Rising Stars

Transmissão em diferido

Slider de Eventos

Enquanto membro da rede ECHO – European Concert Hall Organisation, composta por um conjunto de prestigiadas salas de concertos da Europa, a Fundação Calouste Gulbenkian volta a receber o ciclo Rising Stars. Ao longo de um dia musicalmente intenso, preenchido com transmissões em diferido a partir da Elbphilharmonie de Hamburgo, a atenção foca-se nas estrelas ascendentes da interpretação e da criação musical contemporâneas. Como habitual, o programa privilegia a diversidade de propostas e as atuações de músicos de excecional talento.


Programa

Com uma grande variedade de meios instrumentais diferentes, incluindo a percussão corporal, os sinos e o vibrafone, entre outros, a percussionista Vanessa Porter cria hipnóticos ambientes sonoros que se estendem desde a beleza delicada às erupções sonoras violentas. Na sua performance integra também os sons eletrónicos – e uma nova obra encomendada ao importante compositor Georges Aperghis.

Vanessa Porter Percussão

FOLIES À DEUX

Salvatore Sciarrino
Appendice alla perfezione, para 14 sinos

Vinko Globokar
?Corporel, para percussão corporal

David Lang
The Anvil Chorus

Georges Aperghis
The Messenger *

Emil Kuyumcuyan
Shapes, para vibrafone

Georges Aperghis
Le corps à corps, para zarb e voz

Alexander Sandi Kuhn
À Deux, para vibrafone

As sonoridades entre cada peça são compostas por Vanessa Porter e produzidas por Daniel Mudrack. As sonoridades foram gravadas maioritariamente com instrumentos de percussão tocados por Vanessa Porter.

* Encomenda Kölner Philharmonie (KölnMusik) e Festspielhaus Baden-Baden, com o apoio ECHO.

Vanessa Porter é apresentada por Kölner Philharmonie (KölnMusik) e Festspielhaus Baden-Baden.

Que grande entrada no mundo da música clássica! Em 2012 Daniel Barenboim ofereceu a Cristina Gómez Godoy, então com 21 anos, um lugar na sua Staatskapelle Berlin, onde é atualmente oboé solista. Desde então, a jovem virtuosa, que nasceu na cidade espanhola de Linares, aproveita os seus dias livres para colaborar com outras orquestras de classe mundial como a Filarmónica de Berlim, ou para tocar num ambiente mais íntimo de música de câmara, com Daniel Barenboim, Guy Braunstein e Claire Huangci.

Cristina Gómez Godoy Oboé
Sara Ferrández Viola
Mario Häring Piano

Camille Saint-Saëns
Sonata para Oboé e Piano, em Ré maior, op. 166

Wolfgang Amadeus Mozart
Trio em Mi bemol maior, K. 498, Kegelstatt

Claude Debussy
Prelúdios do 1.º Caderno (seleção)

Robert Kahn
Serenade em Fá menor, op. 73

Charlotte Bray
This other Eden *

* Encomenda L’Auditori Barcelona e Palau de la Música Catalana, com o apoio ECHO.

Cristina Gómez Godoy é apresentada por L’Auditori Barcelona e Palau de la Música Catalana.

Nascida na Crimeia em 1990, Diana Tishchenko destacou-se, desde cedo, entre muitos violinistas jovens e talentosos. Sobre Tishchenko referiu a revista The Strad: ela tem “a capacidade de cativar o público com a sua forte personalidade e os seus impressionantes gestos”. Os membros da orquestra internacional Gustav Mahler Youth Orchestra concordaram: escolheram-na como a mais jovem concertino de sempre.

Diana Tishchenko Violino
José Gallardo Piano

Claude Debussy
Sonata para Violino e Piano em Sol menor

Vasco Mendonça
A Box of Darkness with a Bird in its Heart, para violino solo *

César Franck
Sonata para Violino e Piano em Lá maior

* Encomenda Casa da Música e Cité de la Musique - Philharmonie de Paris, com o apoio ECHO.

Diana Tishchenko é apresentada por Casa da Música e Cité de la Musique - Philharmonie de Paris.

Tudo começou com uma experiência na Universidade de Música e Artes Performativas de Frankfurt, onde quarto jovens talentos musicais se encontraram. A maturação que juntos alcançaram nos dez anos seguintes permitiua sua afirmação como grande promessa entre a mais jovem geração de quartetos de cordas. O Aris Quartett reuniu já uma importante galeria de grandes prémios, incluindo cinco prémios no concurso ARD Music Competition.

Aris Quartett
Anna Katharina Wildermuth
Violino
Noémi Zipperling Violino
Caspar Vinzens Viola
Lukas Sieber Violoncelo

György Kurtág
Officium breve in memoriam Andreae Szervánszky, op. 28

Dmitri Chostakovitch
Quarteto para Cordas n.º 8, em Dó menor, op. 110

Misato Mochizuki
in-side *

Felix Mendelssohn-Bartholdy
Quarteto para Cordas n.º 3, em Ré maior, op. 44 n.º 1

* Encomenda Elbphilharmonie Hamburg e Konzerthaus Dortmund, com o apoio ECHO.

Aris Quartett é apresentado por Elbphilharmonie Hamburg e Konzerthaus Dortmund.

James Newby entrou de rompante no mundo do canto clássico. Seja no domínio íntimo da canção de câmara ou nos grandes palcos de ópera – como o divertido Papageno, o demoníaco Erlkönig ou o desesperado Wanderer – este cantor britânico de 26 anos acumulou prémios e distinções, movendo-se com grande facilidade e ecletismo entre personagens e géneros. É membro da companhia da Ópera Estatal de Hanôver desde 2019 e na temporada passada foi “New Generation Artist” da BBC.

James Newby Barítono
Marcelo Amaral Piano

LOVE’S POETRY

Clara Schumann
6 Lieder, op. 13

Robert Schumann
Kerner-Lieder, op. 35

James Newby é apresentado por The Barbican Centre.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.