Isabelle Faust © Felix Broede

Isabelle Faust

Violino

A violinista alemã Isabelle Faust cativa o público com a fascinante sonoridade das suas interpretações, abordando cada peça não só em função da musicalidade, mas também do contexto histórico, da escolha do instrumento e da busca de um elevado grau de autenticidade, iluminando e interpretando com paixão um repertório vasto e estilisticamente variado.

Depois de vencer o Concurso Leopold Mozart e o Concurso Paganini, passou a ser convidada regularmente pelas grandes orquestras mundiais, incluindo a Filarmónica de Berlim, a Sinfónica de Boston, a Sinfónica NHK de Tóquio, a Orquestra de Câmara da Europa ou a Freiburger Barockorchester, tendo-se prolongado, desde então, uma sustentada cooperação com maestros como Claudio Abbado, Giovanni Antonini, François-Xavier Roth, Frans Brüggen, John Eliot Gardiner, Bernard Haitink, Daniel Harding, Philippe Herreweghe, Andris Nelsons e Robin Ticciati.

A curiosidade artística de Isabelle Faust abrange todas as eras e formas de cooperação instrumental. Procura a essência de cada peça de uma forma consciente e dedicada. Para além dos grandes concertos para violino, o seu repertório regular inclui peças como o Octeto (D. 803) de Schubert, interpretado em instrumentos históricos, os Kafka-Fragmente de Kurtág, com Anna Prohaska, ou A História do Soldado de Stravinsky, com Dominique Horwitz. Dedica-se com grande ambição à interpretação da nova música, tendo estreado recentemente obras de Peter Eötvös, Brett Dean e Ondřej Adámek.

As gravações de Isabelle Faust têm sido unanimemente elogiadas pela crítica especializada e distinguidas com o Diapason d’or, o Grammophone Award e o Choc de l’année, entre outros prémios. As gravações mais recentes incluem o Concerto para Violino de Schönberg, com Daniel Harding e a Orquestra Sinfónica da Rádio Sueca (2020), e a gravação do Triplo Concerto de Beethoven, com Alexander Melnikov, Jean-Guihen Queyras, Pablo Heras-Casado e a Freiburger Barockorchester (2021). Entre os outros registos da violinista destacam-se as Sonatas e Partitas para violino solo de J. S. Bach, ou os Concertos para Violino de Beethoven e Alban Berg, sob a direção de Claudio Abbado.

No domínio da música de câmara, Isabelle Faust mantém uma longa colaboração com o pianista Alexander Melnikov, tendo ambos gravado sonatas para piano e violino de Mozart, Beethoven e Brahms.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.