• Paris, 1886-1888
  • Mármore
  • Inv. 265

Busto de Victor Hugo

Auguste Rodin

Desde muito novo Rodin lia avidamente a obra de Victor Hugo (autor de Notre Dame de Paris e de Os Miseráveis), mas só em 1883 lhe foi apresentado, tendo então obtido autorização para lhe modelar um busto. A história da execução deste busto está largamente documentada, tornando possível avaliar as dificuldades que se apresentaram a Rodin durante a tarefa a que se propôs: as sessões de pose não poderiam ultrapassar a meia hora e Rodin trabalhava na varanda enquanto Hugo se encontrava no salão, o que o obrigava a correr de um lado para o outro, para fixar no barro a recordação do que acabava de ver. Felizmente Rodin tinha aprendido a desenhar de memória na Petite École, tendo para isso recorrido ao desenho. Enquanto modelava o busto, ia fazendo esboços do seu modelo e assim conseguia captar a imagem e reproduzi-la o mais fielmente possível.

Adquirido por Calouste Gulbenkian em janeiro de 1919, o Busto de Victor Hugo do Museu Calouste Gulbenkian é uma réplica em mármore do busto original, executado por Rodin em 1883. Esta versão apresenta a cabeça assente numa base, constituída por um bloco em bruto, de lados ligeiramente inclinados. O busto original foi fundido em bronze, seis meses antes da morte de Victor Hugo e exposto no Salon de 1884. Aceite por uns, aclamado entusiasticamente por outros, conta-se que desagradou aos familiares do escritor, embora tenha sido apreciado pela maioria dos seus amigos, tornando-se uma das obras mais populares de Rodin, como o atestam as muitas réplicas em bronze, gesso e mármore.

Coleção James Horsfall. Adquirida por Calouste Gulbenkian a James Horsfal, janeiro de 1919.

A. 58 cm; L. 36 cm; Prof. 28 cm

Bartlett 1889

T.H. Bartlett, «Auguste Rodin, Sculptor. Série de dez entrevistas com Rodin», American Architect and Building News, vol. XXV, n.º 682-703, 19 de Janeiro a 15 de junho de 1889.

Dujardin-Beaumetz 1913

François Dujardin-Beaumetz, Entretiens avec Rodin. Paris: Paul Dupont, 1913.

Frisch e Shipley 1939

Victor Frisch e Joseph T. Shipley, Auguste Rodin, a Biography. Nova Iorque: Stokes, 1939.

Rodin e Gsell 1951

L’Art. Entretiens réunis par Paul Gsell (1911). Paris: Grasset, 1951.

Jianou e Goldscheider 1967

Lonel Jianou e Cécile Goldscheider, Rodin. Paris: Arted, 1967, p. 96.

Tancock 1976

J. L. Tancock, The Sculpture of Auguste Rodin. Filadélfia: Philadelphia Museum of Art, 1976.

De Caso e Sanders 1977

Jacques De Caso e Patricia Sanders, Rodin’s Sculpture. A Critical Study of the Spreckels Collection. São Francisco: The Fine Arts Museum of San Francisco, 1977, pp. 269-278.

Paris, 1986

Catalogue Sommaire Illustré des Sculptures. Paris: Musée d’Orsay, 1986.

Ambrosini e Facos 1987

Lynne Ambrosini e Michelle Facos, Rodin. The Cantor Gift to the Brooklyn Museum, catálogo da exposição. Nova Iorque: Brooklyn Museum, 1987.

Barbier 1987

Nicole Barbier, Marbres de Rodin. Collection du Musée. Paris: Musée Rodin, 1987, pp. 68-69, n.º 25.

Copenhaga 1988

Anne Birgitte Fonsmark, Rodin. La Collection du Brasseur Carl Jacobsen à la Glyptothèque - et œuvres apparentées, catálogo da exposição. Copenhaga: Ny Carlsberg Glyptotek, 1988, pp. 93-95, n.º 12.

Figueiredo 1992

Maria Rosa Figueiredo, A Escultura Francesa. Catálogo de Escultura Europeia, vol. I. Lisboa: Museu Calouste Gulbenkian, 1992, pp. 236-243.

Atualização em 09 junho 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.