Escultura em Filme. The Very Impress of the Object

A exposição Escultura em Filme. The Very Impress of the Object explora o fascínio que a escultura clássica tem vindo a exercer sobre alguns artistas contemporâneos. Em torno desta questão, sete artistas internacionais foram convidados a expor as suas obras: Anja Kirschner e David Panos, Fiona Tan, Mark Lewis, Rosa Barba, Lonnie van Brummelen e Siebren de Haan. Através destes filmes e da leitura minuciosa que as suas câmaras fazem de objetos antigos, famosos ou esquecidos, é-nos permitido um novo olhar sobre esculturas do passado.

A publicação que aqui se apresenta é constituída por um texto de Penelope Curtis, curadora da exposição, que nos conduz através das obras que integram a mostra e destas relações entre arte contemporânea, trabalhos em suporte fílmico e escultura clássica. Esta edição é ainda enriquecida por fotografias de dupla página que mostram a forma como as obras se integram no espaço expositivo, captando a relação entre o amplo espaço da galeria, o jardim que a rodeia, o movimento dos filmes e a quietude da escultura clássica que neles se reproduz. No fim da publicação, uma seleção de stills ilustra ainda as cinco obras em exposição.

Ficha técnica

Textos:
Penelope Curtis
Idioma:
Portugues/Inglês
Editado:
2017
Entidade
Museu Calouste Gulbenkian
Dimensões:
330 mm x 240 mm
Capa:
Brochado
Páginas:
72
ISBN:
978-989-8758-38-5

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.