Kenneth Best

Trompa

Kenneth Best nasceu nos Estados Unidos da América, onde frequentou a Universidade de Indiana, entre 1988 e 1991, sob a orientação de Myron Bloom, trompa solista da Orquestra de Cleveland, tendo obtido o grau de Bacharel em Música. Durante os seus estudos teve a oportunidade de trabalhar com diversas orquestras como a Orquestra de Câmara de Indianápolis, a Filarmónica de Fort Wayne e a Sinfónica de Owensboro. Tocou também com a orquestra de jovens do Festival de Tanglewood (residência de verão da Orquestra Sinfónica de Boston), onde trabalhou com artistas de renome como Leonard Bernstein, Seiji Ozawa e Yo-Yo Ma, entre outros. Veio para Portugal em 1992, após um convite para ocupar o lugar de 1.º trompa da orquestra Nova Filarmonia Portuguesa. No mesmo ano, ingressou na Orquestra Gulbenkian como 1.º Solista.

No domínio da música de câmara, tem atuado com vários agrupamentos em Portugal e no estrangeiro, com destaque para o Ensemble Instrumental de Lausanne (Suíça), o Ensemble Mediterrain (Alemanha), o Quarteto com Piano de Moscovo e o Decateto de Metais de Lisboa, para além de presenças no Community Concert Series (E.U.A.) e no ciclo Solistas da Orquestra Gulbenkian. Tem participado também em projetos de música antiga com instrumentos de época, em colaboração com os agrupamentos Segréis de Lisboa, Músicos do Tejo, Divino Sospiro e Orquestra Barroca de Bloomington.

 

Abril 2015