Pedro Gomes © DR

Pedro Gomes

Piano

Pedro Gomes nasceu em Vila Nova de Famalicão em 1991, no seio de uma família de músicos. Iniciou os seus estudos musicais aos quatro anos de idade. A partir dos seis anos, prosseguiu os estudos de piano com a professora Marina Pikoul e, a partir de 1998, com Marian Pivka, ex-aluno da prestigiada pianista russa Vera Gornostaeva. No ano seguinte participou no Festival Yamaha Music ’99, em Madrid. Desde então seguiram-se inúmeros prémios em concursos nacionais e internacionais. Em 2008 foi-lhe atribuída, por concurso, uma bolsa de estudos de piano da Yamaha Music Foundation of Europe. No ano seguinte, terminou o Curso de Piano do Conservatório de Música do Porto, com a classificação máxima, na classe de Rosgard Lingardsson.

Pedro Gomes apresentou-se em público em Portugal, Espanha, França, Alemanha e Inglaterra, assumindo particular relevo as atuações em salas e eventos como o Teatro D. Maria II, a Casa da Música, o Salão Árabe no Palácio da Bolsa (Porto), o Festival de Música de Leiria – Teatro Miguel Franco, e a famosa Steinway Hall de Londres. Particularmente importante foi a sua apresentação na Sala Suggia da Casa da Música, no Porto, onde deu um recital de piano integrado no Ciclo de Piano 2009, em cuja programação constaram alguns dos maiores nomes a nível mundial.

Aos 18 anos, Pedro Gomes foi chamado a substituir o pianista Sequeira Costa em dois concertos com a Orquestra Gulbenkian, no Grande Auditório da Fundação Gulbenkian, tendo interpretado o Concerto para Piano n.º 1 de Prokofiev. Em 2010, fez parte do projeto “Música por uma Causa”, na Fundação Gulbenkian, uma iniciativa da Music Fund, organização sem fins lucrativos com sede na Bélgica. Em dezembro de 2012, estreou-se no famoso Royal Albert Hall de Londres, onde deu um recital a solo na Elgar Room, tendo sido extremamente bem recebido pelo público inglês. Em 2013 tocou com a Orquestra Gulbenkian o Concerto para Piano n.º 1 de Britten, ao lado da Maestrina Joana Carneiro, no concerto de encerramento do Festival Internacional de Música de Sintra.

Pedro Gomes foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Terminou a licenciatura, o Mestrado em Performance e o Artist Diploma no Royal College of Music, com o prestigiado pianista e professor Dmitri Alexeev, alcançando a classificação máxima dada por esta instituição.

Entre as suas mais recentes atuações, como solista, destacam-se: dois concertos com a Orquestra Sinfónica do Porto, sob a direção de Michael Sanderling, na Casa da Música e na Fundação Gulbenkian; um concerto com a Orquestra Clássica do Sul, dirigida pelo Maestro Rui Pinheiro; o Concerto para Piano n.º 3 de Beethoven, com a Orquestra Estágio Gulbenkian e a Maestrina Joana Carneiro, na Sala Suggia da Casa da Música.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.