Do Céu e da Terra

Rituais, cerimónias e costumes religiosos à volta do mundo
Francesco Guardi, «A Festa da Ascensão na Praça de São Marcos», c. 1775. Óleo sobre tela. Museu Calouste Gulbenkian

O que porventura distingue Calouste S. Gulbenkian dos restantes colecionadores da primeira metade do século XX – que adotaram um ecletismo enciclopedista no desejo de abranger todos os tempos e todas as categorias artísticas – é a atenção que dedicou, em paridade com os núcleos de arte europeia, às artes produzidas em contexto islâmico, maioritariamente na Turquia otomana e no Médio Oriente. O visitante, que percorre o Museu que reúne a sua coleção, persente a essência da paridade no protagonismo dado às diferentes culturas e religiões representadas. Foi a partir deste conceito que desenhámos um itinerário, que, a partir de 21 de março, nos conduz através das galerias do Museu Calouste Gulbenkian ao encontro dos objetos que nos falam dos rituais, cerimónias ou costumes religiosos associados a diferentes comunidades de diferentes culturas e geografias, percorrendo uma muito longa linha do tempo, do Egito faraónico à Bretanha de finais do século XIX.

 

Programação complementar

 

Mesa-redonda

O céu e o véu. Conversa sobre espiritualidade e ocultação
Quinta, 14 março, 17:00
Com Fabrizio Boscaglia, Paulo Borges
Saber mais

 

Visitas para grupos mediante marcação prévia
Marcações para visitas guiadas:
217 823 800
[email protected]

Mais informações:
[email protected]

 

Atualização em 02 maio 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.