FCG Secção: Jardim

Percursos no Jardim

Pedimos a Gonçalo Ribeiro Telles que, nos definisse um percurso ou um conjunto de percursos que melhor expressassem os principais princípios que inspiraram a conceção deste espaço.

 

Percursos no Jardim – a partir de: Gulbenkian, Arquitetura e Paisagem

Ribeiro Telles propôs-nos três hipóteses: o percurso da luz e da sombra, o percurso do lago e o percurso da orla. Estas três possibilidades de fruição remetem-nos para os temas primordiais do conceito que os projetistas desenvolveram quando foram convidados a projetar o jardim.

Assim, os percursos propostos por Ribeiro Telles, além de nos oferecerem uma vivência do jardim de hoje, propõem-nos também uma viagem, uma incursão, aos conceitos fundadores deste espaço, à história de todo o processo de construção e à história deste lugar.

Com este roteiro pretendemos dar uma breve ideia das distintas espacialidades que este jardim oferece. Para que essa descoberta e experiência sejam plenas é necessário usar os sentidos. Porque é através deles que interiorizamos e nos apropriamos do mundo vivo, palpitante, pleno de murmúrios, de aromas, de jogos de luz e de sombra que o jardim é.

 

 

 

Outras sugestões de percurso:

 


 Jardim Gulbenkian Percursos