A Idade de Ouro do Mobiliário Francês. Da Oficina ao Palácio

No século XVIII o mobiliário francês atingiu uma qualidade técnica e artística sem precedentes. A conjuntura favorável da época permitiu que tal acontecesse e o mobiliário acompanhou as transformações da sociedade adaptando-se às novas necessidades. Assim, os marceneiros e ebanistas recorreram a algumas inovações técnicas. O móvel passou a ser pensado com uma funcionalidade específica, não esquecendo a sua vertente estética.

Partindo de alguns móveis emblemáticos, pretende-se analisar, de forma não exaustiva, o que está por trás da execução destas peças fantásticas – os artesãos envolvidos, as várias oficinas, os materiais, técnicas, ferramentas, entre outros – elementos indispensáveis para se chegar a este nível de excelência, o chamado Século de Ouro do Mobiliário Francês.

A publicação que acompanha a exposição integra a série Conversas e os textos em versão bilingue (português/inglês) são da autoria da curadora da exposição, Clara Serra, e de Helen Jacobsen.

Clara Serra aborda a génese do mobiliário francês no século XVIII e o contexto social e económico em que é gerada.

Helen Jacobsen evoca a marcenaria em Paris no século XVIII, os seus profissionais e respetivas corporações, assim como os materiais e técnicas a que recorriam marceneiros e ebanistas.

Ficha técnica

Textos:
Clara Serra e Helen Jacobsen
Língua:
Português/Inglês
Coordenação editorial:
Museu Calouste Gulbenkian
Editado:
2020
Capa:
Brochado
Páginas:
40
ISBN:
978-989-8758-74-3
Preço:
10 €