Marc Ribot, Ava Mendoza e Paal Nilssen-Love no Jazz em Agosto 2016

11 concertos no Anfiteatro ao Ar Livre, três concertos solo, três documentários, duas conversas sobre música e a apresentação de um livro. Será assim o Jazz em Agosto 2016, que decorre de 4 a 14 de Agosto na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. A 33ª edição do festival acolherá projectos da América do Norte e da Europa, com três formações vindas de França: a pianista Eve Risser com a White Desert Orchestra, o violista e violinista Théo Ceccaldi a encabeçar o quarteto Petite Moutarde (numa actuação acompanhada por filmes do surrealismo dos anos 1920, realizados por René Clair, Marcel Duchamp e Man Ray) e o saxofonista Thomas de Pourquery com o sexteto Supersonic, que o músico formou para homenagear o visionário Sun Ra.

Do eixo Alemanha-Finlândia-Sérvia vem o quinteto Z-Country Paradise e da Noruega chega a Large Unit de Paal Nilssen-Love. Do outro lado do Atlântico, Marc Ribot traz The Young Philadelphians, que se juntam ao Lisbon String Trio, o quinteto Snakeoil de Tim Berne e ainda os trios Pulverize the Sound (com Peter Evans) e Unnatural Ways (de Ava Mendoza).

O Tuba and Drums Double Duo (com Sérgio Carolino na tuba e Mário Costa e Alexandre Frazão nas baterias) e o quarteto Tetterapadequ, que integra o baterista João Lobo e o contrabaixista Gonçalo Almeida, cumprem a quota portuguesa do Jazz em Agosto deste ano.

As borlas do festival incluem dois concertos a solo de Frank Gratkowski e Paal Nilssen-Love, duas sessões de Sharpen Your Needles (um projecto com Evan Parker e David Toop), três documentários evocativos de Peter Kowald e do projecto Electric Ascension do Rova Saxophone Quartet e ainda o lançamento de “The Sound of the North”, um livro do jornalista italiano Luca Vitali sobre o jazz norueguês. A parceria com a Cleen Feed mantém-se na edição 2016 do Jazz em Agosto e a RogueArt é a editora convidada deste ano.

 

Hélder Gomes

bodyspace.net, 12 Abril 2016