Um Requiem Alemão

Coro e Orquestra Gulbenkian / Stanislav Kochanovsky

Slider de Eventos

Tendo cantado o Requiem de Brahms durante a sua juventude, primeiro no Coro Glinka e depois no Coro dos Estudantes do Conservatório de São Petersburgo, Stanislav Kochanovsky percebeu que esta poderia vir a ser uma obra fundamental no seu percurso como maestro. Um Requiem Alemão foi a obra em que Brahms investiu mais tempo durante toda a sua vida de compositor, tendo trabalhado para a terminar após a morte da sua mãe e do seu mentor Robert Schumann, catapultando-o também para uma reputação que antes não alcançara. A grandiosidade do Requiem, segundo a visão pessoal de Kochanovsky, pode resumir-se em três conceitos nucleares – fé, esperança e amor.


Programa

Coro e Orquestra Gulbenkian
Stanislav Kochanovsky Maestro
Sónia Grané Soprano
André Baleiro Barítono

Johannes Brahms
Um Requiem Alemão, op. 45


A Fundação Calouste Gulbenkian reserva-se o direito de recolher e conservar registos de imagens, sons e voz para a difusão e preservação da memória da sua atividade cultural e artística. Caso pretenda obter algum esclarecimento, poderá contactar-nos através de [email protected] .


Mecenas Principal Gulbenkian Música

Mecenas Orquestra Gulbenkian

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.