Temporada 20/21

A primeira parte da Temporada 20/21, a decorrer entre outubro e dezembro de 2020, é exclusivamente dedicada à Orquestra Gulbenkian, contando também com o regresso de Martha Argerich, a celebração dos 250 anos de Beethoven e ainda com cinco programas dirigidos pelo Maestro Titular Lorenzo Viotti. Esperamos por si!

Agenda Programa Bilhetes

Orquestra Gulbenkian

O agrupamento residente da Fundação Gulbenkian apresenta nesta Temporada um conjunto de programas com uma ampla diversidade de linguagens, destacando as suas diferentes secções instrumentais. Os concertos terão uma duração aproximada de 1 hora, sem intervalo.

Lorenzo Viotti

Lorenzo Viotti continuará a partilhar connosco a paixão que lhe é tão característica e que tem sabido potenciar nas atuações da Orquestra Gulbenkian, resultante do caminho comum que têm percorrido juntos. O jovem Maestro Titular dirigirá cinco desafiantes programas nesta primeira parte da temporada.

Artistas convidados

Num dos pontos altos deste arranque de temporada, Martha Argerich apresenta-se pela primeira vez ao lado da Orquestra Gulbenkian, sob a direção de Lorenzo Viotti. Aquela que é uma das mais extraordinárias pianistas dos nossos tempos interpretará o Concerto para Piano e Orquestra nº 3 de Prokofiev.

Concertos de Domingo

Pensados em especial para um ambiente descontraído e familiar que permite uma aproximação às obras e aos compositores, os Concertos de Domingo da primeira parte da temporada serão dirigidos por Lorenzo Viotti, que nos ajudará a desvendar obras de Ravel, Stravinsky e Bernstein.

Beethoven 2020

A Gulbenkian Música continuará a assinalar o 250º aniversário de Beethoven, um dos compositores mais marcantes da História da Música. Em outubro, Giancarlo Guerrero dirige quatro das nove sinfonias que ajudaram a fazer de Beethoven o protagonista de uma extraordinária revolução artística.

Esta temporada poderá ter lugar num contexto diferente do das temporadas anteriores, mas o que permanecerá igual é a convicção dos nossos artistas, bem como a sua firme vontade de dar ao público os melhores espectáculos.

A música deve sempre ser disfrutada num ambiente que convide os intérpretes e o público a partilharem esse momento único em que as notas se tornam música e a música se torna emoção no espírito de quem ouve. O Grande Auditório é um lugar onde esses momentos mágicos acontecem.

A parte inicial da temporada é dedicada aos concertos da Orquestra Gulbenkian. Nas primeiras semanas, alguns dos seus excelentes músicos ocupam o centro do palco; mais tarde poderemos ouvir sinfonias de Beethoven, à medida que nos aproximamos da data do 250.º aniversário do compositor alemão. A ópera e as obras de teatro musicado são também muito acarinhadas pela orquestra – o outono traz-nos Dido e Eneias de Henry Purcell, Cartas Portuguesas de João Guilherme Ripper e La voix humaine de Francis Poulenc.

Lorenzo Viotti, o inspirador diretor musical da Orquestra Gulbenkian, ocupa o final da temporada de outono com cinco programas que destacam as diferentes secções da orquestra e incluem solistas especiais como a nossa querida pianista Martha Argerich. Como presente de Natal, o maestro Viotti dirige um Concerto de Domingo cujo programa promete muito swing.

Convidamo-lo a juntar-se à orquestra e a celebrar a grande música. Experiências que ficarão consigo.

Risto Nieminen
Diretor da Gulbenkian Música


 

No seguimento das orientações da Direção-Geral da Saúde, o Grande Auditório será sujeito a condições excecionais de acesso, ficando a sua capacidade reduzida a metade. Durante este período, irá vigorar uma planta de sala com uma tipologia diferente da habitual.

A utilização de máscara será obrigatória e os concertos terão uma duração aproximada de uma hora, sem intervalo. Conheça as condições de acesso.