FCG Secção: Jardim

Tantas plantas comestíveis!

No dia 2 de Abril de 2017 celebrámos a chegada da Primavera com um piquenique de plantas no Jardim.
Há um sem-número de plantas comestíveis e nutritivas, tanto nos jardins, como nos campos, que pouca gente conhece, pelo menos enquanto alimento. Para podermos com segurança usufruir destas delícias vegetais é preciso, em primeiro lugar, conhecer bem as plantas e saber bem quais não se comem.

Esta atividade para famílias começou, como não podia deixar de ser, com um passeio pelo Jardim, para se conhecer quais das plantas que aqui existem se podem comer e quais não podem, ao qual se seguiu um delicioso e colorido piquenique cheio de surpresas e revelações, com a seguinte ementa:

  • espetadas de tomate-cereja de várias cores, azeitonas, cogumelos e pepino, com molho;
  • sandes de pão de alfarroba com patê de requeijão com urtigas e muitas flores (capuchinhas, amores-perfeitos, borragem, centaurium, margaridas, germinados de ervilhas, milho-doce e mostarda, alecrim e azedas);
  • sumo de flores de sabugueiro;
  • chá de tília e hortelã;
  • favo de mel de rosmaninho;
  • pólen;
  • rebuçados de mel e eucalipto e rebuçados de mel e tomilho;
  • biscoitos de bolota;
  • bolinhas de tâmara, amêndoa e alfarroba.

Para quem ficou com água na boca, as monitoras Ana Manta e Susana Varatojo partilharam algumas das receitas:

 

Requeijão de urtigas

A urtiga é uma planta com muitos benefícios e propriedades medicinais.

Ingredientes:
1 requeijão de ovelha
2 molhos de urtiga (apanhar com luvas)
azeite qb
1 alho
sal q.b.

Preparação:
Lavar as urtigas com água quente para que as mesmas deixem de picar. De seguida, selecionar apenas as folhas verdes e macias, eliminando folhas secas e rijas, possíveis sementes e caules.

Colocar um fio de azeite e um alho picado num tacho em lume médio-baixo. Quando o alho começar a ficar levemente dourado, adicionar as folhas de urtiga, um pouco de sal e uma chávena de café de água. Colocar a tampa no tacho e deixe cozer em lume brando durante aproximadamente 10 minutos. Desligar o lume, deixar arrefecer e reservar.

Se seguida, colocar o requeijão numa taça e esmaga-lo com um garfo para que fique com uma aparência de pasta para barrar. Misturar as urtigas no requeijão, envolver e está pronto a comer.

 

Refresco de flor de sabugueiro

Desde a antiguidade que a flor de sabugueiro é considerada guardiã da saúde e era usada como medicina (laxante, anti-inflamatória, depurativa e diurética). No meio popular é utilizada de forma terapêutica para infeções e inflamações, constipações, sarampo, rouquidão, má disposição, cólicas, estômago e afeções da garganta. O concentrado desta flor pode ser consumido como refresco no dia-a-dia.

Ingredientes (para fazer o concentrado):
6 cachos de flores de sabugueiro
450gr de açúcar amarelo ou mascavado
1 limão grande ou 2 limas
1 lt de água

Preparação:
Colocar os cachos de flores de sabugueiro num tacho, juntamente com a água e o açúcar. Deixar ferver 2 min. e coar, de preferência com um pano de algodão. O concentrado está pronto para ser conservado. Fica acastanhado e ligeiramente espesso como um xarope. Aguenta mas de uma semana no frigorífico mas pode-se congelar para ir fazendo esta deliciosa bebida ao longo do ano.

Para fazer refresco, juntar num jarro: uma chávena (de café) de concentrado com cerca de 1lt de água. Adicionar limão ou lima cortados às rodelas e umas folhas de hortelã. Servir com cubos de gelo.

 

Bolinhas de alfarroba com sementes de papoila

A alfarroba é um alimento saudável e de elevado valor nutritivo.

Ingredientes:
1 chávena de amêndoas ou avelãs trituradas
1 chávena de tâmaras sem caroço moídas ou de pasta de tâmara
3/4 colheres de sopa de alfarroba
Agave ou outro adoçante natural líquido q.b.
Sementes de papoila
Facultativo e para ficarem mais nutritivas: 1 colher de sopa de sementes de linhaça trituradas e / ou aveia

Preparação:
Misturar todos os ingredientes à mão ou num processador de alimentos até se obter uma pasta uniforme.
Moldar pequenas bolas e enrolar com sementes de papoila (ou coco, sementes de sésamo tostadas, amêndoa ralada, etc…).