Nuno Coelho

Maestro Convidado

Nuno Coelho nasceu no Porto em 1989. Estudou violino no Conservatório de Música do Porto, em Klagenfurt e em Bruxelas. Estudou direção de orquestra, com Johannes Schaefli, na Universidade das Artes de Zurique. Em 2017 venceu o Concurso Internacional de Direção da Orquestra de Cadaqués. No verão de 2018 foi nomeado Maestro Convidado da Orquestra Gulbenkian e assistente de Gustavo Dudamel na Filarmónica de Los Angeles. Para além dos seus projetos em Lisboa e Los Angeles, os seus compromissos para a corrente e a próxima temporadas incluem a direção da Filarmónica Real de Liverpool, da Orquestra do Ulster, da Orquestra Nacional de Lille, da Orquestra Beethoven de Bona, da Orchester Musikkollegium Winterthur, da Sinfónica de Castela e Leão e da Sinfónica da Galiza.

Maestro Assistente da Filarmónica dos Países Baixos entre 2015 e 2017, Nuno Coelho regressou em julho de 2018 para um concerto no Concertgebouw de Amesterdão, integrado no festival Robeco Summer Nights. Outra atuações recentes incluem a Orquestra de Câmara dos Países Baixos, a Orquestra de Câmara de Basileia, a Sinfónica Portuguesa e a Sinfónica de Basileia. Em junho de 2018, dirigiu a Orquestra do Real Concertgebouw como participante na RCO Daniele Gatti Masterclass. Participou também em masterclasses dos maestros Esa-Pekka Salonen e Bernard Haitink e foi maestro assistente de Andris Nelsons, Christoph von Dohnányi, Thomas Adès, Stéphane Denève e Stefan Ausbury em Tanglewood. Em 2016 foi maestro assistente de Marc Albrecht na produção de Pierre Audi de Parsifal, de Wagner, na Ópera Nacional Holandesa. Outros projetos de ópera incluem Os Sete Pecados Mortais, La Traviata, Cavalleria Rusticana e Rusalka.

Entre 2014 e 2016, Nuno Coelho foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Venceu o Prémio Jovens Músicos na categoria de Direção de Orquestra (2016), foi um dos premiados com o Neeme Järvi Prize, atribuído pelo Festival Menuhin de Gstaad e foi finalista na Nestlé and Salzburg Festival Young Conductors Competition. Em 2015 foi aceite no Dirigentenforum do Conselho Alemão da Música, uma plataforma de formação e promoção de jovens maestros na Alemanha.

 

Dezembro 2018