Ganso-do-egito

Alopochen aegyptiaca

O ganso-do-egito é um anatídeo de origem africana introduzido em diversos locais da Europa como ave ornamental em parques e jardins.

Em Portugal as observações da espécie no estado selvagem são cada vez mais frequentes e, apesar de a origem destes animais não ser conhecida, é possível que sejam aves resultantes de episódios de reprodução dos animais introduzidos em parques e jardins do país que entretanto dispersaram.

O nome científico da espécie tem este significado: Alopochen resulta da contração dos termos gregos alopos (raposa) e khen (ganso), aludindo à plumagem castanha da ave, semelhante à pelagem da raposa-vermelha; aegyptiaca é o termo latino para egípcio.

Texto: João E. Rabaça