José Henrique de Azeredo Perdigão

Funcionário n.º 1 da Fundação Calouste Gulbenkian e seu presidente vitalício entre 1955 e 1993, ano em que faleceu com 97 anos.

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa e pós-graduado em Ciências Jurídicas pela Universidade de Coimbra. Foi doutor honoris causa em Direito pelas Universidades de Coimbra, do Porto, Nova de Lisboa, Baía, Rio de Janeiro e São Paulo, em Artes pelo Royal College of Arts de Londres, em Ciências Humanas pela Universidade de Southeastern (EUA), em Humanidades pela Universidade de Sophia (Japão) e em Arquitectura pela Universidade Técnica de Lisboa.

Foi advogado, com numerosa obra publicada, tendo proferindo lições, conferências e palestras sobre assuntos jurídicos e matérias de cultura geral. Possuía a medalha de Primeiro Advogado Honorário da Ordem dos Advogados Portugueses.

Foi administrador do Banco Nacional Ultramarino e de várias outras sociedades e empresas, presidente da Assembleia Geral do Banco de Portugal, do Banco Fonsecas, Santos e Viana e da Sacor.

Foi sócio de mérito da Academia Nacional de Belas-Artes e da Academia Portuguesa de História, entre outras instituições. Foi governador da Fondation Européenne de la Culture.

Chanceler das Ordens de Mérito Civil, foram-lhe atribuídas numerosíssimas condecorações nacionais e estrangeiras, entre elas as grã-cruzes portuguesas da Ordem da Torre e Espada, da Ordem de Cristo, da Ordem do Infante D. Henrique e da Ordem do Mérito. Foi membro do Conselho de Estado.

Atualização em 16 Outubro 2017