Joshua Benoliel. À Lisbonne, 1906 – 1918

Exposição itinerante de Joshua Benoliel (1873-1932), organizada pelo Centre Culturel Calouste Gulbenkian e pelo Instituto Camões – Centro Cultural Português em Paris. As 59 fotografias expostas foram cedidas pelo Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa e constituem um testemunho da transição em Portugal da Monarquia para a República.
Travelling exhibition of photographs by Joshua Benoliel (1873-1932) organised by the Centre Culturel Calouste Gulbenkian and the Camões Institute – Portuguese Cultural Centre. Benoliel’s work was presented in 59 photographs, on loan from the Photographic Archive of Lisbon City Council, which bore witness to Portugal’s transition from a monarchy to a republic.

Exposição do fotógrafo português Joshua Benoliel (1873-1932), intitulada «À Lisbonne, 1906-1918», organizada pelo Centre Culturel Calouste Gulbenkian, em parceria com o Instituto Camões – Centro Cultural Português em Paris. Esta foi a primeira vez que a obra de Joshua Benoliel foi exposta em Paris, circunstância que ficou a dever-se à cedência de obras pelo Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Lisboa.

Produzidas entre 1906 e 1918, as 59 fotografias a preto-e-branco fazem parte da extensa obra de Joshua Benoliel, pioneiro da reportagem fotográfica em Portugal. Joshua Benoliel iniciou a sua carreira de repórter fotográfico em 1899, com a reportagem intitulada «Regatas do Centenário», publicada na revista Tiro Civil. Viria a colaborar ao longo da sua vida com diversos jornais e revistas, como O Século, Illustração Portugueza, Tiro e Sport, O Occidente ou Mala da Europa, cobrindo os grandes acontecimentos do seu tempo, nomeadamente a visita a Portugal do rei Afonso XIII de Espanha, em 1903. O seu trabalho constitui um importante testemunho da transição da Monarquia para a República, retratando tanto personagens de um regime como de outro, sem nunca deixar de captar os momentos do quotidiano do povo português.

Quando começou a trabalhar regularmente para o jornal O Século e para a revista Illustração Portugueza, em 1906, Benoliel passaria a cobrir as visitas de Estado. O seu trabalho, no entanto, não foi limitado pelas fronteiras portuguesas, uma vez que colaborou com publicações como a ABC, de Madrid, a Illustration, de França, bem como com publicações inglesas, alemãs e brasileiras.

Acresce que a sua lente não esteve apenas ao serviço da imprensa periódica. Benoliel produziria igualmente trabalho fotográfico para os setores do comércio, da alimentação, da hotelaria e das relações públicas. Um dos seus conjuntos fotográficos mais conhecidos é dedicado ao registo da participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial.

A guarda da sua obra foi partilhada, essencialmente, por duas entidades: a extinta Direcção-Geral da Comunicação Social, sediada no Palácio Foz, e o Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa. Algumas das suas obras podem também ser encontradas nos arquivos da Assembleia da República, da Guarda Republicana e do Automóvel Clube de Portugal.

Luísa Costa Dias, diretora do Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa, e o fotógrafo Luís Pavão deram uma conferência, a 17 de março de 1998, no Instituto Camões – Centro Cultural Português em Paris, na qual fizeram uma introdução à exposição e ao fundo do Arquivo Fotográfico.

A exposição foi anteriormente apresentada no Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa e no Musée de la Reine Bérengère, em Le Mans (França), de 5 de novembro de 1997 a 25 de janeiro de 1998.

Carolina Gouveia Matias, 2019


Ficha Técnica


Artistas / Participantes


Eventos Paralelos

Conferência / Palestra

[Joshua Benoliel. À Lisbonne, 1906 – 1918]

17 mar 1998
Instituto Camões. Centro Cultural Português de Paris
Paris, França

Material Gráfico


Fotografias

Fotografias em álbum da inauguração da exposição

Documentação


Fontes Arquivísticas

Arquivos Gulbenkian (Centre Culturel Portugais de Paris), Lisboa / PRS 05324

Pasta com documentação referente à produção da exposição. Contém postais, convite, correspondência interna e externa, currículo de Joshua Benoliel e legendas das obras expostas. 1998 – 1998

Arquivos Gulbenkian (Centre Culturel Portugais de Paris), Lisboa / PRS 05608

Pasta com documentação referente à divulgação das exposições organizadas no Centre Culturel Calouste Gulbenkian, entre 1997 e 2002. 1997 – 2002

Arquivos Gulbenkian (Centre Culturel Portugais de Paris), Lisboa / PRS 04911

Álbum com coleção fotográfica, cor: inauguração (CCCG, Paris) 1998


Exposições Relacionadas

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.