Parque de Santa Gertrudes: Terraplanagens- 1º Empreitada

Até junho de 1962, sob orientação dos arquitetos paisagistas, delimitou-se a área onde as primeiras escavações iriam ocorrer [i]. Em janeiro de 1962, num Relatório dos Serviços de Projetos e Obras, onde se definem as ações que constituíam a primeira empreitada, são consideradas:

– A Reconstrução do Lago;

– A Drenagem superficial do Parque;

– A Drenagem geral primária do Parque.

Nesse mesmo mês António Barreto e Ribeiro Telles assinavam uma requisição para a aquisição de 330 árvores e 100 arbustos: Populus canescens (3m), 30 Populus nigra var. italica (5m), 50 Betula celtiberica (2m), 20 Alnus glutinosa (1,5m), 50 Quercus pyrenaica (1,2m), 50 Quercus suber (1,2m), 50 Quercus faginea (1,2m), 100 Viburnum tinus (arbustos vestidos desde baixo 1,2m) e 30 Salix viminalis.

[i] Vedação e Depósito de Terra Viva – Planta

  • Data de produção: 1962
  • Projetistas (autores principais): FCG - Serviço de Projectos e Obras
  • Fase do projeto: Do projeto de execução à obra (1963-1969)
  • Identificador: PT FCG FCG:SPO-S001-P0001/07/01-FOTO00478
  • Cobertura temporal: 1962
  • Tipo de dados: Imagem
  • Formatos de extensão: 1 fotografia
  • Formato de media: jpg
  • Materiais: terra vegetal, terra
  • Palavras-chave: decapagem, fotografia, terraplenagem

Para consultar a versão original deste documento deverá contactar os Arquivos Gulbenkian através do endereço eletrónico arquivos@gulbenkian.pt e referenciar o identificador