadas com rosetas. Neste exemplar são representadas cenas da Paixão de Cristo, iniciando-se as representações, no registo inferior esquerdo, com as cenas da Flagelação e de Cristo a caminho do Calvário. A narração prossegue, no registo superior esquerdo, com a cena da Crucifixão e continua, no registo superior direito, com a Descida da Cruz. Por fim, no registo inferior direito, a Deposição no Túmulo.

Os dípticos e os trípticos em marfim serviam à Igreja como meio de evangelização, numa época em que o livro e a leitura eram privilégio de uma minoria. Com efeito, para além de facilmente transportáveis, estes relevos continham um extraordinário valor pedagógico revelado através de uma linguagem pictórica onde as cenas do Antigo e Novo Testamentos eram contadas e facilmente memorizadas.

Proveniência

Coleção Cottereau; Coleção Martin Le Roy. Adquirida por Calouste Gulbenkian na venda da Galerie Georges Petit, por intermédio de M. Owen, em 27 de fevereiro de 1918.

A. 19,5 cm; L. 23 cm 
Goffen 1995

Rona Goffen (ed.) – Museums discovered: The Calouste Gulbenkian Museum, Fort Lauderdale, Florida, 1995, p. 40-41, il.

Atualização em 05 Julho 2018