10 Amad(e)ores. Desafio de Amadeo aos Artistas Contemporâneos

Centenário do Nascimento de Amadeo de Souza-Cardoso

Exposição integrada no evento cultural dedicado às comemorações do centenário do nascimento de Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918) e que partiu de uma proposta de Sílvia Chicó, no sentido de reunir a obra de dez artistas contemporâneos, influenciados pelo artista homenageado. Este evento integrou um espetáculo com poesia, prosa e teatro, e um concerto.
Exhibition forming part of a cultural event in commemoration of the centenary of the birth of artist Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918) stemming from a proposal by Sílvia Chicó to display the work of ten contemporary artists whose work had been influenced by the artist. The event comprised a show with poetry, prose and theatre, as well as a concert.

Exposição integrada nas comemorações do centenário do nascimento de Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918). O tema desenvolvido na exposição partiu da proposta de Sílvia Chicó, convidada pelo ACARTE para comissariar a exposição e coordenar o colóquio que decorreu entre 22 e 24 de julho de 1987.

A proposta de Sílvia Chicó consistiu em selecionar trabalhos de dez artistas contemporâneos cuja obra refletisse a influência da obra de Amadeo de Souza-Cardoso. Um dos artistas escolhidos foi Jorge Martins (1940), cujo quadro pintado em homenagem a Amadeo serviu de ponto de partida para o tema da exposição.

Citando José Sommer Ribeiro na introdução o catálogo, a proposta de Sílvia Chicó foi «aceite com o maior entusiasmo pela Diretora do ACARTE, como pela Direcção do Centro [de Arte Moderna], tendo sido decidido, para que o desafio fosse mais completo, apresentar essa exposição na Sala do Museu onde habitualmente se encontram as obras de Amadeo de Souza-Cardoso» (10 Amad(e)ores. Desafio de Amadeo aos Artistas Contemporâneos, 1987).

O catálogo da exposição contém uma pequena nota introdutória da autoria de José Sommer Ribeiro, diretor do Centro de Arte Moderna; um texto de Sílvia Chicó, no qual a comissária dedica um parágrafo a cada um dos artistas representados na mostra, traçando pontes entre o seu trabalho e a obra de Amadeo; e a reprodução das obras expostas.

A única obra que viria a integrar a coleção do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian foi a obra intitulada no catálogo da exposição como Campéstico, citação de Amadeo numa situação de emergência, de Álvaro Lapa (Inv. 17DP4353), adquirida em outubro de 2017.

A programação paralela incluiu, além do colóquio dedicado ao Centenário do Nascimento de Amadeo de Souza-Cardoso, uma performance – que integrou um recital de poesia e uma peça de teatro – e um concerto interpretado pelo agrupamento Opus Ensemble.

Esta exposição foi largamente divulgada nos media nacionais, maioritariamente em notícias que agrupavam o conjunto dos eventos associados à celebração do centenário do artista. Num artigo publicado no semanário Expresso, a iniciativa de juntar trabalhos de artistas contemporâneos à obra de Amadeo é vista como «louvável», não obstante, na opinião do redator, «alguns trabalhos concebam essa articulação de modo ilustrativo e falt[e]m alguns nomes que mais a poderiam enriquecer» («Actualidade de Amadeo», Expresso, 1 ago. 1987). O autor considera ainda que os trabalhos mais interessantes são aqueles que estabelecem uma ligação mais subtil com a obra de Amadeo e aponta como exemplares as pinturas de Pedro Calapez, Álvaro Lapa e Eduardo Batarda.

Carolina Gouveia Matias, 2017

Exhibition included in the commemorations of a hundred years since Amadeo de Souza-Cardoso’s birth. The proposal for the theme of the exhibition came from Sílvia Chicó, invited by ACARTE to coordinate the conference and curate the exhibition.

These commemorations included: the exhibition Amadeo de Souza-Cardoso, in the FCG Main Building’s Temporary Exhibitions Gallery (Lower Ground Floor); a performance with poetry, prose and theatre; and a concert.

Sílvia Chicó’s proposal involved exhibiting works by ten contemporary artists selected by her, as José Sommer Ribeiro mentions in a piece for the catalogue, was “accepted with great enthusiasm by the ACARTE director and by the [Modern Art] Centre’s management, and it was decided that for it to be even more complete, the exhibition should be shown in the museum room where Amadeo de Souza-Cardoso’s works could normally be found” (10 Amad(e)ores/Desafio de Amadeo aos Artistas Contemporâneos, 1987).

The works exhibited reflected the significant influence of Amadeo de Souza-Cardoso’s (Amarante, Portugal, 1887 - Espinho, Portugal, 1918) work on Portuguese artists. One such artist was Jorge Martins (Lisbon, Portugal, 1940), whose painting in homage to Amadeo was the starting point for the exhibition.

The exhibition catalogue contains a short introduction by José Sommer Ribeiro, Modern Art Centre director, and a text with the same name as the exhibition written by Sílvia Chicó, in which each paragraph is dedicated to one of the artists represented in the exhibition, finding bridges between their work and Amadeo’s, along with a set of reproductions of the works exhibited.

The only piece that eventually belonged to the Calouste Gulbenkian Foundation’s Modern Collection was the painting Campéstico, citação de Amadeo numa situação de emergência by Álvaro Lapa, acquired in October 2017.

The exhibition was widely publicised in the Portuguese media, almost always together with the other events connected to the celebrations for the artist’s centenary. In one of the articles analysed, the initiative to bring together Amadeo and contemporary artists is considered “praiseworthy (...) although some pieces conceive of that connection in an illustrative way and some names that could enrich it are missing”. The author believed that the most interesting works are those that make a more subtle connection, such as paintings by Pedro Calapez, Álvaro Lapa and Eduardo Batarda (“Actualidade de Amadeo”, Expresso, 1 Aug. 1987).


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Coleção Gulbenkian

S/Título

Álvaro Lapa (1939-2006)

S/Título, Inv. 17DP4353


Eventos Paralelos

Concerto

Opus Ensemble

26 jul 1987
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna – Sala Polivalente
Lisboa, Portugal
Performance

Modernismo Português

20 jul 1987
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna – Sala Polivalente
Lisboa, Portugal
Colóquio

Centenário do Nascimento de Amadeo de Souza-Cardoso

22 jul 1987 – 24 jul 1987
Fundação Calouste Gulbenkian / Centro de Arte Moderna – Sala Polivalente
Lisboa, Portugal

Publicações


Imprensa


Fontes Arquivísticas

Arquivos Gulbenkian (Centro de Arte Moderna), Lisboa / CAM 00039

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém orçamentos, correspondência interna e externa, material para o catálogo e um recorte de imprensa. 1987 – 1988


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.