PODCAST

Only the best

O célebre lema de Calouste Sarkis Gulbenkian “only the best” (apenas o melhor) reflete a forma criteriosa como colecionava, e demonstra a relação apaixonada que desenvolveu com as suas peças.

Neste podcast, ao longo de 12 episódios, o historiador Rui Ramos e o diretor adjunto do Museu João Carvalho Dias viajam pela vida e pela coleção desta figura incontornável, revelando as histórias por trás das suas mais importantes aquisições, sempre a par dos acontecimentos que marcaram o séc. XX.

Uma parceria do Museu Gulbenkian com o Observador.

SPOTIFY Apple

 

Episódio 3: Gulbenkian chegou primeiro

Episódio 3: Gulbenkian chegou primeiro

No rescaldo da revolução bolchevique, os grandes colecionadores e museus europeus e americanos fizeram chegar a São Petersburgo as listas das obras de arte da coleção do Museu Hermitage que pretendiam comprar ao governo soviético.

No entanto, a maior parte das obras desejadas já estavam nas mãos de um colecionador, que, discretamente, negociara as suas compras – Calouste Sarkis Gulbenkian.

Neste terceiro episódio do podcast dedicado à coleção Gulbenkian, João Carvalho Dias, diretor-adjunto do Museu Calouste Gulbenkian, e Rui Ramos, historiador, conversam sobre o extraordinário episódio das compras ao Hermitage e sobre as negociações secretas que enriqueceram a coleção Gulbenkian com obras-primas como o retrato de Helena Fourment por Peter Paul Rubens.

 

Episódio 2: O Fascínio pelo Egito

Episódio 2: O Fascínio pelo Egito

Em 1934, quando visita o Egito, Calouste Gulbenkian tinha formado a sua coleção de antiguidades egípcias quase na totalidade.

Com efeito, Gulbenkian fizera as suas grandes aquisições nesta área doze anos antes, por ocasião do leilão da coleção MacGregor. Nesta compra, ocorrida em 1922, um dos seus intermediários fora Howard Carter, o mesmo que, nesse ano, seria o rosto de uma das mais bombásticas descobertas relacionadas com o Egito antigo – a do túmulo de Tutankhamon.

Neste segundo episódio do podcast dedicado à coleção Gulbenkian, João Carvalho Dias, diretor-adjunto do Museu Calouste Gulbenkian, e Rui Ramos, historiador, conversam sobre Gulbenkian, Carter, a Egiptomania e as antiguidades que hoje se encontram na galeria de arte egípcia do Museu.

 

Episódio 1: Assim começa uma coleção

Episódio 1: Assim começa uma coleção

Numa coleção de grandes obras de arte, porque começamos este podcast a falar das moedas e medalhões adquiridos por Calouste Sarkis Gulbenkian? Sabemos que, ainda jovem, comprou um conjunto de moedas antigas no bazar de Istambul. Mas a ideia que se manteve durante muito tempo, de que esta compra marcou o início da sua coleção, merece mais atenção… afinal, como começou a coleção Gulbenkian?

O conservador João Carvalho Dias e o historiador Rui Ramos falam-nos desta e doutras histórias acerca das obras que pode encontrar na galeria de arte greco-romana do Museu Calouste Gulbenkian.

Utilização de Cookies

Definições de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.
Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Definições de cookies" abaixo.