Entrega de parte do espólio Viana da Mota ao Museu Nacional da Música

Um acordo de depósito de parte do espólio de Viana da Mota pertencente ao acervo da Biblioteca de Arte no Museu Nacional da Música.
Exemplares da biblioteca pessoal de Viana da Mota Fotografia de Helena Gonçalves e Luís Pavão. 2006

No dia 26 de julho é celebrado, entre a Direção-Geral do Património Cultural e a Fundação Calouste Gulbenkian, um Acordo de depósito de parte do espólio de José Viana da Mota (1868-1948) pertencente ao acervo da Biblioteca de Arte no Museu Nacional da Música.

Adquirido às herdeiras daquele pianista, compositor e maestro português de grande relevo em 1966, aquele espólio era composto por um conjunto de objetos pessoais, por uma coleção de cerca de 1.500 obras musicais, pela biblioteca pessoal e pelo recheio da sua sala de trabalho, que foi de imediato doado ao Conservatório Nacional.

Do conjunto de materiais agora objeto de depósito no Museu Nacional da Música destacam-se alguns objetos pessoais, entre eles a batuta e as medalhas e condecorações com que Viana da Mota foi agraciado ao longo da vida, o busto em bronze encomendado ao artista Teixeira Lopes, a partir de um busto em gesso de Francisco Franco e, ainda, a sua biblioteca pessoal, com exceção das obras especializadas em artes visuais, que se manterão na Biblioteca de Arte.

Com esta entrega de uma importante parte do espólio de Viana da Mota ao Museu Nacional da Música – instituição detentora de uma das mais ricas coleções instrumentais da Europa, além de vários espólios documentais e acervos fonográficos e iconográficos relevantes para a História da Música –, procura-se, acima de tudo, aproximar o acervo de um “ecossistema patrimonial” e de um público especialista mais vocacionados para a valorização e exploração da imensa relevância histórico-documental e artística do legado.

A Biblioteca de Arte continuará a assegurar, através do seu catálogo disponível on-line, o serviço de pesquisa e descoberta, pelo público, do conjunto integral das obras da biblioteca pessoal de Viana da Mota, redirecionando os investigadores para os serviços do Museu Nacional da Música, sempre que for esse o caso.

 

Atualização em 22 julho 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.