FCG Secção: Jardim

Choupo-branco

Populus alba

Da família Salicaceae, é uma árvore de folha caduca, de crescimento rápido, que pode alcançar 25m de altura.

É originária do centro e sul da Europa, oriente asiático e extremo norte de África, tendo sido introduzida em muitas outras regiões do mundo. Em Portugal encontra-se um pouco por toda a parte, nomeadamente associada a ribeiras e zonas mais húmidas.

O choupo-branco possui um tronco branco com fissuras em forma de losango, castanhas. Com a idade da árvore as rugosidades do tronco tendem a aumentar.

As folhas, de 5 lóbulos desiguais, são verdes na página superior e com indumento branco na página inferior, com pecíolo longo. As folhas mais jovens apresentam indumento branco também na página superior.

A floração surge no início da Primavera, quando a árvore quase ainda não tem folhas. A espécie é dióica. Os amentilhos masculinos têm as brácteas pelosas maiores que as flores. Os estames e as anteras são vermelhos quando surgem, tornando-se amarelas.

Na primavera há uma libertação de tufos de pilosidades brancas que se espalham pelo ar criando um efeito surpreendente.

É uma espécie que pode desenvolver-se em todo o tipo de solo, requerendo humidade permanente nas raízes e boa luz solar. Surge muitas vezes acompanhada de Salix spp., Tamarix spp., Ulmus minor, etc. Tolera mal os frios invernais intensos e prolongados.

É uma árvore com pouca longevidade, considerando-se muito velha aos 40 anos.

A espécie tem tendência para proliferar a partir das raízes laterais, formando novas plantas por vezes a 20-30 m do tronco.

O choupo-branco cruza facilmente com outras espécie de choupo, nomeadamente o Populus tremula, dando origem a um híbrido conhecido por choupo-cinzento com características morfológicas intermédias em relação aos progenitores.