Floreiras

Esta peça técnica integra um conjunto de peças técnicas [i] desenvolvidas pelo Arquiteto Paisagista António Viana Barreto na sequência de ter sido convidado, em maio de 1976, para elaborar o projeto de revitalização ou adaptação de certas áreas do Parque o qual coordenará até dezembro de 1979.

Viana Barreto definiu como principais objectivos a consolidação dos princípios que haviam sido definidos como fundamentais em 1961.

As suas acções incidiram na zona sul do jardim, na substituição da mata de ulmeiros por uma mata de lódãos, localizada a poente, nas floreiras e nos pátios.

[i]  Pátio do Museu – Plano de Plantação

Pátio dos Congressos – Arbustos

Pátio dos Congressos – Revestimento

Planta da Localização das Floreiras 4º e 5º Piso

Parque Calouste Gulbenkian – Ponto de situação sobre o estado de conservação dos pátios do Museu e cobertura junto ao 1º piso da Sede

Fundação Calouste Gulbenkian – Floreiras – Normas para a Replantação e Conservação

Parque Calouste Gulbenkian – Projectos de revisão e reconstrução do pátio dos Congressos e floreiras do último piso

Floreiras das Entradas – Plantação

  • Data de produção: 1976
  • Projetistas (autores principais): BARRETO, António Facco Viana
  • Fase do projeto: As operações de conservação e manutenção (1969-2000)
  • Identificador: PT FCG FCG:SCT-S006/01-DES00011

Para consultar a versão original deste documento deverá contactar os Arquivos Gulbenkian através do endereço eletrónico [email protected] e referenciar o identificador