6 Março 2020

Mary Cassatt

Uma coleção com histórias: partilhamos semanalmente uma história sobre a Coleção do Fundador. O mês de fevereiro é dedicado às histórias de mulheres.

Mary Cassatt, «Cuidados Maternais» (pormenor), França, c. 1891. Pastel. Coleção do Fundador

Uma mulher num mundo de homens, Mary Stevenson Cassatt foi a mais conhecida representante feminina do movimento impressionista e é a única pintora presente na Coleção do Fundador.

Mary nasceu em 1844 na Pensilvânia (EUA), onde estudou na Pennsylvania Academy of Fine Arts. Contudo, foi na Europa – sobretudo em França, para onde se mudou na casa dos vinte – que passou a maior parte da sua vida. Aprendeu pintura com Jean-Léon Gérôme, copiando obras de grandes artistas e desenhando regularmente.

Em 1868 expôs a sua primeira obra no Salon de Paris. Passou por Itália, Espanha, Holanda e Bélgica, onde estudou as pinturas dos velhos mestres. No final da década de 1870, foi convidada por Edgar Degas a integrar um grupo de artistas independentes, mais tarde conhecidos como Impressionistas, participando em quatro das oito exposições por eles organizadas.

Influenciada pelos colegas, sobretudo por Manet e Degas, que se tornou seu amigo e mentor, fortaleceu a sua técnica e desenvolveu experiências na área da gravura. Entre os seus temas de eleição destacam-se a família e a maternidade, aos quais dedicou inúmeras obras. A tela Cuidados Maternais foi adquirida por Calouste Gulbenkian em 1919, ainda antes da morte da pintora, em 1926.

Mary teve um papel importante na construção de várias coleções públicas e particulares americanas, aconselhando a compra de muitas obras. Foi também uma figura-chave no movimento sufragista, elevando o estatuto feminino no campo das artes e usando a sua influência artística para apoiar a luta das mulheres, que conquistaram o direito ao voto nos Estados Unidos enquanto a artista ainda era viva.


Uma Coleção com Histórias

Partilhamos semanalmente uma história sobre a Coleção do Fundador. O mês de março é dedicado às histórias de mulheres.

Conhecer outras histórias