• 1931
  • Tela
  • Óleo
  • Inv. 84P80

Mário Eloy

Nu

TipoValorUnidadesParte
Altura68,5cm
Largura47,5cm
Tipo assinatura
TextoMario Eloy
Posiçãoc.s.e.
TipoAquisição
DataJulho de 1984
Arte Portuguesa 1992
Colónia, Alemanhã, Vista Point Verlag, 1992
ISBN:3 88973 602 5
Catálogo de exposição
Arte Contemporáneo Portugués
Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Centro de Arte Moderna, 1987
Catálogo de exposição
Exposição Retrospectiva da obra do pintor Mário Eloy 1900-1951
Março a Maio de 1958
Porto, Escola Superior de Belas-Artes
1 de Março de 1958
Lisboa, S.N.I.
Lisboa /Porto, 1958
Arte Contemporáneo Portugués
Fundação Calouste Gulbenkian
Curadoria: CAM/FCG
Fevereiro de 1987 a Março de 1987
Madrid, Museo Espanõl de Arte Contemporáneo
Exposição organizada pelo CAM e pelos ministérios dos "Asuntos Exteriores" e da Cultura de Espanha. A exposição apresentou obras da Colecção do Centro de Arte Moderna e de colecções particulares.
1º Salão de Inverno 1932 - 1933
20 de Dezembro 1932 - 1933
Lisboa, SNBA
Organizado
Exposição Mario Eloy
28 de Fevereiro de 1934 a 7 de Março de 1934
Lisboa, Galeria UP
Exposição individual de Mario Eloy, 1934, Galeria UP
Exposição de pintura moderna portuguesa
20 de Março de 1955 a 2 de Abril de 1955
Lisboa, Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências de Lisboa,
(Exibiu uma obra de Amadeo).
Exposições de Arte Portuguesa dos Séculos XIX e XX em Colecções Particulares. II
Maio 1972
Lisboa, SNBA
II Artistas figurativos, Pintura e Desenho em 5 Colecções. Oorganização Companhia Portuguesa de Petróleos BP.
Mario Eloy. Exposição retrospectiva
12 de Julho a 29 de Setembro de 1996
Lisboa, Museu do Chiado
Museu do Chiado, 1996
Art Portugais - Peinture et Sculpture du Naturalisme à nos jours.
Fundação Calouste Gulbenkian
Outubro a Novembro de 1967
Palais des Beaux - Arts
Abril a Maio de 1968
Casón del Buen Retiro
30 de Janeiro a 25 de Fevereiro de 1968
Centre Culturel Portugais, Fondation Calouste Gulbenkian
Comissário: Fernando de Azevedo. Bruxelas, Paris, Madrid, Outubro de 1967 a Maio de 1968.
Atualização em 23 janeiro 2015

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.