1911 – 1999: O Ensino Médico em Lisboa no Início do Século

Design gráfico
Victor Diniz
Edição
Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. Serviço de Belas-Artes, 1999
ISBN
972-678-029-2
Notas
Ed. bilingue: português e inglês. Contém planta da exposição
Proveniência
Biblioteca de Arte Gulbenkian, Lisboa / ET 1139
Direitos
A utilização deste documento, de acordo com os Termos de Utilização, exige a prévia autorização da respetiva entidade detentora (Proveniência). No caso de o documento pertencer ao acervo da Fundação Calouste Gulbenkian essa autorização poderá ser solicitada através do formulário Autorização para a Utilização.
Texto(s)
Manuel da Costa Cabral, «Oportunidade de uma exposição / Opportunity for an exhibition», pp. 15-17 / 473-474
João Gomes-Pedro, «Tempo, memória e destino / Time, memory and destiny», pp. 19-23 / 475-478
J. Martins e Silva, «A perspectiva da dimensão / Perspective of dimension», pp. 25-29 / 479-482
Manuel Valente Alves, «O exemplo de Hipócrates / The example of Hippocrates», pp. 31-37 / 485-488
Jaime Celestino da Costa, «A geração de 1911. Origem, realização e destino / 1911 medical generation. Origins, achievement and destiny», pp. 43-76 / 493-517
Luís Rebelo, «Sousa Martins Médico / Sousa Martins Doctor», pp. 81-98 / 521-534
João Lobo Antunes, «Egas Moniz - uma palavra sobre o Outro / Egas Moniz - a word on the Other», pp. 99-107 / 535-541
Artur Torres Pereira, «Câmara Pestana no pórtico da medicina experimental portuguesa / Câmara Pestana and the dawn of experimental medicine in Portugal», pp. 109-119 / 543-550
João Ribeiro da Silva, «O pensamento médico contemporâneo e a figura de Gama Pinto / Contemporary medical thinking and the personality of Gama Pinto», pp. 121-131 / 551-557
Jaime Celestino da Costa, «A irreprimível vitalidade de Reynaldo dos Santos / A irrepressible vitality of Reynaldo dos Santos», pp. 133-147 / 559-569
Jaime Celestino da Costa, «Pulido Valente - o reformador da clínica / Pulido Valente - the clinical reformer», pp. 149-163 / 571-581
Helena de Freitas, «O corpo e a alma / Body and soul», pp. 167-169 / 585-587
José Guilherme Jordão, «C. Bello Moraes. Um vida e uma obra no presente / C. Bello Moraes. A life and work in the present day», pp. 173-179 / 591-595
A. Pereira Coelho, «Moreira Júnior», pp. 181-183 / 597-598
Carlos Ribeiro, «Carlos Tavares», pp. 185-187 / 599-600
Madalena Botelho, «Alfredo da Costa. Retrato do professor Alfredo da Costa / Alfredo da Costa. Portrait of professor Alfredo da Costa», pp. 189-191 / 601-602
A. Dinis da Gama, «Custódio Cabeça», pp. 193-195 / 603-604
J. Fernandes e Fernandes, «Bettencourt Raposo», pp. 197-204 / 605-609
João Frada, «Augusto Vasconcelos», pp. 209-213 / 613-616
Maria de Lourdes Levy, «J. Salazar de Sousa. O primeiro catedrático de pediatria da Faculdade de Medicina de Lisboa / J. Salazar de Sousa. The first pediatrics professor of the Lisbon Faculty of Medicine», pp. 215-219 / 617-619
Manuel Eugénio Machado Macedo, «José Gentil», pp. 221-223 / 621-622
Henrique Bicha Castelo, «Francisco Gentil», pp. 225-230 / 623-626
António Barbosa, «Miguel Bombarda», pp. 235-243 / 629-634
Lesseps dos Reis, «Silva Amado», pp. 245-248 / 635-637
Francisco Antunes, «Curry Cabral», pp. 249-253 / 639-642
J. M. Pereira Miguel, «Bettencourt Pitta. Portugal saudável. Da higiene pública à promoção da saúde / Bettencourt Pitta. Healthy Portugal. From public hygene to health promotion», pp. 255-257 / 643-644
Nuno Félix da Costa, «J. Ferraz de Macedo. Ferraz de Macedo no século seguinte / J. Ferraz de Macedo. Ferraz de Macedo in the twentieth century», pp. 259-261 / 645-646
Cristina Sampaio, «Eduardo Mota. Lente da Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa / Eduardo Mota. Professor at the Lisbon School of Medicine and Surgery», pp. 265-268 / 649-650
José Cortês Pimentel, «May Figueira. O professor May Figueira, médico de sempre / May Figueira. Professor May Figueira, a doctor for all seasons», pp. 269-270 / 651-652
Francisco Araújo Pinto, «Sabino Coelho», pp. 271-273 / 653-654
Luiz da Silveira Botelho, «Ricardo Jorge», pp. 275-278 / 655-657
Paulo Costa, «Oliveira Feijão», pp. 279-283 / 659-662
João Pinharanda, «Au rendez-vous des amis», pp. 287-293
António Costa Pinto, «Portugal em 1910: Entre tradição e modernidade / Portugal in 1910: Between tradition and modernity», pp.297-300 / 673-675
Manuel Valente Alves, «Tempo e intemporalidade / Time and timeless», pp. 327-338
Isabel Carlos, «Dentro de si / Inside oneself», pp. 351-367
Mario Bertoni, «[Sem título]», pp. 373-385
João Lobo Antunes, «[Sem título]», pp. 391-403
João Fernandes, «Ângela Ferreira: do mosaico de citações a uma crítica de referência / Ângela Ferreira: from the mosaic of quotations to a criticism of reference», pp. 409-419
Miguel von Hafe Pérez, «De uma arte de emoções distantes / Of an art of distant emotions», pp. 425-433
Óscar Faria, «Cortar, envenenar ou queimar / Cut, poison or burn», pp. 439-447
António Cabrita, «Dizer branco é uma forma de ampliar o contágio / Saying white is a way of spreading contagion», pp. 453-467

Exposições

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.