• 1915
  • Cartão
  • Aguarela
  • Inv. 92DP1540

Amadeo de Souza-Cardoso

sem título

Ao relance, parece a plumagem de um animal exótico, como nas aves e nos cavalos multicolores que Amadeo desenhou alguns anos antes a partir de gravuras japonesas. Corresponde, no entanto, a uma fase na sua produção, entre 1915 e 1916, em que procurava recriar com a pintura alguns motivos das casas populares que ia observando nas vilas transmontanas, criando uma gramática original de formas geométricas simples e planas que nunca abdicam dos referentes, ao contrário do suprematismo de Malevich. Os círculos e os rectângulos formam assim inúmeras áreas de cor uniforme e muito viva, apesar da sua paleta ser pouco diversificada – nas cartas que então escrevia aos amigos, Amadeo queixava-se aliás frequentemente da falta de tintas para pintar: “Je travaille furieusement. Il me manque beaucoup de matériaux, mais tant pis.”*. Nada exprime melhor a sua energia criativa do que este ritmo musical das cores em movimento, tecendo uma malha pictórica de tons muito demarcados que criam entre si um contraste forte, essa tal “poesia das côres” que Almada Negreiros tanto glorificava.

 

* “Trabalho furiosamente. Faltam-me muitos materiais, mas azar.” Cf. Carta de Amadeo a Robert Delaunay, 13 de Maio de 1916.

 

AR

 

Março 2011

 

 

TipoValorUnidadesParte
Altura15cm
Largura23,7cm
TipoDoação
DataJulho de 1992
Exposição de Pintura (Abstracionismo): amadeo de souza- cardoso
Porto, [s.n.], 1916
Catálogo
Exposição de Pintura: amadeo souza-cardoso
Lisboa, [s.n.], 1916
Catálogo
Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918): Ein pionier aus Portugal
Hamburg, Ernst Barlach Haus, 2007
Catálogo
Exposição de Pintura: amadeo de souza-cardoso
4 de Dezembro a 12 de Dezembro de 1916
Liga Naval de Lisboa, Palácio do Calhariz
Exposição de Pintura (Abstracionismo): amadeo de souza- cardoso
1 de Novembro a 12 de Novembro de 1916
Salão de Festas do Jardim de Passos Manoel

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.