• 1969
  • Madeira e Tela
  • Tinta acrílica e Madeirapintada
  • Inv. 80P413

Helena Almeida

S/Título

Esta obra de Helena Almeida pertence à primeira fase do seu percurso artístico, caracterizado por pinturas tridimensionais. O suporte tradicional da tela é explorado de um modo concreto, físico e arquitectónico.

 

Estamos assim, desde o início, perante um exercício crítico sobre e da pintura, crítico no sentido etimológico que significa crise e crescimento, em que a artista desmonta a estrutura lógica e a percepção da pintura. A concepção renascentista da pintura como janela é aqui levada ao limite, ao transformar a tela numa espécie de janela física, objectual mas completamente disfuncionalizada: desta «janela» não se divisa nenhuma paisagem ou cena, mas somente um plano de cor laranja e a parede concreta onde é pendurada.

 

A relação entre cheio e vazio, entre presença e ausência, opera nestas obras de início de carreira algo que será depois uma constante: a corporalização da pintura.

 

 

IC

Maio de 2010

TipoValorUnidadesParte
Largura106cm
Altura103cm
Tipo assinatura
TextoHelena Almeida
Posiçãofrente, c.i.d.
Tipo data
Texto69
Posiçãofrente, c.i.d.
TipoAquisição
Data2 Setembro 1980
Heimo Zobernig e a Colecção do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian/ Heimo Zobernig and the Collection of the Calouste Gulbenkian Foundation Modern Art Centre; Heimo Zobernig and the Tate Colllection/ Heimo Zobernig e a Colecção da Tate
Lisboa/ St. Ives, 2009
ISBN:978-1-85437-826-2
Catálogo de exposição
Transfert - Obras do CAMJAP em Itinerância/ Itinerant CAMJAP works
Fundação Calouste Gulbenkian
Curadoria: Leonor Nazaré
16 de Junho de 2007 a 8 de Setembro de 2007
Palácio da Galeria/ Museu Municipal de Tavira
Exposição organizada no âmbito do programa O Estado do Mundo.
Heimo Zobernig e a Colecção do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian
CAM/FCG
Curadoria: Jürgen Bock
11 de Fevereiro de 2009 a 31 de Agosto
Centro de Arte Moderna
Exposição realizada em parceria com a Tate St. Ives. Inclui obras da colecção da Tate de St. Ives, do Centro de Arte Moderna e do artista Heimo Zobernig. De 24 de Maio a 31 de Agosto de 2009 estiveram expostas apenas as obras do CAM escolhidas pelo artista.
Exposição Permanente do CAM
CAM/FCG
Curadoria: Jorge Molder
18 de Julho de 2008 a 4 de Janeiro de 2009
Centro de Arte Moderna
Exposição Permanente entre 18 de Julho de 2008 a 4 de Janeiro de 2009.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.